19 outubro 2017

19

Um Verão para Recomeçar - Morgan Matson! [Resenha #369]




Quando as coisas ficam difíceis a melhor estratégia é sempre fugir. Pelo menos é isto o que pensa Taylor, uma adolescente de 17 anos que está terminando o terceiro ano. Desde sempre, quando precisava encarar uma situação muito ruim que sabia que emocionalmente não daria conta, ela saía pela porta de casa e ia em alguma direção, sem pensar no que aconteceria mais tarde. 

A verdade é que ela sempre voltava para casa, já que seu querido pai entendia a sua menina, e o carro de alguma forma aparecia como mágica e a levava de volta para o conforto de sempre.

Agora chegou o momento das férias de verão e o que sempre foi programado em família é que todos se unissem e fossem para a casa no lago Phoenix para usufruir dos três meses inteiros. O problema agora é que depois da última vez, aos doze anos, Taylor não queria mais colocar os pés naquele lugar já que muita coisa ruim aconteceu e ela não tinha coragem de encarar a verdade.

O caos havia se instalado na vida de Taylor. Mesmo com seu irmão mais velho e sua irmã mais nova, o que mais doía é  que seu pai está doente. E a doença que apareceu do nada, com dores nas costas em um homem totalmente trabalhador e empenhado, agora estava tirando todas as suas forças. O que os médicos falavam não gerava nenhuma esperança e este verão seria o último com a família completa. Não teria como negar a ida novamente para a casa do lago.

Agora Taylor vai precisar enfrentar a dor e o sofrimento de uma doença cruel em sua família, rever seu antigo namorado e sua ex-melhor amiga. Tudo isto em um cenário que revela diversas memórias. O difícil vai ser lidar com tudo ao mesmo tempo.




Autora: Morgan Matson
Título Original:  Second Chance Summer
ISBN: 9788581636627
Páginas: 352
Ano: 2017
Gênero:  Drama
Editora: Novo Conceito
Livro cedido em parceria com o site Thunderwave.com









Os livros que a Novo Conceito lança tem um foco principal no público mais jovem, que todavia foca também em personagens mais jovens, em média a partir dos dezesseis anos. Dependendo do leitor isto pode parecer um ponto negativo mas não há razão para isto pois os livros não trazem situações infantis ou monótonas, pelo contrário, são coisas as quais muitas adolescentes passam nesta idade.

Pela capa que a editora escolheu e até mesmo pelas estrangeiras fica parecendo que a história é algo meio adolescente em relação a um namoro, uma história de amor e uma diversão sem fim. E é o contrário de tudo isto o que se passa neste livro. Claro, talvez a ideia da venda da história fosse esta e o que mais me cativou foi justamente a contraposição do que a capa prometia.

Taylor é uma personagem que cativa. Talvez para alguns leitores ela possa parecer frágil demais e que desiste fácil, mas eu consegui entender ela por todas as ações que ela agira, pois sei como é difícil encarar certas situações e como o fato de querer fugir para não encarar certas coisas parece a melhor situação mesmo que seja passageiro.

O enredo de um drama familiar com o pai sofrendo de uma doença grave e a família precisando encarar que será o último verão juntos é algo que mexe com o emocional, mesmo que a história não vá ficar mostrando cenas pesadas e de fazer chorar como livros mais focados em doenças. Pelo contrário, mostra a visão de uma família que tenta se manter unida e na esperança de dias melhores.

Isto também se resume na questão de Taylor enfrentar o fantasma do passado de ter abandonado seu ex-namorado e melhor amigo e também sua ex-melhor amiga, que claro, na época dos seus doze anos não era nada grandioso. Achei legal a abordagem da autora em relação ao namoro já que era algo mais inocente e ao mesmo tempo tão bonito.

A relação de amizade mostrada na história e como cada um tem sua forma de enfrentar seus medos é bem realista. Há capítulos em que ficava relembrando a mesma época e algumas cenas em que também enfrentei tal situação e me colocava no lugar da personagem. Algumas coisas sempre consideramos diferentes hoje, mas cada um contribuiu de uma forma a que a história se torne apaixonante e o final suficiente a querer mais.

Gosto de conhecer novas autoras e nisto a Novo Conceito sabe inovar sem decepcionar. Vale a tentativa da leitura.







19 comentários:

  1. Ola Greice amei a capa, e fiquei curiosa com todos dramas que a protagonista vai enfrentar e sendo adolescente potencializa algumas coisas e pode ficar inerte em outras. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu tenho vontade de ler esse livro, ainda mais depois de ler sua resenha. Acho que conseguiria sentir empatia pela personagem, é difícil evitar escolher fugir em certos momentos, ainda mais no momento complicado pelo qual a família dela passa.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da sua resenha (:
    É sempre bom ler essas desavenças da vida né? e nos aproximar também da realidade. porque isso acontece. e acontece muito,aliás,rs.

    amei :)

    beeijão
    https://bookelandia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi querida, eu ainda não tinha ouvido falar no livro e fiquei curiosa em conhecer a Taylor e ter uma opinião sobre ela ser fágil ou não. Gostei do trecho que você compartilhou.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas, adorei seus comentários sobre a obra! Achei a premissa muito legal e pelos seus comentários a obra possui vários elementos que me atraem em uma leitura... Espero poder ler em breve <3
    Valeu pela dica!
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. A capa me lembra filme de Sessão da Tarde rsrs,
    O enredo parece ser simples, o quê deve tornar a leitura fluída, acredito que seria uma boa pedida para curar uma ressaca literária.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Greice, normalmente histórias que tem foco mais juvenil, com personagens adolescentes, me deixam com um pouquinho de medo de encarar a leitura. Tenha receio da história ser muito infantil, mas pelo o que percebi na sua resenha, esse não é o caso deste livro. Gostei da premissa da obra, e aliado a sua opinião, fiquei curiosa para conhecer melhor a história. Se surgir uma oportunidade, me aventurarei na história, com certeza.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Realmente, achei que o livro fosse tratar de algum tipo de romance juvenil ou algo do tipo, jamais imaginei que era um drama familiar. Acredito que deva ser uma leitura bem emocionante, darei uma chance quando puder ^^

    ResponderExcluir
  9. Oie!

    Eu achei a capa muito linda, mas infelizmente a proposta da obra não despertou meu interesse, mas concordo com você a NC sabe inovar em relação a autoras, já conhecia muitas pelos lançamentos da editora!

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom?
    Confesso que a capa chamou minha atenção logo em um primeiro momento! A premissa é um pouco jovem demais para mim, mas gostei muito de saber que a personagem - que parece meio frágil em um primeiro momento - é cativante e conquista o leitor. Outro ponto que curti foi saber que aborda o tema de que cada um tem sua forma de enfrentar seus medos. Gostei muito da resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, parece um pouco jovem mas a autora deixa o livro mais maduro sabe.

      Excluir
  11. Oi.
    Gostei da proposta do livro, principalmente por tratar da doença do pai da protagonista de forma não tão carregada de drama.
    Fiquei curiosa para saber o que a afastou da melhor amiga e do namorado. A princípio pensei que seria uma coisa óbvia, mas parece que não é bem o que eu tinha imaginado.
    Gostei da dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POis é, por mais que seja uma doença terminal, o livro mostra de uma forma mais sutil.

      Excluir
  12. Oiii!!
    Não conhecia o livro e achei a abordagem dele bem interessante. Geralmente livros que tratam de doenças terminais são bem tristes, e como você falou a abordagem nesse livro é bem mais leve. Fiquei bem interessada em ler essa história, fiquei curiosa para saber o que aconteceu no passado do Taylor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Greice,
    Como você disse, a capa vende uma coisa que o livro não é. Quando comecei a ler sua resenha, já fui formando uma opinião sobre a obra que estava errada - graças aos céus.
    Adorei suas impressões e fiquei muito feliz por saber que Taylor cativa. Fiquei intrigada para compreender como a história vai acontecer e vou super anotar a dica.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  14. Olá! Recentemente vi esse livro em promoção e quase o comprei às escuras - sem saber absolutamente nada sobre o mesmo. Agora lendo a sua resenha e suas impressões a respeito dele, fiquei com mais vontade ainda de o adquirir. Eu adoro um drama familiar, a personagem principal tendo que voltar ao passado e ter que lidar com os sentimentos que isso causa. Acho que tem tudo para ser um livro bom mesmo! Adorei a dicas, beijo.

    ResponderExcluir
  15. Uau, gostei. Parece bem dramático e curto enredos assim. Além disso, saber que a personagem principal cativa é um bônus. Gosto de livros adolescentes, desde que sejam mais realistas do que imaturos, e esse realmente parece atender a esses requisitos.

    ResponderExcluir
  16. Oi Greice! Tudo bem?
    Achei a proposta do livro particularmente interessante e até mesmo ela me fez lembrar de um filme que assisti uma vez há vários anos! Adorei a resenha e a dica esta anotada.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos