Autor: Harlan Coben
Título Original: Fool me Once
Páginas: 304
Ano: 2017
Editora: Arqueiro
Gênero: Suspense

Maya Stern é uma ex-piloto de operações especiais que voltou recentemente da guerra. Um dia, ela vê uma imagem impensável capturada pela câmera escondida em sua casa: a filha de 2 anos brincando com Joe, seu falecido marido, brutalmente assassinado duas semanas antes.
Tentando manter a sanidade, Maya começa a investigar, mas todas as descobertas só levantam mais dúvidas.
Conforme os dias passam, ela percebe que não sabe mais em quem confiar, até que se vê diante da mais importante pergunta: é possível acreditar em tudo o que vemos com os próprios olhos, mesmo quando é algo que desejamos desesperadamente?
Para encontrar a resposta, Maya precisará lidar com os segredos profundos e as mentiras de seu passado antes de encarar a inacreditável verdade sobre seu marido – e sobre si mesma.


Maya Stern é uma mãe dedicada para uma pequena filha de apenas dois anos. Mas agora está passando por uma situação muito difícil: a morte de seu marido Joe. Em um parque, no meio da noite enquanto os dois se encontravam, foram abordados por dois homens e após dois tiros no seu amor, ela saiu correndo e só pode ouvir o tiro que tirava a vida de Joe.

O grande problema é que Maya termina de alguma forma sendo suspeita por mais que tenha visto seu marido morrer. Só porque ela é uma atiradora profissional e militar que trabalhava no exército e lutava no Iraque pilotando aviões. Só que em uma ação de proteção aos soldados aconteceu um erro em que civis acabaram morrendo e um grupo que divulga informações ao redor do mundo acabou divulgando o áudio do momento e Maya terminou sua carreira trabalhando como professora de pilotagem.
" - Sim, eu corri, está bem? Eram dois homens armados! - exclamou ela. - Corri, sim. Corri e deixei meu marido para trás. Depois... sei lá, uns cinco ou dez segundos depois, ouvi o terceiro tiro atrás de mim. Conforme você mesmo contou, depois que saí correndo, o mesmo atirador encostou a arma na cabeça do Joe enquanto ele ainda estava de joelhos... apertou o gatilho e..." Pág. 23

Há um tempo atrás a irmã de Maya acabou sendo torturada e assassinada. Não foi descoberto nada a respeito do caso, exceto de que ela trabalhava para Joe e para a família dele. Uma família poderosa onde a matriarca Judith fazia tudo o que era possível para manter a família de pé após a morte do marido.






" Na tela, o homem se moveu para o lado.
Maya enfim pode ver Lily de novo. Pensou que agora seus medos fossem embora, mas não foi isso que aconteceu. O homem se acomodou no sofá bem ao lado de Lily, de frente para a câmera.
Na gravação, Lily se arrastou para o colo do pai. Que a princípio estava morto."





Só que aos poucos coisas estranhas começam a acontecer. Um vídeo de seu marido brincando com sua filha logo após a sua morte surge e Maya não sabe mais o que está acontecendo e cada vez mais os surtos de Estresse Pós Traumático estão surgindo  na calada da noite.

Kierce, o delegado responsável pelo caso está buscando pistas para saber como tudo aconteceu e a cada descoberta Maya decide que ir atrás das próprias pistas acaba sendo a melhor solução.

Quando a descoberta da morte do irmão de Joe quando jovem vem à tona, juntamente com outras pessoas envolvidas, Maya percebe que seu marido guardava mais segredos do que ela poderia imaginar, inclusive sobre a sua irmã. Cada passo que ela dá ao redor de suas próprias buscam mentiras e mais mentiras surgem e seu instinto diz que ela viveu uma grande mentira em seu casamento.

 


Quando ela decide ir atrás de todos os envolvidos, um círculo de perigo surge e ela vai lutar com unhas e dentes para proteger sua filha e sua vida.

O que posso falar de um autor que só me enlouquece cada vez que leio uma obra dele? Cada vez que eu acho que é algo ele vai lá, me dá um tapa na cara e me manda acordar porque não é nada daquilo que imaginei. Bem, este é Harlan Coben, o autor que sabe ludibriar e enganar os seus leitores até a última página do livro.
" Eles se calaram por um instante. Shane compreendia muito bem. Tanto ele quanto Maya já tinham visto a mesma coisa inúmeras vezes durante a guerra. Quando um combatente morria em ação, o mais comum era que os parentes não aceitassem o fato até que vissem uma prova concreta. O corpo morto." Pág. 153
Desta vez a personagem principal é uma mulher, Maya, forte decidida e o mais legal de tudo que como é militar, é bastante inteligente e sabe muita coisa sobre treinamento militar e ainda por cima é uma ótima atiradora, o que vai salvar ela em alguns momentos. Não somente isto, ela é um poço de inteligência emocional e parece treinada para momentos tão perigosos que eu certamente cairia na primeira armadilha colocada na minha frente.

Adorei a criação desta personagem, pois mesmo sendo mãe e sofrendo com as crises onde revivia os problemas da guerra do Iraque e tinha vários pesadelos, conseguia manter a sanidade. 

Cada pista era um pensamento diferente que eu gerava e cada capítulo mais um balde de água era jogado em mim. Nem sei porque eu tentava adivinhar algo, essa mania louca de leitora de descobrir tudo. E cada capítulo que passava e eu ia acumulando informações já não sabia de mais nada só queria ler um após o outro para descobrir o resultado final.











"A van agora estava parada, bloqueando o caminho, e ela já ia dando ré para fugir quando alguém bateu à janela à sua esquerda com o cano de uma arma. Com a visão periférica, ela notou o contorno de outra pessoa no lado direito". Pág. 271



E que final! Não imaginava que o autor fizesse o que fez, mas depois de analisar tudo percebi que foi a melhor opção. Quis em um primeiro momento jogar o livro na parede, mas é o segundo livro que vejo o autor fazer isso e ser coerente na questão. 

É um livro que enlouquece para quem quer tentar descobrir quem fez o que, mas em compensação após terminar a obra o nível de satisfação é de 100%. Como sempre Harlan Coben merece nada mais do que os parabéns!



18 Comentários

  1. Oi Greice, tudo bem? Tenho uma amiga que tem uma coleção enorme do Harlan, ama de paixão os livros dele e começo a entender os motivos. Pela resenha dá pra perceber que o suspense é ótimo e que o autor consegue construir bem os personagens. Espero em 2018 conseguir ler algum livro dele!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi, Greici.
    Adorei a sua resenha! A trama me pareceu muito legal.
    Ainda não li nada desse autor, mas depois de ver a sua empolgação, já coloquei pelo menos um livro dele na minha lista de próximas leituras!!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Oi Gre,
    Obrigada pelo comentário na minha resenha. Você devia dar uma chance pra Abbi Glines...kkkk.

    Amo Harlan e sei o quanto ele é bom nos fazendo pensar muitas coisas e na hora surpreendendo com outras. Gostei da resenha e fiquei curiosa com a leitura.
    Faz tempo que não leio suspense. Seus quotes ficaram instigantes.

    Boas leituras bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então pode passar lá em casa e pegar o livro emprestado.

      Excluir
  4. Olá Greice.
    Harlan é o rei do mistério né? Minha primeira obra lida do autor foi Cilada, e amei do começo ao fim. Depois não consegui ler outro acredita. Tenho várias obras e sempre vou deixando pro final da lista. Sua resenha me despertou! Lendo sua resenha já imaginei várias coisas. Ser suspeita de um crime e se não bastasse, ainda descobrir que viveu uma ilusão, uma mentira. Com certeza fiquei louca para montar esse quebra cabeça. kkkk
    Bjos

    www.momentosdeleitura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cilada eu ainda não li, mas li outros e ele é rei mesmo. Me conquista em todos!

      Excluir
  5. Oi Greice, ainda não li este livro, mas tenho certeza que vou gostar, porque Coben é um dos meus autores favoritos! Fã de suspense policial de carteirinha, já li muitos livros dele e sei que essa história não vai decepcionar.
    Bjoxx

    ResponderExcluir
  6. Tenho tanta vontade de enlouquecer com alguma obra do Coben, nunca li nada dele. Gostei da trama e de todo mistério em torno dos acontecimentos na vida de Maya e com certeza eu também tentaria adivinhar o desfecho e falharia miseravelmente rsrs. Preciso ler algo desse homem.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Greice!
    Já li várias resenhas sobre esse livro. A sua é a primeira que dá a entender que ele fez um final nem um pouco esperado e agora fiquei curiosa sobre o que rolou. rsrs
    E também sou dessas que tenta adivinhar o final, não adianta! hahaha
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  8. Oii Greice, tudo bem? Que resenha maravilhosa! Adorei conhecer esse livro e saber que gostou tanto da leitura. Parece uma história daquelas de dar um nó na cabeça. Fiquei curiosa e muio interessada em ler também. Só fiz duas leituras do autor até agora e gostei!! Meu favorito foi Seis Anos Depois.


    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmmm, também li este livro e adorei, na verdade não tem nenhum livro dele que eu não tenha curtido!

      Excluir
  9. Que livro hein?? Adorei a resenha!
    Eu somete li 1 livro de Coben na vida e foi muito bom.
    Vou anotar essa dica para dar continuidade a leitura!

    Beijinhos

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, ainda não conhecia esse livor do Harlan, mas depois de ler sua resenha, já fiquei curiosíssima para ler e descobrir quais segredos esse marido escondia. Parece ser um livro eletrizante.

    ResponderExcluir
  11. Olá, ainda não conhecia esse livro do Harlan, mas depois da sua resenha, fiquei curiosíssima para ler ele e descobrir o que esse marido escondia. Parece ser um livro eletrizante.

    ResponderExcluir
  12. Olá Greice,
    Sempre tive vontade de ler livros desse autor, mas ainda não tive oportunidade de fazê-lo, infelizmente. Fiquei muito contente por você ter curtido essa leitura, por ter dito que Maya é bem construída e por ter falado isso do final que me deixou bem ansiosa para saber o que acontece.
    Vou anotar a dica dele, sem dúvidas.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Greice

    Tenho alguns livros do autor aqui, mas até hoje não li.
    Muito legal o fato da protagonista ser uma mulher tão forte, militar, atiradora... girl power total!
    E agora a curiosidade para saber esse mistério sobre o marido dela? Adoro essa coisa de segredos que vêm à tona, deve ser um ótimo livro mesmo e eu tenho que ler algo do autor pra ontem!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?

    A premissa é muito interessante, e fiquei curiosa sobre: morreu ou não? rs
    Bem, confesso que até o momento não li nada do autor, peguei "Não conte a ninguém", dele, que ganhei de presente de uma amiga, e agora quero ler de uma vez para poder tirar minhas próprias conclusões sobre esse tão aclamado autor. Por isso, por ora, dica anotada, e vamos ver se o que peguei pra ler vai me conquistar. XD

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
  15. Oi Greice! Tudo bem?
    "A Grande Ilusão" foi minha primeira experiência com o Coben e vou te falar que ainda estou traumatizadíssima depois do final desse livro. O que ele fez foi coerente, mas ao mesmo tempo MUITO bruto de aceitar. Porém, não deixou de ser uma excelente leitura para mim.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos