A Netflix anda inovando cada vez mais em seriados e nos gêneros que coloca. Tem para todos os gostos e para todas as idades. 

Cada vez que entro me surpreendo mais e mais com o que está sendo disponibilizado, já que nem sempre fico buscando o que vai ter de estreia e quando menos espero surge algo de seriado com um estilo de história que eu gosto.

Desta vez a minha boa surpresa foi ter conhecido Damnation, que é uma história sobre a questão de guerra entre os fazendeiros e os banqueiros e os que querem as terras para produzir o que eles chamam de inovação e tecnologia. 

Acontece no período após a depressão e durante a lei seca e mostra uma face bastante cruel sobre a vontade dos ricos de assumir as terras dos que querem viver de plantação e da venda de seu sustento.


SINOPSEA década de 1930 foi um período difícil no interior americano. Magnatas e religiosos charlatões disputavam pelo poder sobre a população oprimida e desprivilegiada. Nessa situação, Seth Davenport se inflama e decide derrubar o stats quo através de uma revolta geral. Para tanto, ele se finge de pastor numa pequena cidade do estado de Iowa. Porém, Creeley está na sua cola. Ele é um fura-greve profissional contratado por um empresário inescrupuloso. Creeley e Seth, entretanto, vão descobrir que tem muito mais conflito em comum entre si que pensam. Há situações sangrentas que os dois compartilham no passado, mas não sabem disso ainda.


O meu amor pela série é que tudo isto se passa nos Estados Unidos e como eu tenho uma admiração enorme pelo país e pela sua história já fui ficando presa desde o primeiro capítulo. E mais ainda porque como é de época, o cenário é um tanto trabalhado mesmo que os atores não sejam completamente conhecidos.

O início do seriado mostra a boa intenção de Seth, um ex fura-greve, com um passado bastante perturbado que agora tem boas intenções juntamente com sua mulher Amelia. A ideia é de que fazer a greve juntamente com o apoio dos fazendeiros para que eles não forneçam seus produtos aos mercadores locais por um preço baixo, já que o que os mercadores querem é comprar o leite e o milho por um preço bem abaixo do que é válido. 



Este tipo de greve é bastante normal durante o período pós depressão, onde os banqueiros querem conseguir ganhar de volta as fazendas pelo não pagamento das hipotecas dos fazendeiros e assim vender para os ricos que querem estas terras para construir locais mais valiosos ou até mesmo em busca de petróleo.

Creeley é o fura-greve contratado para terminar com a greve. É o assassino em potencial meio irmão de Seth e não tem nenhum tipo de emoção ao lidar com os fazendeiros já que foi acusado de assassinato sem motivo por seu próprio irmão e assim levado à prisão perpétua. Assim ficou nas mãos de pessoas importantes que o tiraram da prisão para que ele virasse um fura-greve. Agora ele não pode ter uma vida livre sem cumprir missões impostas a ele, inclusive a de matar seu meio irmão.


O cenário é a de Iowa, no meio oeste dos Estados Unidos. O legal de tudo isto é ver as terras enormes de plantações, as lutas pela sobrevivência e também a Legião Negra que tem a intenção de matar certas minorias que não são bem vindas. Um estilo de Klux Klux Klan, mas que também temo alvo de acabar com a greve. 

A cada capítulo a ação vai se tornando maior e os interesses do poder vão sendo mostrados cada vez mais. O homem se torna cruel quando o interesse pelo dinheiro fica em jogo e é um seriado muito importante para vermos como a história se desenrola em meio a chantagens e ao medo.




Infelizmente o seriado acaba de forma bem agoniante e já foi informado que não terá segunda temporada pela baixa de espectadores. Já fiquei muito chateada porque não curto histórias que não tem fim. Apesar disto já dá para ter uma boa interação dos personagens e ter uma noção do que foi a vida após a depressão.



16 Comentários

  1. Greice, nunca reparei nessa série no netflix. Sempre fico ali entre os lançamentos e indicações para meu perfil. Fiquei interessada na história, queria ver algo diferente do que tenho visto, mas perdi o interesse ao saber que não tem fim. Uma pena cancelar e não lançar um final, odeio quando isso ocorre.
    De qualquer forma, obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o ruim da Netflix é que ela só escolhe o que a gente gosta, mas por isso apareceu no meu perfil hahahahahaha. Eu sempre procuro coisas diferentes.

      Excluir
  2. Olá tudo bem?
    A Netflix realmente vem surpreendendo e muito na questão das séries que vem trazendo para nós. Essa eu confesso que não conhecia e tenho que te dizer que infelizmente eu não assistiria por ela não se encaixar muito no meu estilo, apesar da sua resenha ter me chamado a atenção por conta da ação e tudo mais que envolve a história. Mas que droga isso... é horrível quando uma temporada termina de forma surpreendente e não temos como saber a continuação... sinto muito, mas esse é mais um fator para que eu não a assista :/

    beijos
    Mayara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. logo que eu me apeguei no seriado ele não tem continuação e isso é chato, mas pelo menos deixa uma história saudável.

      Excluir
  3. Oi Greice! Odeio quando as séries terminam sem um fim por causa da baixa audiência é sempre uma tristeza! Eu não conhecia a série, acho que tem muita coisa na Netflix que não consegui explorar ainda, mas pretendo dar uma chance!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi pela baixa audiência, mas acho que também não foi nem um pouco divulgada né, tem isso.

      Excluir
  4. Oi Greice!
    Nunca tinha ouvido falar sobre a série, mas após a sua crítica fiquei bem curiosa. Aborda vários temas legais a serem debatidos, como a crueldade do homem e a busca pelo poder. E parece ser bem ambientado também... uma pena o cancelamento. Podia pelo menos, em respeito aos telespectadores, fazer um episódio dando uma finalização digna.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Caramba, como assim não tem segunda temporada? Que pena, já estava animada para maratonar ele! Ainda farei isso mas dessa vez menos animada, ne? A fotografia e o trailer estão incríveis.

    ResponderExcluir
  6. Já tinha visto o nome no catalogo netflix, mas não sabia do que se tratava, mas gostei bastante da premissa dela e me lembra a Godless, uma série da mesma linha que assisti na netflix e super recomendo. Então vou anotar essa sua e ver com meu marido, nossa cara.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é parecido com Godless mesmo, eu vi o trailer e quero ver esta nova. Gosto de coisas novas e que contem algo que não seja tanta fantasia

      Excluir
  7. Oi Greice! Não conhecia a série e achei muito legal! Também gosto muito de séries ambientadas neste período dos Estados Unidos, porque a carga histórica é muito grande e rica. Foi uma pena terem cancelado sem uma segunda temporada ou um final apropriado, é horrível quando terminam desse jeito!
    Bjoxx

    ResponderExcluir
  8. Oi Greice.
    Ando um pouco por fora do catálogo da Netflix. Tenho em casa mas quase não estou assistindo. Pelo visto esse seriado é bem dinâmico e com uma boa dose de elementos históricos.
    Vou procurar pra conhecer mais.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  9. Gosto de seriados que se passem em outra época porque dá pra reparar mais na produção de tudo e ver em detalhes coisas que só ouço falar. Que pena que não foi renovada, porque agora fiquei curiosa por este final agoniante que você mencionou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Nossa que seriado diferente, não conhecia e agora fiquei curiosa, mais um que vai pra lista. Vou tentar conferir depois, amei o post.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?

    Confesso que raramente, bem raramente, assisto a seriados, eu acabo me focando mais nos livros, mas alguns, quando me chamam a atenção, acabo por buscar assistir, e confesso que a sua resenha me deixou curiosa, mas pelo fato claro que você deixou de que o final foi agoniante e não terá outra temporada desanima, odeio quando esse tipo de coisa acontece...

    Beijo!

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos