Autora: Tracy Banghart
Título Original: Grace and Fury
Páginas: 304
Ano: 2018
Gênero: Fantasia
Editora: Seguinte
                      Comprar


Em Viridia, as mulheres não têm direitos. Em vez de rainhas, os governantes escolhem periodicamente três graças — jovens que viveriam ao seu dispor. Serina Tessaro treinou a vida inteira para se tornar uma graça, mas é Nomi, sua irmã mais nova, quem acaba sendo escolhida pelo herdeiro.
Nomi nunca aceitou as regras que lhe eram impostas e aprendeu a ler, apesar de a leitura ser proibida para as mulheres. Seu fascínio por livros a levou a roubar um exemplar da biblioteca real — mas é Serina quem acaba sendo pega com ele nas mãos. Como punição, a garota é enviada a uma ilha que serve de prisão para mulheres rebeldes.
Agora, Serina e Nomi estão presas a destinos que nunca desejaram — e farão de tudo para se reencontrar.
Serina e Nomi são irmãs e ambas viveram somente para uma coisa: Serina para ser uma graça e Nomi para ser a aia da irmã. Em Viridia, a cidade onde vivem os reis, a cada período cada um deles e seus filhos precisam escolher as mulheres as quais eles querem "quebrar", ou melhor, as quais eles querem que sejam submissas. Serina é a irmã mais velha e sempre sonhou com isto. Aprendeu tudo corretamente e chegou o momento do baile onde o príncipe vai escolher suas primeiras três graças.

As duas vão precisar deixar seus pais e seu irmão e nunca mais voltar para casa. Nomi odeia todo o mundo das graças, mas não pode deixar a irmã sozinha. Em Viridia tudo é proibido. As mulheres não podem ler, escrever ou ter nenhum poder. Porém Nomi aprendeu tudo isto com seu irmão.

"Em Viridia, as graças representavam os mais elevados padrões de beleza, elegância e obediência. Eram ao que todas as garotas deveriam aspirar.
Tornar-se uma graça e uma aia implicaria uma vida diferente para Serina e Nomi, mas elas discordavam quanto a essa vida ser melhor ou pior." P.16

No dia do baile em um pequeno incidente, o príncipe acaba conhecendo Nomi e quando Serina era para ser escolhida como uma graça, sua irmã acaba sendo a escolhida. Totalmente contra a sua vontade. E ao pegar escondido um livro para si e descoberta com ele, Serina assume a culpa e por castigo vai parar na ilha onde quem entra nunca mais retorna, onde as mulheres são punidas e precisam lutar entre si para sobreviver.



Agora Nomi precisa arrumar um jeito de salvar a sua irmã daquele inferno e também do príncipe ao qual terá que ser submissa. É quando o irmão do príncipe e seu futuro cunhado aparece e se torna seu grande amigo, mostrando um plano onde as mulheres poderão viver em paz. Porém o que parece ser fácil vai se tornar o maior pesadelo de todos.

"Será que Nomi não havia considerado, nem por um segundo, que punição poderia vir a receber quando pedira a Renzo que lhe ensinasse a ler? Quando roubara aquele livro? Serina achava que não. Nomi devia ter pensado que só corria o risco de açoitamento. Talvez uma multa." P. 57

Minha santa criatura das leituras! Por onde começar a descrever este livro? Eu poderia ir já para o melhor de tudo e entregar os pontos, mas seria desonesto com quem está lendo a resenha. Lógico que estou muito emocionada pela leitura deste livro. Não entendo qual a razão de algumas vezes ficar enrolando para ler por tirar conclusões precipitadas e depois que leio fico me culpando por ter demorado. Este foi um dos casos.

Temos como protagonistas duas irmãs. Serina é aquela moça mais submissa, mais calma e que aceita tudo facilmente. Nomi já é mais selvagem, arisca e que se joga em tudo sem pensar duas vezes. Logicamente que isto vai causar algumas confusões durante o livro. Algum leitor até pode pensar que estas características prejudicam as duas na obra, mas eu achei totalmente coerente, já que tudo é tão interligado durante a escrita e tem um final tão lógico que não há dúvidas sobre como elas foram bem construídas.



Temos um cenário onde as mulheres não tem voz. Não podem fazer absolutamente nada além do que são obrigadas e mesmo as que são privilegiadas não podem sair do castelo ou emitir opiniões sem estarem sendo espionadas o tempo todo. Em muitos momentos isto me corroeu. Nada como privar o ser humano de sua liberdade para causar a dor.

Isto sem contar no que acontece na ilha. Onde as mulheres são separadas em grupos e obrigadas a lutar até a morte para ganhar comida. A história é madura e cheia de conflitos o tempo inteiro. Em alguma parte da história dá para perceber o que está sendo tramado, mas como o livro é uma trilogia, infelizmente termina de uma forma chocante que me deixou com a mão na boca e querendo saber como tudo iria se resolver.

"- Por que fazemos isso? - Serina perguntou. Era uma questão que a perturbava desde a primeira noite na ilha. - Por que deixamos que os guardas nos obriguem a lutar? Se todas recuássemos, teriam que nos alimentar." P.145

A autora foi muito inteligente em colocar a história naquele tipo de desenvolvimento. Os capítulos se passam entre uma irmã e outra e na luta interna de cada uma delas. Graça e Fúria é o nome perfeito para a obra, sendo que não tem como denominar quem é quem entre os personagens. O segundo volume com o nome intitulado de Queen of Ruin está com previsão de lançamento para julho deste ano e estou mais do que esperando que a Seguinte lance este ano ainda.

Para quem gosta de fantasia, com mulheres fortes e muita emoção, pode apostar que vai curtir bastante Graça e Fúria. Tem luta, tem guerra e espero que tenha muito mais guerra ainda no próximo. Amém!


13 Comentários

  1. Oii, tudo bem?

    Nossa, adorei a premissa, parece ser uma história super interessante. Eu iria me corroer de raiva com toda essa história das graças e da submissão. Acho bem legal os capítulos se alternarem entre as duas irmãs, pois a gente tem uma visão bem mais ampla da história.
    Vou colocar o livro na minha lista de desejados. Obrigada por compartilhar!!

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  2. Já tinha visto o livro, mas não conhecia sua premissa, mas fiquei curiosa para conhecer essa ilha que Serina foi parar e fiquei pensando se Naomi consegue salva-la e se salvar do príncipe. Dica super anotada.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Greice.
    Eu confesso que senti uma mistura de empolgação e decepção com essa história. Por mais que eu tenha me apaixonado pela Serina, meu ódio pela Nomi foi tão grande que quase larguei mão desse livro!! Rs... Acho que a autora até criou uma história interessante, mas reconheci trechos tão parecidos com outras séries que a própria Seguinte publicou, que fiquei chateada...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho esse livro e estou adiando a leitura por ter certo receio de esse cenário onde as mulheres não tem vez ser muito pesado, mas me parece ser uma história que vai me envolver bastante pelo seu post. Gosto muito de histórias protagonizadas por irmãos super diferentes um do outro.

    ResponderExcluir
  5. Oi Greice!
    Que enredo maravilhoso, adoro mocinhas valentes e histórias medievais, gostei mais da irmã corajosa a Nomi torço por ela kkk, parabéns pela resenha estou anotando a dica da trilogia, espero que tenha todos lançados já para não ficar esperando. Estou curiosa para o desenrolar da leitura, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Greice, tudo bom???
    Que legal, não conhecia o livro :O Gostei bastante da capa brasileira, achei bem legal a ilustração.
    Eu adoro livro de fantasia e protagonistas fortes e bem construídas, porém morro de raiva de injustiças e por vezes isso estraga minha leitura xD kkkkk (sério, eu iria querer tacar fogo no reino inteiro kkkk)
    Mas acho que seria uma ótima leitura e espero ler um dia.
    ótima resenha
    bjs
    http://ultimasfolhasdooutono.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá ♥
    Recebi esse livro e desde então estou louca para fazer a leitura. Sei que vou me emocionar, pois ver as mulheres sem direitos me incomoda muito. Sei que tem haver coma a época e tudo mais, mas mesmo assim tenho uma mania de me colocar no lugar dos personagens . A premissa é fantástica e não vejo a hora de poder fazer a leitura desse livro.
    P.s: A capa desse livro é uma das mais lindas que eu já vi !

    ResponderExcluir
  8. Na época não solicitei esse livro e depois me arrependi. Fui conferindo as resenhas e fiquei muito empolgada por esse enredo. Quero muito conferir a leitura. Adorei a resenha!
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu estou com muita vontade de ler esse livro, pois o estilo literário e a premissa me atraem muito, estou muito curioso para saber da trama na sua íntegra. Espero estar lendo o mais breve possível!!!

    ResponderExcluir
  10. Oiii,

    A premissa do livro é maravilhosa. Tenho muitas esperanças nesse príncipe que tem um plano onde as mulheres poderão viver em paz, mas acho que essa história vai ter várias reviravoltas antes disso de fato acontecer. Simplesmente amei o enredo. Vou colocar o livro na minha lista de desejados. Valeu a dica!!

    Beijinhos!!
    Paraíso Literário.

    ResponderExcluir
  11. Que resenha apaixonada!!! Eu também me culpo quando enrolo para ler livros que acabo amando!!! Fiquei bem empolgada com seus elogios e já quero começar a ler agora.
    Amei a dica
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá Greice!
    Eu adorei a ambientação desse livro e a inversão dos papeis das personagens. Achei que a autora conduziu bem essa troca e vemos um crescimento absurdo dessas gêmeas.
    Estou ansiosa para o segundo volume da série porque aquele final me deixou elétrica.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. Olá Greici!!!
    Já li inúmeras resenhas acerca falando desse livro e o mesmo já poss informar está na minha lista de livros que quero ler ^^
    Eu ainda não tinha vistos outras capas do mesmo, mas gosto da trabalhada pela Editora Seguinte e acho que a ideia da autora era vocês perceberem que ambas as irmãs tem Graça e Fúria.
    Não me lembrava de alguma resenha que li falar que a mesma uma trilogia, mas espero que a Seguinte traga esse livro pra aqueles que amaram a mesma.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos