Autora: Emily Trunko
Título Original: The Last Message Received
Páginas: 176
Ano: 2017
Editora: Seguinte


A partir de contribuições anônimas, a jovem Emily Trunko reuniu nesta coletânea mensagens que contam histórias reais sobre os mais variados tipos de despedida: o fim de uma amizade, o término de um relacionamento ou até mesmo um acontecimento trágico que muda a vida do destinatário e do remetente para sempre.Enviadas por celular, por e-mail ou pelas redes sociais, essas mensagens narram perdas profundas e inspiram muita reflexão. Será que não deveríamos expressar mais o amor que sentimos pelas pessoas enquanto isso ainda é possível? Ou, em alguns casos, nos afastar o quanto antes daquelas que nos fazem mal?

Eu ainda sinto o peso das lágrimas que deixei rolar pelo meu rosto ontem ao terminar de ler esta obra. Na verdade desde o início do livro não consegui proibir de as lágrimas passearem pelo meu rosto e agora o que me sobra é uma dor e um certo peso dentro do peito. Precisava começar a escrever este meu sentimento no início da resenha já que um livro nunca me impactou tanto com histórias tão sinceras. 

Este livro é para ajudar pessoas em momentos difíceis a ver que outras pessoas também passam por momentos assim. Bem, eu tenho depressão há dez anos e este livro destruiu um pouco de mim, mas sei que também construiu algo: não posso permitir deixar a vida pois as pessoas sentirão minha falta. 

"Eu te amo de verdade. Você sabe disso, né?"
Ela entrou no mar para nadar. O corpo nunca foi encontrado. Acham que foi suicídio. Ela era minha namorada fazia dois anos. Eu também a amava de verdade.

Em quantos momentos você imaginou escrever um bilhete ou um recadinho para alguém e não o fez? Eu já pensei em vários. Em alguns eu fiz e em outros deixei de lado. Sempre sou aquele tipo de pessoa que pensa que tudo pode acontecer e que posso sair pela porta e naquele dia nunca mais voltar e que demonstrações de afeto são sempre necessárias. 

Mas acredito que com o tempo e as desilusões e mágoas que surgem na vida, as pessoas se desprendem de certos atos gentis. Pelo menos é o que demonstra algumas das mensagens que consta no livro. As relações estão cada vez mais superficiais e parece que terminar se torna mais fácil já que os sistemas de comunicação facilitam que as pessoas terminem sem nem precisar olhar nos olhos um do outro.







"Não vou dirigir bêbado. Prometo. Te ligo mais tarde, amor".
Ele dirigiu. E morreu naquela noite ao bater de frente com outro motorista bêbado. Ele tinha 22 anos.






O livro tem uma diagramação maravilhosa, bem ao estilo de Tumblr mesmo. Com uma imagem e a mensagem que a pessoa mandou. Abaixo, no rodapé tem a explicação do motivo pelo qual e por quem a mensagem foi enviada.



"Desculpa, mas era demais. Espero de verdade que você possa me perdoar. Diga ao papai que sinto muito, mas não consegui aguentar mais. Seja forte. Te amo, irmãzinha."
Bilhete que encontrei ao limpar o quarto da minha irmã, um ano após ela tomar uma overdose de comprimidos. Ela morreu duas semanas depois do meu aniversário, seis anos atrás, e ainda não sei se a perdoei.

Tem mensagens de pai para filhos, de avós para netos, de namorados, de irmãos. O que mais vi realmente foi de pessoas desistindo de suas vidas e o que percebo é que talvez aquela mensagem fosse um sinal de ajuda. Na verdade como uma pessoa que sabe o que é ter ideias suicidas, sempre é um pedido de ajuda. E também é o mais difícil.




A capa da obra é dura e as folhas são todas coloridas e super trabalhadas. Mas o teor emocional é algo muito intenso.  Indico a você ler em momentos sóbrios e felizes, pois se estiver em um momento balançado vai ficar como alguém em posição fetal chorando sem parar como eu acabei ficando. Imaginar os momentos descritos neste livro doeu tanto talvez por eu estar em um momento mais instável. Mas serve como lição, cada palavra descrita.




13 Comentários

  1. Oi Greice.
    Estou aqui tentando achar as palavras certas para colocar nesse comentário sabe, pois sei bem como é essas ideias suicidas. Preciso desse livro urgente! Lembro que eu amava deixar bilhetinhos para as pessoas, enviar cartas fofuchas e tal, mas o que você falou na resenha é verdade, com o tempo e com as desilusões e mágoas que surgem na vida, a gente meio que desaprende isso.
    Adorei a dica.
    Bjos

    www.momentosdeleitura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico pensando no que te responder também porque mais do que nunca eu sei o que são tentativas de suicídio. É difícil demais.

      Excluir
  2. Esse livro é todo tocante, cada vez que vejo foto dele fico emocionada, a proposta é maravilhosa e a autora soube exatamente como chegar bem no fundo do nosso coração, né? Espero ler ele o quanto antes, sem duvida, vai ser um dos meus favoritos do ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala. Cada página era como se tocasse minha alma

      Excluir
  3. O livro parece ser realmente incrível. Com certeza, ler cada uma dessas mensagens é mergulhar em um universo extremamente delicado e intenso. A capa e diagramação parecem estar mesmo lindas. Pelo jeito, esse é um daqueles livros para nunca mais se esquecer. Dica anotada.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a diagramação detonou geral. Tocante e perfeito.

      Excluir
  4. Oi Greice! Primeiro de tudo: você não está sozinha. Eu sei que já deve ter escutado isso muitas e muitas vezes, mas saiba que se precisar de uma conversa, de um par de ouvidos algum dia, pode me procurar. Não posso imaginar como é ter depressão, mas posso ser de alguma ajuda, ainda que pequena.
    E segundo, eu sou muito emotiva, choro por qualquer coisa literalmente, e não sei se me faria bem ler um livro como esse. Ficaria pensando em como todas essas pessoas sofreram, em como doeu, e me faria mal. Mas gostaria de conhecer suas histórias, suas vidas.. E ler seria um tipo de homenagem.
    Obrigada pela resenha, e por favor, se cuide. Um beijo!
    Bjoxx - http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá Greice,
    Comecei a ler sua resenha e senti os olhos lacrimejarem. Eu li muitas coisas positivas sobre esse livro por aí e estou bem ansiosa, por conta disso, para fazer a leitura. Sobre o que você disse da gentileza, eu acho que as pessoas se machucam tanto que não se preocupam mais em magoar outrem. O próprio umbigo é o que apenas importa.
    Adorei sua resenha e sua sinceridade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Greice!

    Tudo bem? Tenho visto alguns comentários sobre esse livro por aí, sempre bem positivos então estou um pouco curiosa a respeito da trama.

    Adoro esses livros que reúnem cartas reais. Fico sempre bem mexida com algumas delas. Bom, a diagramação está realmente maravilhosa e com toda certeza o fato de ser capa dura conta alguns pontos para mim.

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  7. Oie!

    Estou vendo bastante as pessoas falando desse livro, não sabia sobre o que se tratava até sua resenha, acredito que seja uma leitura bem emocionante, mas por enquanto estou procurando outros tipos de histórias, mas irei deixar a dica aqui anotada, pois com certeza no momento que eu a ler, irei amar a história!

    Bjss

    ResponderExcluir
  8. Olá Greice!!!
    Primeiramente, parabéns pois você é uma guerreira lutando cada dia por mais um dia.
    Eu tinha visto resenhas sobre esse livro, mas nada que me emocionasse tanto e que me fizesse querer conhecer mais e mais desde mesmo. Simplesmente, foi emocionante os quotes que você trouxe e que mostrou a essência do que vamos encontrar dentro desde mesmo.
    Adorei!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Não é a primeira resenha que leio sobre esse livro e ao mesmo tempo que gostaria muito de lê-lo sinto um pouco de receito, justamente pela carga emocional dele... mas queria aproveitar pra dizer que você seja sempre forte! Sei que nem sempre é fácil e tem dias que parecem impossíveis, mas como sempre digo para todos meus amigos, no final dá tudo certo! E dá mesmo. A gente é capaz de passar por coisas que nem imaginamos!

    https://anneandcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Tenho esse livro como desejo, só não me sinto emocionalmente preparada para ler, afinal, não sou boas com partidas e histórias sobre o fim. É uma das coisas que menos sei lidar. E então, estou protelando e sei que não vou comprar agora. Sua resenha está maravilhosa e dá pra sentir o quão intenso é o livro. Beijos

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos