25 setembro 2017

20

Provence - Bridget Asher! [Resenha #365]




Heidi é uma mulher que sempre lutou para conquistar as coisas que sonhou desde a adolescência. Na verdade não foi uma pessoa que tinha tudo imaginado, com seus planejamentos de carreira, casa, família ou uma família completa. Deixava tudo ir acontecendo conforme a vida corria. Diferente de sua irmã Elysius que já pensava em tudo antes mesmo de chegar na idade certa.

Os pais de Heidi eram um caso à parte. Sua mãe sempre as levou para passar os verões na casa de Provence, um local agradável onde as histórias sobre os milagres do amor eram contados e recontados até que elas gravassem tudo. Claro que as histórias ficavam na memória e a casa ficou marcada para sempre. Até o momento em que algo aconteceu e a mãe de Heidi sumiu por um verão inteiro sem dizer uma só palavra e voltar meses depois, como se nada houvesse acontecido.

Agora Heidi já podia contar com a sua carreira de confeiteira, com uma empresa de doces, um filho lindo de oito anos e um marido amoroso. O problema é que perda de seu marido e melhor amigo destruiu a sua vida completamente. Um acidente cruel o tirou dela e ela perdeu totalmente o rumo. 

Como fazer para retomar o rumo de todas as coisas quando a pessoa que mais se ama na vida foi embora sem deixar um adeus? Como sobreviver e ainda cuidar de uma criança que sente falta do pai? E agora uma missão ainda mais complicada surge: ir para a casa de Provence para cuidar do acidente que aconteceu por lá. 

Mas como ninguém imaginava muito do passado está lá para ser revisitado. O amor, a dor, a maravilha de novas descobertas estão prontas para serem vistas de novo em uma casa que sempre guardou tudo o que uma família uniu. O importante é voltar.



Autora: Bridget Asher
Título Original:  The Provence
ISBN: 9788581637600
Páginas: 368
Ano: 2017
Gênero:  Drama
Editora: Novo Conceito
Livro cedido em parceria com o site Thunderwave.com






 

Ao iniciar a leitura de Provence estava imaginando que poderia viver somente em um mundo francês, com a vida sobre uma casa no país da boa gastronomia e dos belos jardins. Não tenho um grande costume de ler sinopses em certos livros para não estragar as surpresas e com este não foi diferente. Assim quando percebi que havia muito mais do que somente este cenário primaveril, minha vontade de ler aumentou bastante.

Após a perda de uma pessoa muito querida em histórias, dá para notar o quando uma bela escrita demonstra em sentimentos tudo o que se desenvolve na narrativa. Dependendo de como é bem desenvolvido a leitura consegue transportar o leitor para um universo de emoção bastante influente como se o mesmo estivesse sentindo e passando por aquela experiência.

Em Provence, a forma como a autora tratou a perda do marido de Heidi faz com que um sentimento de afetividade cresça conforme a leitura vai sendo desfrutada e não no estilo de pena e sim como se viver daquela forma se tornasse uma dor lancinante. É uma forma de expressar em que quando perdemos alguém que amamos de uma certa forma nos perdemos também e assim é preciso de algum motivo forte para se reconectar novamente com o mundo sem a necessidade da culpa.

O mais importante neste livro é a mensagem a ser transpassada. A questão de como uma adolescente, sobrinha de Heidi, tem que enfrentar algo que não é bem visto por algumas pessoas também fortalece a união entre os personagens. O mais legal é ver que as atitudes não são impensadas e nada é como um milagre que cai do céu. São tomadas decisões bem coerentes e no fim eu pude perceber que na verdade a realidade é basicamente assim: nem tudo são flores.

É um livro lindo, que me conquistou e que marquei como um dos preferidos. É aquele tipo de livro para quem gosta de ver como se desenvolve as dores, perdas e como a luta contra tudo isto nem sempre é fácil e como cada um lida de uma forma diferente, da sua própria maneira.

Uma coisa legal também é como a autora termina a obra, o que também vejo em outros livros. É o epílogo, a forma de deixar em poucas páginas descrito como se passou tudo depois do “quase” final do livro, para que o leitor não fique imaginando como foi o resultado de tudo. 

Um livro básico para quem adora drama e gosta de refletir.





20 comentários:

  1. Oie, tudo bem?
    Amei a resenha, espero poder ler em breve! A capa é linda e eu amo histórias que te façam refletir dessa maneira. Obrigada pela dica, anotada!

    ResponderExcluir
  2. Oi Greice
    Confesso que estava deixando esse livro para depois e depois, mas ao ler sua resenha fiquei encantada.
    Também não costumo ler sinopses para não estragar a surpresa e as vezes isso é ótimo! Gosto de livros que lidam com temas fortes e esse pareceu ser realmente uma ótima escolha!
    Adorei suas impressões e espero ler em breve!

    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Oi!

    Eu não tinha visto nada sobre o livro, mas fiquei bem curiosa, aainda mais porque eu sou do tipo que gosta de entender o desenrolar das dores e tudo mais. Adorei a resenha e com certeza anotei a dica. :)

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Também evito ler sinopse, surpresas são boas.
    Fiquei comovida só com a resenha, imagina com a leitura do livro, sou manteiga rsrs.
    Gosto da ideia de leitura que nos transmite algo, e ainda mais quando sai um pouco do conto de fadas que estamos habituadas no mundo literário, realmente nem tudo são flores.
    Adorei a dica.

    Beijos Greice.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi. :)
    Estórias de perdas é sempre tocante e nos deixa uma boa mensagem. Faz tempo que não leio algo do tipo, mas já gostei desse. Dica anotada!
    Parabéns pela resenha flor, ficou ótima.
    Blog As Meninas Que Leem Livros - Lauri Brandão

    ResponderExcluir
  6. Oi!

    Já vi muitas pessoas lendo essa obra e falando muito bem dela, mas por mais que sua resenha tenha me deixado curiosa em relação a história, falta alguma coisa nela que desperte minha atenção, mas deixarei a dica anotada com certeza!

    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Esse é o tipo de enredo que me conquista e te digo que logo pela capa, eu já fiquei bem curiosa com a leitura. Ainda não conhecia nada da obra e já estou colocando no carrinho de compras.
    Adorei a resenha.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Greice!
    Ultimamente tenho fugido dos dramas, mas essa história me pareceu muito interessante de se acompanhar. E ai, epiçogos são sempre tão bons né? Satisfazem aquele gostinho de quero mais que sempre temos quando acabamos as tramas (e ver como os personagens que nos apegamos estão é sempre ótimo).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi Greice,
    Ainda não li esse livro, mas tenho muita vontade de ler, pois acho a premissa dele muito interessante. Fiquei muito contente por você ter curtido a leitura e por ela ter passado uma mensagem tão bonita. Vou anotar a dica e espero gostar como você gostou.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi! Já tinha visto a capa desse livro quando lançou e já me encantei. Dificilmente leio livros de dramas, mas essa premissa está bem interessante. É difícil seguir a mesma vida que tínhamos antes de perder alguém especial, e retratar isso em uma história, sem que a torne clichê é bem difícil, mas vou dar uma chance à obra. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Adoro esse tipo de livro, ainda mais por se passar na França, mas estou fugindo de dramas e reflexões no momento. Principalmente quando se trata de perdas. Por conta de algumas coisas que aconteceram na minha vida pessoa nos últimos tempos.
    Adorei a resenha e anotei a dica para rever mais para frente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Já tinha visto esse livro por aí mas infelizmente ele não me despertou muito interesse em ler, se não me engano foi ele que minha amiga falou que a personagem só chora hahaha.
    Mas enfim, sua resenha está muito boa ;)

    ResponderExcluir
  13. Oii!
    Ainda não conhecia o livro, mas ele me parece ser uma leitura bem gostosa! Amei MUITO o trecho do livro que você fotografou e o estilo da escrita já por ali. Parece aqueles livros que grudam em você já de cara. É difícil achar livros que falam sobre perda de uma forma sutil mas ao mesmo tempo impactante. Gostei muito da dica, está anotadinha! :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Greice

    Eu acho a capa desse livro linda. Esse enredo mais familiar me atrai muito, costumo fazer boas leituras quando o livro tem essa pegada. Também curto quando o livro tem esse teor que mostra a superação de uma perda, como a pessoa segue em frente e etc. Que bom que ele se tornou um dos seus preferidos. Não posso ler agora porque eu não tenho ele e não estou comprando livros (tem livro demais não lido por aqui), mas não descarto uma leitura futura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?

    Já tinha visto esse livro e algum lugar, mas não me lembro onde agora. A narrativa parece ser muito boa, e faz bem meu estilo de leitura. Gosto muito quando um livro nos ensina algo de bom com sua narrativa. Fiquei super interessada nele e já vou anotar o nome para procurar depois.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oie, eu gosto de drama, então esse é um livro que serviria bem para mim. Também gosto desses sentimentos que as histórias de perdas nos passam, e sempre acho o cenário francês muiito instigante. Espero ter a oportunidade de ler.

    ResponderExcluir
  17. Oiee Greice ^^
    Adoro epílogos ♥
    Eu ainda não conhecia esse livro, e apesar de ter achado a premissa interessante e ter ficado animada ao ver que você gostou tanto, acho que não o leria agora. Não sei se consigo ler um drama no momento...haha' mas pretendo lê-lo um dia, a história parece ser mesmo linda.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu ainda não tinha ouvido falar dessa obra, mas confesso que a premissa e toda essa ambientação francesa me chamou muito a atenção. Fiquei bem curiosa com o que a adolescente precisa enfrentar, e vou deixar essa dica guardada para em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Olá,

    Descobri esse livro por acaso, enquanto passeava numa livraria, achei a capa linda e adorei a sinopse, mas, por ter uma premissa parecida com P.s. eu te amo (que eu não gosto muito), não sei muita bola ao livro. Lendo sua resenha, noto que é um livro que facilmente eu poderia gostar, espero ter a oportunidade de lê-lo em breve.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Eu não conhecia muito sobre o livro abordado e por isso gostei muito de poder ler sua resenha, que está ótimo por sinal. Com certeza esse é um livro do qual que me agradaria muito e por isso vou anotar a sua dica. Muito obrigada!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos