26 outubro 2017

18

#LeiaSeja: Uma marca, uma história!


Até hoje eu recordo os primeiros livros que consegui ler sozinha. O primeiro era de um bonequinho de neve que fugia de seus donos e passava por toda uma cidade até entrar em um laguinho e derreter. O outro era de um menino e seu gato e como os dois mudaram de corpos, e o menino passou a ver a vida pela visão do gato. Sempre penso como lembro das figuras e das palavras naqueles livros e de como aquele mundo me fascinou.

Assim foi como entrei no mundo dos livros, das palavras maravilhosas, das páginas e mais páginas de mundos diferentes. Eu não tinha mais do que oito anos nesta época e sabia desde então que jamais iria querer parar de ler.

O dia 29 de Outubro é um dia que devia ser marcado por um feriado nacional. Sim, um feriado. Uma oportunidade a mais para sentarmos confortavelmente e lermos livros novos ou continuarmos de onde paramos em nossas obras. Ainda me pego pensando como tem pessoas que nunca gostaram de ler e que nunca entenderam o meu espírito de viver pessoas diferentes.

Sabemos que o brasileiro lê menos do que 4 livros por ano e isso para mim é mais do que uma tragédia. A leitura engrandece a alma, o corpo, a mente. As palavras aprendidas viram um repertória infinito e a criatividade e a visão da fantasia muitas vezes se criam na realidade.


Foi com Érico Veríssimo a partir dos meus treze anos de idade que me apaixonei mais ainda. Com sua saga de O Tempo e o Vento eu entendi mais sobre a história do meu Estado e compreendi como a paixão e a devoção a uma história e linguagem conseguem ir mais longe. Érico Veríssimo é meu autor favorito e é para quem eu corro quando preciso lembrar minhas raízes.

E é com a intenção de liberar a imaginação e incentivar as pessoas para lerem mais que a campanha @leiaseja quer comemorar o #dianacionaldolivro fazendo com que algumas personalidades famosas incorporassem personagens famosos. A intenção não é somente incentivar a leitura mas também mostrar que todo o mundo pode criar um círculo de amizades maior e viver fantasias cheias de ação, emoção, drama, distopia!

Aproveite esta ideia e seja engajado nela e mais ainda, divulgue esta ideia!

Através das redes sociais deixe sua mensagem com a hashtag #leiaseja e curta o perfil no Facebook (@leiaseja). Faça parte deste mundo e com certeza você vai entender o quanto é importante ler e viver muitas histórias!





18 comentários:

  1. Oi Greice,
    adorei a campanha, faz total sentido afinal nós leitores não apenas lemos mas mergulhamos nas histórias, quem nunca sonhou em ser, agir ou falar como determinado personagem ou até mesmo viver em algum livro preferido, #eusempre! Queria ser capaz de me lembrar tão detalhadamente do livro que me introduziu ao mundo literário mas infelizmente com o passar do tempo acabei embaralhando tudo e já nem sei mais qual foi o primeiro. Post maravilhoso, desejo muito sucesso a campanha!

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo. Se todas as pessoas mergulhassem nos mundos literários saberiam o verdadeiro valor das palavras.

      Excluir
  2. O meu início foi com Walcir Carrasco e até hoje tenho o livro, por volta dos 13, 14 anos.
    Sabe que tenho conhecidos que se orgulha de nunca ter um livro, isso com mais de 30 anos nas costas, credo.
    Espero que um dia esse cenário mude no nosso país.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, para mim isso seria uma vergonha nunca ter lido um livro, eu me orgulho de cada um que eu leio!

      Excluir
  3. Greice, essa campanha é linda, além de ser super importante para a propagação da literatura no país. Nós, que temos o hábito de ler com frequência, sabemos o quanto um livro pode mudar a nossa vida, em vários sentidos. Como seria bom se todos pudessem também ter essa experiência. Meus pais sempre me influenciaram a ler, então, tenho esse hábito desde nova. Mas o livro que "despertou" a leitora que existe em mim foi Senhora, de José de Alencar. Ele teve uma grande influência na minha vida de leitora.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meus pais não me influenciavam, mas a escola sim, então eu tive uma ótima experiência e meus pais nunca disseram não a um livro.

      Excluir
  4. a campanha em si é muito legal, pois mostra além da paixão pelos livros o quanto eles marcam o leitor, estou adorando participar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, temos que propagar o máximo possível.

      Excluir
  5. Oi!

    Estou participando da blogagem coletiva da Arqueiro e to bem feliz de ler os posts relacionados. Tenho certeza que se cada um falar um pouco sobre o amor pela literatura, isso vai contagiar novos leitores. :) Parabéns pelo post!

    beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, acho que devemos sempre liberar um espaço para isso né? É emocionante contar lindas histórias.

      Excluir
  6. Adorei sua postagem!
    Adorei a ideia da campanha, as caracterizações ficaram incríveis - e realmente, é uma tragédia que o brasileiro lê em média menos de 4 livros por ano....
    Eu sempre fui de ler muito, mas não consigo me lembrar qual foi o livro que mais me marcou... Passei por várias fases, algumas de ler muito, outras de não ler tanto. Tenho alguns livros que me marcaram ao longo do caminho, assim como tenho autores que sempre abro um espaço para ler seu novo trabalho.
    Acho que o mais legal da literatura é ter tantos estilos que é sempre possível achar um pelo qual você se apaixona *-*
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cada livro que leio é um orgulho pois é uma vitória conhecer mais e mais mundos.

      Excluir
  7. Que coisa mais linda de texto! Adorei conhecer um pouco da tua trajetória como leitora! Eu sempre gostei de ler, mas lembro que não tinha fácil acesso aos livros na minha infância, e parando para pensar isso é tão triste! E infelizmente a realidade de muitas crianças ainda hoje.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, as crianças deveriam ter acesso direto a livros e não a outras coisas que prejudicam, né?

      Excluir
  8. Olá, tudo bom?
    Simplesmente amei essa divulgação coletiva. Adorei saber um pouco sobre como você se tornou uma leitora e como Érico a marcou nessa jornada de leitura <3 Por muitas campanhas assim, em que a leitura é incentivada em um país que se lê tão pouco. Só assim podemos mudar essa realidade <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá Greice,

    Essa campanha é muito legal, divulguei no meu Instagram e está de parabéns, devemos sempre divulgar essas iniciativas....bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Adorei o seu texto, muito real.
    Eu comecei a ler com minha saga infantil PODEROSA e desde então nunca mais parei. Leio no mínimo uns 4 livros por dia e muita gente estranha pois lê isso por ano! Uma triste realidade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala, porque ler pouco ´para mim seria tortura.

      Excluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos