Autora: Emily Giffin
Título Original: All We Ever Wanted
Páginas: 304
Ano: 2019
Gênero: Romance
Editora: Arqueiro
                      Comprar

Casada com um membro da elite de Nashville, Nina Browning leva a vida com que sempre sonhou. Recentemente, o marido ganhou uma fortuna vendendo seu negócio de tecnologia e o filho adorado foi aceito em Princeton. No entanto, às vezes Nina se pergunta se ela se afastou dos valores com que foi criada em sua pequena cidade natal.
Tom Volpe é um pai separado que se divide entre vários empregos para criar a filha, Lyla. Ele finalmente começa a relaxar depois que a menina ganha uma bolsa de estudos na escola de maior prestígio de Nashville.
Filha de uma brasileira e de origem menos abastada, Lyla nem sempre se encaixa em meio a tanta riqueza e privilégios, mas, na maioria das vezes, ela é uma adolescente típica e feliz.
Então uma fotografia, tirada em um momento de embriaguez em uma festa, muda tudo. À medida que a imagem se espalha, as opiniões da comunidade se dividem.
No centro das mentiras e do escândalo, Tom, Nina e Lyla são forçados a questionar seus relacionamentos mais íntimos, percebendo que tudo que sempre quiseram talvez não fosse tão perfeito assim.
Nina é uma mulher casada com um homem milionário há muitos anos e tem um filho que está prestes a ir para Princeton. Claro que ele não veio de uma família abastada e como conheceu seu marido na faculdade, precisou se acostumar com toda esta vida pomposa, depois que algo muito grave aconteceu com ela.

Tom Volpe é um homem que teve um relacionamento com uma brasileira que morava nos Estados Unidos. Amava muito ela, porém não entendia porque ela não conseguia ficar mesmo quando nasceu a filha deles, Lyla. Claro que ela tinha sonhos de ser cantora e famosa, mas mesmo que não conseguisse que seu sonho se tornasse realidade, ele esperava ao menos que ela não fosse embora e os deixasse na mão. Agora a filha já tinha dezesseis anos e ele a tinha criado com todo amor possível.

"Só que, na realidade, as coisas estavam longe de serem perfeitas. Porque exatamente naquele mesmo instante nosso filho estava do outro lado da cidade tomando a decisão mais equivocada da sua vida." P.16

Acontece que em uma festa que Lyla vai, juntamente com sua amiga Grace, dada por um amigo de Finch, uma foto de Lyla deitada desmaiada em cima da cama e com uma parte nua do corpo com uma legenda racista acaba vazando e Finch, o garoto certinho e de família rica assume a culpa pela foto e coloca em risco todo o seu futuro.

A partir disto Nina começa uma luta para que seu filho seja punido, mesmo que saiba que não poderá mais estudar em Princeton e seu marido e filho começam a mentir e criar estratégias para fugir de tudo isto. A questão é que Nina sofreu algo muito cruel no passado e não está disposta a deixar que mais uma garota tenha a reputação destruída.

"- Ora, Mel. Você sabe que não é bem assim - falei, ficando nervosa. - Uma roupa não faz uma pessoa promíscua. É o mesmo que dizer: "Ah, ela estava de minissaia, então fez por merecer." P.135

Não é só pela família e pela educação do filho, é pela vida de Lyla e pelo aprendizado de várias pessoas. Tom, Nina e Lyla vão lutar para que tudo venha à tona, mesmo que de formas diferentes.


Eu primeiro tenho que dizer que fiquei muito feliz que a Emily Giffin tenha voltado para o cenário literário brasileiro. Ela geralmente tinha seus livros publicados pela Novo Conceito no passado, quando li os livros dela e fazia algum tempo que nada mais era publicado. Então quando a Arqueiro publicou este eu pulei de alegria. Nunca me decepcionei com as obras da autora, que sempre fala sobre os dramas da vida, dos relacionamentos.

"Então por que, eu me perguntava, eu ainda sentia tanta vergonha muito depois de Finch se livrar dela, pedir um milhão de desculpas e me levar para casa? Será que Polly tinha razão e eu realmente era uma putinha patética?" P.237

Esta história foi até um pouco que surpreendente tendo em vista que o que acontece na história e tudo que fica implícito nela jamais iria ter a mesma repercussão no Brasil, até pelas questões de leis, já que no Brasil tudo é muito mais facilitado para certos tipos de crimes.

Então vamos falar aqui sobre crime virtual. Quando a vida de uma adolescente é exposta para milhares de pessoas por um garoto de uma família extremamente rica, sendo que ela vem de uma família pobre e de uma mãe de origem não americana. Acredite, o choque foi grande ao ler certos pontos da obra, principalmente por ver que a personagem era do meu país e eu ler que a chamavam de certos nomes racistas foi péssimo.

 


E é por esta questão que acho que este livro passa uma reflexão gigante. Nos Estados Unidos este tipo de crime não é aceito e tem punições severas. Mas a constância da obra não é somente por este fato ou o que acontece e sim como as mulheres se tornam vulneráveis em todos os momentos: festas estudantis, faculdades, dormitórios de fraternidades e afins. É fato que muitas mulheres são estupradas durante o período em que passam nos dormitórios nos EUA, tanto que há algum tempo as leis ficaram cada vez mais severas por esta questão.

Mas voltando ao assunto do livro, é sobre uma mãe de família que decide que seu filho precisa aprender desde já a assumir as responsabilidades e nisso se vê em uma guerra contra seu marido e tudo o que ela acredita.

Há momentos em que a história choca e outros em que me deu vontade de bater em Lyla por aquilo em que ela acreditava ser o melhor. Mas lembro também como eu era na idade dela e talvez teria uma reação diferente.

A obra termina de uma forma maravilhosa, mesmo que não como o esperado e acredito que é assim que a nossa sociedade encara muitas coisas. O importante é nunca, jamais desistir de lutar.


14 Comentários

  1. Fiquei bem chocada em ver que Emily saiu um pouco daquela coisa super dramática dela e se envolveu em algo que requer luta pela verdade mesmo que isso machuque, achei diferente do que costumo ler dela.
    Tem um livro que gosto muito chamado Da Ordem ao Caos, ele é cheio de mistérios. Vale a pena conferir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, ela saiu mesmo e colocou uma personagem em uma posição bem diferente.

      Excluir
  2. Oi Greice, tudo bem?
    Pela sua resenha, a autora parece ter criado uma trama instigante e com um final satisfatório. Dica anotada!!!

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O final não é o que eu gostaria, mas é o que a realidade permite,

      Excluir
  3. Oie.

    Eu estava querendo muito ler esse livro. Ainda não conhecia muito sobre a autora e sobre os livros dela, mas esse eu quero muito ler. Esse tema do livro parece ser muito necessário e eu quero muito ver como a autora abordou esse assunto.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela tem ótimos livros, sempre relacionados com temas de drama.

      Excluir
  4. Oi Greice, essa é a primeira resenha que leio do livro e estava curiosa para saber sobre o que se tratava a nova obra da autora. Achei super interessante a autora abordar essa questão da exposição da adolescente e trazer os personagens em busca de justiça. Amei sua resenha e já quero ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, e tem várias opiniões diferentes dos personagens.

      Excluir
  5. Olá!

    Ainda não li nada da autora, mas leio muitas coisas boas a respeito do trabalho dela. Já estava com vontade de ler esse livro, mais pela capa, confesso. Só que depois da sua resenha me sinto na obrigação de conferir essa história, muito obrigada pela dica.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom?
    Também fiquei muito feliz quando vi que esta autora voltaria a ser publicada no Brasil! Adoro um bom drama que puxa para o real e ela é excelente no que escreve.
    Quanto ao livro, adorei a temática! Essa questão da vulnerabilidade da mulher em várias situações, os crimes virtuais e suas punições e claro, quero ler mais sobre essa mãe que quer ensinar algo ao filho, ainda que pelo caminho da dor.
    Dica mais que anotada! Sua resenha ficou sensacional!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá Greice,

    Essa é a primeira resenha que eu leio desse livro e gostei do que vi, vou adicionar na minha lista de desejados...bjs.

    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Não sabia que a autora abordava um tema tão forte nesse livro, para mim ela só escrevia livros de romance fofinhos, hahaha.
    Adorei a premissa e fiquei bem curiosa para saber no que irá resultar essa foto divulgada!

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos