04 dezembro 2017

23

A Irmã da Pérola - Saga As Sete Irmãs #4 - Lucinda Riley! [Resenha #376]


Ceci, conhecida por alguns como Celeno D’Aplièse, agora está tentando aceitar tudo o que aconteceu depois que sua irmã Estrela foi morar em outro lugar. A sua praticamente alma gêmea encontrou suas origens e descobriu o verdadeiro amor de sua vida, deixou Ceci em seu grande apartamento, apesar de nunca deixa-la completamente só. 

Com a perda de Pa Salt todas as irmãs resolveram que seguir a trilha deixada por ele em uma carta própria devia ser o caminho certo e agora que tudo mudou para Ceci ela também decidiu que ir para a Austrália de onde partia uma pensão e uma fotografia era sua missão. Porém ao entrar em um avião a caminho do país ela decidiu que dar uma parada na Tailândia seria uma saída melhor para aliviar a mente.

Lá ela encontra um pouco de redenção já que foi lá também que um ano antes estivera com sua irmã. E em um momento de destino conhece Ace, um homem desconhecido e misterioso que não quer aparecer em público e com que Ceci acaba tendo um relacionamento temporário.

Kitty Macbride é uma jovem escocesa que está completando seus dezoito anos. Filha de um padre e cheia de irmãos, sua vida está fadada a acompanhar uma viúva até a Austrália para visitar sua irmã e assim poder sair da sua pacata vida. Mesmo sabendo que vai passar mais de nove meses fora de casa em uma época em no início do século XX, encarar esta aventura é sua única solução.

Ao chegar em um país recém habitado Kitty se depara com um mundo diferente onde os homens brancos começaram a habitar as cidades e lutam contra os aborígenes. Somente algumas cidades são habitadas, outros lugares possuem nativos e mais nada ao redor. 

Kitty ficou hospedada na mansão Alicia Hall na cidade de Adelaide. É lá que moram os Mercers, o casal e seus dois filhos gêmeos: Andrew e Drummond. E também foi lá que Kitty ficou presa sem ter o que fazer durante um longo tempo. Isto até começar a conhecer os dois irmãos e descobrir que os dois eram muito diferentes. Andrew era mais ético e conservador e Drum era impulsivo e aventureiro.

Com o passar do tempo junto do convívio dos irmãos ambos acabam se apaixonando pela adorava Kitty, porém Andrew acaba se casando com a bela moça e vai morar com ela em Broome, uma cidade não muito civilizada onde a família Mercer possuía sua grande fortuna no comércio de pérolas. 

Ao chegar na Austrália Ceci vai se deparar com muitos destinos, diversas cidades para conhecer e muitos mistérios para desvendar. E com a ajuda de Crissie, uma nativa local vai também entender como fazer parte de uma nova tribo é importante quando se descobre o que realmente se sente.



Autora: Lucinda Riley
Título Original:  The Pearl Sister
ISBN: 9788580417739
Páginas: 528
Ano: 2017
Gênero:  Romance
Editora: Arqueiro







 

Se eu começar a falar sobre a Lucinda Riley e todas as façanhas que ela faz em todos os livros que leio dela este post vai se transformar em uma biografia minha sobre alguém que admiro muito. Já faz dias que li A Irmã da Pérola e ainda sinto a sensação de estar como esta capa estrangeira acima, uma mulher saindo de uma carruagem em roupas de época diretamente nas áreas secas e áridas da Austrália para um mundo novo.

Neste volume a autora fez uma coisa que eu tinha rejeitado nos livros anteriores, ela pulou a parte em que a filha, no caso Ceci, faz toda a parte da introdução de como foi a sua percepção sobre a notícia e a perda de Pa Salt, a ida até a sua casa e como tudo aconteceu. Nos outros três livros isto é narrado e ficou um pouco cansativo sendo que neste isto não acontece, mas Ceci conta de uma maneira breve o acontecimento de forma que se você não leu os anteriores vai conseguir entender o que se passa.

Como começar a contar o que senti? Primeiro vamos pela parte mais atual: a vida de Ceci. Todas as irmãs rumam a um local para encontrar a sua real origem. Gostei da de Ceci pelo fato de que ela estava indo para um lugar que não é muito explorado nos livros que leio e assim sendo eu estaria conhecendo um pouco mais de um outro continente. Quando ela para inicialmente na Tailândia, a descrição de cenário é linda, mas não somente isto como os poréns de quem já visitou o lugar vai saber traduzir e quem conhece a autora sabe que ela passou muitas vezes a infância e faz viagens frequentes para lá.

Agora partindo para o momento do passado é inacreditável como as características de uma Austrália inabitada e tão nova foi bem descrita. Não sabia como eram as habitações, apesar de sempre saber que este país não teve e não tem uma vasta quantidade de pessoas por toda a sua extensão. Mas aos poucos as cidades vão aparecendo e a forma como a autora mostra o comércio, a escravidão, os aborígenes e sua cultura, fica claro que houve uma grande devastação e ao mesmo tempo uma apropriação de terras.

Se for focar nos personagens é de tirar o fôlego o quanto Kitty é persistente e atenciosa. O que mais me cativou é o drama de toda a sua história e como o vai e vem dos acontecimentos causam um final tão dramático e ao mesmo tempo surreal. Me apeguei tanto ao passado de Ceci que parece que sempre desejo estar nos ambientes criados pela Lucinda Riley.

O final da trama não poderia ter sido melhor classificado. Sempre se imagina que com tudo o que aconteceu com as irmãs, o destino possa mudar tudo, mas é tão legal ver que a criação que todas elas tiveram as levaram a rumos diferentes e que Pa Salt tenha feito tudo para que elas conhecessem suas origens.

Amei cada pedaço e não consegui até agora me desprender desta história. O ruim mesmo é que demora demais para sair a próxima história e mais ainda para ter o final da saga, até porque Lucinda sempre pesquisa bastante sobre os lugares os quais escreve. Só resta ver o seriado que em breve estará no ar e ficar na perspectiva de sonhar mais ainda com todas as histórias.





23 comentários:

  1. Olá, Greice, como vai?

    Eu ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro dessa série, infelizmente. Já li comentários maravilhosos sobre a escrita da Lucinda, e torço para que uma oportunidade apareça em breve para que eu possa me aventurar em suas histórias. Linda resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também espero que você consiga, tenho certeza de que vai gostar

      Excluir
  2. Eu fico encantada com essas capas, elas conseguem passar exatamente o sentimento da história e sempre se superam. Lucinda é um grande nome da literatura e essa saga dela é maravilhosa, li só o primeiro livro e me apaixonei, espero que o próximo não demore tanto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto. As capas da série falam tudo sobre as histórias.

      Excluir
  3. Olá!
    Fui conhecer essa série a alguns dias.E fiquei muito interessada com a história,achei muito interessante a mistura de duas histórias e os personagens parecem bastante agradáveis.
    Espero poder ler logo pois parece muito boa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá, amei sua resenha. Ainda não conhecia esse livro mas já ouvi falar muito bem da autora e dos livros anteriores. Fiquei animada para ler e conhecer mais dessa antiga Austrália. Bom saber que curtiu tanto a leitura.

    ResponderExcluir
  5. Greice, fiquei curiosíssima pelas descrições da Tailândia que você pontuou sobre o livro. Este é um dos lugares que mais quero conhecer na vida e nunca li nenhum livro que tivesse este cenário. Quero muito conhcer esta história imediatamente.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Eu tenho essa série para ler, e a cada resenha que leio a curiosidade cresce. Para o ano que vem, pretendo ler todos os livros que ela lançou. Por enquanto li apenas um e me encantei, e sai feito uma doida comprando todos os outros. Adorei sua resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Greice!

    Tudo bem? Eu tenho alguns livros da Lucinda aqui em casa, mas simplesmente não consigo me interessar o suficiente para pegar e ler (mesmo todo mundo super elogiando a escrita da autora!) e você é super fã dela (deu pra ver pela resenha).

    Acho que se fosse ler este livro iria gostar muito da Kitty por causa dessa questão de ela ser uma pessoa persistente. Gosto muito de personagens assim, mas não vou falar de cara que darei uma chance ao livro porque realmente ainda não decidi.

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bom?
    Apaixonada por essas edições, as capas são lindas. AINDA não li nada dela mas morro de vontade por todos os elogios que vejo sempre. Adorei seu post, bela resenha <3

    ResponderExcluir
  9. Oi!

    Eu definitivamente preciso começar a ler algo dessa autora. Porque sério, sempre vejo resenhas tão positivas a respeito dos livros dela. Eu não entendi muito bem a trama, porque não conheço os outros livros, mas gostei de saber que você ficou bem satisfeita com a leitura, ainda mais que a autora parece que cortou a parte que você achou meio enrolada hahaha. Enfim, anotei a dica e espero ler logo algo dela :)

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu te entendo, tem que ler os livros antes para saber mais ou menos o que vem antes. Você vai adorar.

      Excluir
  10. Olá,

    Fiquei um pouco perdida, porque nunca li nenhum livro dessa série, porém confesso que vontade não falta. Já li dois livros da Lucinda e ambos me agradaram bastante. Estou curiosa para conhecer essa série.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela sabe escrever muito bem né? Eu adoro os outros livros dela.

      Excluir
  11. Oi,
    eu tenho o primeiro livro dessa série, ganhei de presente de aniversário e estou louca para ler mas sou muito ansiosa e como você mesma disse os volumes seguintes demoram muito para serem lançados e eu sinceramente não tenho paciência para esperar, principalmente quando a história é tão boa.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, mas o bom é que você já pode ler quatro livros um atrás do outro!

      Excluir
  12. Olá!!

    Esse livro está na minha meta! Adoro a série, e adoro a Lucinda Riley! O trabalho de pesquisa nos seus livros é primoroso! E eu estou muito ansiosa por ler esse livro e como vc disse, o ruim é que demora pra sair o próximo!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, e este parece que foi feito com uma mistura de que ela tivesse vivido mesmo na época sabe?

      Excluir
  13. Olá!
    Quando li o primeiro livro dessa série não sei se foi pelo momento, mas achei extremamente cansativa a leitura. Mas o que pude perceber é que ao longo dos outros livros a série tem engrenado, portanto, ainda penso em dar uma chance pra essa leitura.
    Gostei bastante da sinceridade em sua experiência com essa leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Confesso que achei a trama um pouco confusa. Não sei se é mais focado no drama ou no romance, provavelmente no drama né?

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  15. Oi, Greice. Tudo bem?
    É a primeira vez que leio uma resenha sobre esse livro da autora. Ainda não tive oportunidade de ler as histórias da Lucinda, mas com tantos elogios, impossível não ficar interessado. Fiquei com muita vontade de conhecer a história mais a fundo. Deve ser muito boa a história, não é atoa que continua apegada com a trama. Deve ter sido difícil chegar ao fim desse livro. Resta esperar os próximos. Muito boa sua publicação, eu adorei.
    Abraço 😀

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Eu nunca tive a oportunidade de ler nenhum livro desta autora, mas acho que nem me sinto tão atraída assim para os livro dela. Não sei o que acontece comigo, mas sempre que vejo algum livro dela, me bate um certo desânimo. Muito estranho isso, porque eu adorei a sua resenha e a trama que foi comentada. Acho que só preciso passar por cima deste sentimento sem nome e dar uma chance para a Lucinda. Obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Blog Catarse Literária

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos