10 novembro 2017

5

Ninguém Nasce Herói - Eric Novello! [Resenha #371]




É uma nova era no Brasil. Um novo governo com o chamado O Escolhido está comandando o país em um estilo de ditadura militar com uma apologia totalmente religiosa que prega nada mais nada menos que tudo o que Deus descreve é o que é correto a ser seguido, o que foge disto deve ser julgado e banido. Algo gerado totalmente ao fundamentalismo. O problema é que as pessoas não podem mais ler livros quaisquer, ver programas televisivos diversos e vivem com medo do que enfrentam.

Se não bastasse este governo, pessoas que acreditam não estarem sendo afortunadas corretamente com o governo, montou a Guarda Branca, que prega que todas as pessoas que não sigam corretamente a religião, sejam negros, tenham outros princípios sexuais ou afins, sejam perseguidos e torturados.

Chuvisco é um homem que tem catarses criativas. Há muitos anos ele começou a perceber que  mesmo estando em um momento normal, de repente ele estava vendo coisas diferentes que ninguém mais via, porém percebiam que ele estava agindo de forma estranha. O mais diferente é que ele se sentia um herói, que lutava contra os inimigos.

Para os que não fazem parte deste estilo de vida, existe a Santa Muerte, que é um grupo escondido que tenta lutar contra a proliferação desta ditadura e mostra para as pessoas que o importante é continuar, mesmo que sofrendo com a violência de alguns, lutando para destruir o novo governo.

E é desta forma que Chuvisco e seus amigos Gabi, Cael, Amanda, Pedro e os demais que eles vão descobrir uma forma de se envolver em ações para ajudar outras pessoas que fogem desta ditadura e fazer um papel melhor na sociedade.



Autor: Eric Novello
Título Original:  Ninguém Nasce Herói
ISBN: 9788555340420
Páginas: 384
Ano: 2017
Gênero:  Fantasia
Editora: Arqueiro






Quando recebi este livro da Seguinte não imaginava o que poderia ter nas páginas do livro. Pela sinopse não dá para ter muita noção daquilo que vai ser narrado. Na verdade a sinopse explica muita pouca coisa do que vai acontecer e nem sequer passa o sentido da adrenalina que o leitor vai sentir. 

O conhecimento do autor também não me era de conhecimento, mesmo que ele já tenha lançado outros livros, mas como eu conhecia outros livros da editora fiquei curiosa com a obra. Já nas primeiras páginas consegui me identificar totalmente com a escrita. Sabe quando o autor consegue colocar um modo de escrita bem intelectual e nada cansativo? É bem assim que Eric escreve. Ele tem um jeito tão fluído de narrar as cenas que eu ia virando página após página sem ao menos me importar do cenário se passar em uma cidade nacional, o que às vezes me deixa um pouco consternada em outras obras pelo fato de parecer monótono.

Outro fator importante é o personagem principal que apresenta a questão de um distúrbio psicológico que faz com que a história tenha uma tensão de adrenalina pela questão de que ele em momentos estava lúcido e em outros estava com as catarses criativas, agindo como se fosse um herói em ação.

É a imposição de um governo muito atual que também faz refletir. Podemos hoje ter um governo livre, mas saber que a qualquer momento o tipo de governo argumentado no livro pode se tornar real faz perceber o quanto o preconceito e como as pessoas desejam fazer justiça com as próprias mãos é cruel e nada justo para com todas as pessoas. Grupos que tentam fazer justiça é como relembrar ditadura e a caça a grupos que alguns consideram diferentes.

A amizade é o que cria o ambiente. Cada uma das pessoas tem seus segredos e suas necessidades, mas a união de todos eles é tão bonita, a descrição de toda a proteção uns dos outros em meio a cenas de ação e ataques constantes ou então em meio à necessidade de ficar escondidos. Acredito que a história contada por Eric Novello foi bastante realista e coerente com ideais sociais da nossa atual geração e me coloco no lugar de diversos personagens e com certeza faria exatamente o que eles mesmo fazem no livro. 

Quando cheguei às páginas finais fiquei imaginando que seria uma história com mais continuações, mas infelizmente o autor termina neste único volume e o mais legal é que mostra o destino de todos os personagens sem deixar peças soltas. 

Uma obra que precisa ser lida por que gosta de fantasia e por que gosta de política. Uma obra a ser discutida e absorvida como exemplo. Vida longa à Eric Novello.






5 comentários:

  1. Olá Greie, tudo bem?

    Essa é a segunda resenha que leio desse livro e igualmente positiva, realmente a sinopse não diz muito, mas pela sua resenha vemos que a história é interessante, adoraria ler....dia anotada....bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Greice, tenho lido e ouvido muitos elogios para com o livor e a curiosidade so aumenta a cada resenha lida. Uma coisa que eu gostei muito foi que você pontuou bem a união entre os personagens e eu adoro quando isso acontece.
    Quero ler.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, estava curiosa para ler uma resenha sobre esse livro do autor. Parece assustador a ideia de viver sob um governo assim. Fiquei curiosa pra ler e descobrir como esses personagens vão fazer resistência a tanta repressão.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu sou muito fã de fantasia, mas sinceramente não imaginava que tal livro trouxesse esse conteúdo, principalmente com tantas questões políticas que devem ser debatidas na atualidade
    Sem dúvidas deve ser um livro emocionante, e é ainda melhor por ser um livro único e sem pontas soltas

    ResponderExcluir
  5. Oi Greice,
    já li muitos elogios a essa obra, mas sinceramente não me vejo lendo essa história, pelo menos no momento, não que eu não acredite em sua qualidade mas sim porque não me identifico com a temática, estou começando agora a me encantar por fantasias e por isso tenho ido com calma nas minhas escolhas e política não é lá um assunto que eu cuta ler, mesmo assim tenho me esforçado muito para pelo menos ter um conhecimento básico do assunto, diante disso não descarto por completo a leitura em um futuro distante.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos