21 junho 2017

23

A Árvore dos Anjos - Lucinda Riley! [Resenha #355]



Ao que tudo parece Londres é a cidade mais agitada e rica do mundo todo. Todas as pessoas desejam ir parar lá em algum momento e depois da segunda guerra mundial, onde muitas pessoas acabaram sozinhas, viúvas, órfãs ou com algum tipo de problema, o mais interessante era tentar ganhar a vida de alguma forma.

Nos anos quarenta, com o final da guerra, Greta é uma mulher que precisa do seu corpo para suas apresentações em seus espetáculos de dança no Windmill. Mesmo trabalhando diversas horas por dia mal consegue pagar as suas contas e vive contando os centavos. Seu amigo e comediante David é uma grande benção em sua vida, já que a ajuda em tudo o que precisa e também está tentando a vida naquela pequena cidade.

Greta precisa encontrar alguma forma de sair deste tipo de vida e ao conhecer Max, um oficial da marinha americana, viu que seus sonhos estavam se tornando realidade. Um verdadeiro cavalheiro, que estava se apaixonando por ela e a propôs casamento. Ela só precisava terminar suas últimas apresentações e rumar em destino aos Estados Unidos. Mas uma tragédia acabou acontecendo e ao esconder a verdade de sua vida ao marinheiro, ele acabou descobrindo de uma forma pior e zarpou sem Greta, a deixando sozinha e grávida, com apenas dezesseis anos de idade.

Sem saber o que fazer e agora sem emprego Greta acaba aceitando a proposta de David para que ela ficasse hospedada em sua casa na propriedade de Marchmont, onde morava sua mãe e seu tio. E é lá que Greta vai iniciar uma vida nova que, apesar de parecer normal vai acabar desencadeando uma série de tragédias ao longo de sua vida.

O que Greta queria era apenas fugir de seu padrasto e das coisas horríveis que ele tentava. E agora quando menos esperava, uma onda de acontecimentos mudaria sua vida completamente.


Autora: Lucinda Riley
Título Original: The Angel Tree
ISBN: 9788580417111
Páginas: 496
Ano: 2017
Gênero:  Romance / Drama
Editora: Editora Arqueiro







 

Lucinda Riley para mim é uma das melhores autoras que consegue ir e voltar no tempo sem perder o fio da meada. Sem ficar fazendo rodeios e colocando muita narrativa e diversos personagens bastante significativos, ela traça toda uma referência pela história, com pontos turísticos, pontos reais e uma cena bastante forte sobre todo o cenário. Os livros dela sempre foram assim.

A Árvore dos Anjos é um livro trágico. Não posso deixar de citar que apesar de Lucinda sempre escrever romances, este ser um dos livros dela que mais contem tragicidade e acontecimentos que afetam diretamente o leitor. Não no sentido que vai afetar humanamente, mas que deixa uma sensação de tristeza e peso, sendo que apesar de ler muitos livros de drama, sempre ter um fio de esperança que paira no ar. Já neste livro eu senti como se a esperança nunca viesse de nenhuma forma.

Lucinda reescreveu este livro, já que ela publicou o mesmo com o nome de Not Quit na Angel (Não Exatamente um Anjo), em 1995 com um outro pseudônimo. Assim, pela nota que ela deixa no final do livro, ela reescreveu quase toda a história. Eu percebi que ela refez mesmo porque como já li todos os livros dela dá para perceber bastante a evolução na escrita dele ao longo dos anos, porém eu acredito que o título deste livro deveria ter continuado o mesmo, já que o nome A Árvore dos Anjos não refletiu para mim o que a história em si conta.

 A história começa nos anos 80, com Greta relembrando algumas coisas e então, como já é de praxe nas histórias da Lucinda, ela volta no tempo, nos anos 40, com o início da vida de Greta, uma personagem que vai dar o pontapé inicial em tudo, mas que apesar de ser uma das protagonistas, não vai ficar em evidência o tempo inteiro.

Um pequeno mistério envolve tudo. O cenário da cidade de Londres e de Marchmont, que fica no interior do País de Gales, é bastante descrito pelo cenário majestoso, tanto da mansão quanto dos seus jardins. Quando a vida de Cheska, uma outra personagem principal começa a ser desenvolvida, também teremos o cenário de Hollywood na trama, o que gera mais um cenário de glamour.

O que eu gosto é que Lucinda sempre remete as histórias a algo que ela tem experiência. A questão com o teatro e a vida nas telas de filmes é uma destas coisas. O livro tem todo um toque de maestria mostrando o setor artístico e também o que acontece quando alguém cresce neste meio totalmente afundado na fama e só pensa nisto. Pensei muitas vezes em alguns atores e atrizes que parecem com a personagem Cheska, da história.

Talvez eu seguisse algum outro rumo perante a história, mas acredito que tudo o que se aprendido a respeito de amar, perdoar e seguir em frente pode ser visto nesta obra. Mesmo com as tragédias que envolvem o livro, dá para notar que tudo o que chegou ao ponto de acontecerem gerou uma reação em cadeia e que no fim nos faz pensar se agimos certo ou o que podemos fazer para não nos arrependermos no final.

É um livro que não tem um enredo de suspense ou uma vulnerabilidade que vá causar uma emoção grandiosa, mas por ser da Lucinda Riley vale a leitura pelo entorno familiar e de amizade.







23 comentários:

  1. Ola
    Ja conheço a escrita da autora e concordo que ela sabe muito bem como trabalhar com períodos de tempo sem se perder. Gosto de suas tramas porque ela sabe como mexer com as emoções, por mais que a trama nao demonstre tanta complexidade. Essa é a primeira resenha que leio desse livro e agora fiquei bem motivada para querer fazer essa leitura também.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro este estilo de escrever em tempos. Adoro conhecer as diversas épocas.

      Excluir
  2. Nossa, a cada resenha que leio da Lucinda Riley me pergunto por qual motivo nunca li um livro dela!!! Parecem ser incríveis e maravilhosos ♥ Adorei a sua resenha e só me fez ter mais vontade de ler algo dessa autora, e me interessei por esse mesmo não sendo tão emocional!

    Obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, te indico muito ler os livros dela. Você vai gostar muito.

      Excluir
  3. Oie...
    Adorei sua resenha!
    Já li esse livro e simplesmente AMEI AMEI AMEI. Isso mesmo 3 vezes! Sem dúvida é uma obra espetacular. Achei interessante justamente o fato dela falar sobre respeito, amor e perdão, acho esses ensinamentos essenciais em uma obra. Enfim, um livro lindo que merece ser lido por todos!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a questão sobre a passagem das personagem e o respeito e perdão pesa bastante.

      Excluir
  4. Olá
    Esse é um livro que não tenho muita curiosidade em ler. Acho a capa muito bela, mas a proposta da obra não me chama nada a atenção. Já vi algumas resenhas da Lucinda e sem que ela recebe vários elogios no quesito escrita, mas eu não começaria a ler algo dela por essa obra. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manoel, te indico em primeiro a ler A Casa das Orquídeas, que foi o que eu li e me apaixonei.

      Excluir
  5. Atualmente estou bem voltada a enredos dramáticos. Sem falar que adoro enredos que tenham esse tipo de flashback. Gostei de conhecer esse livro, não o conhecia e não me lembro de ter lido algo da autora. Me parece uma boa oportunidade para conhecer a escrita dela. Agradeço a dica, bexitus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amo enredos de drama, é um dos meus gêneros favoritos!

      Excluir
  6. Oi Greice,
    Tenho ouvido falar muito bem sobre o livro. Algumas pessoas reclamaram do início ser meio chato, mas no final é unanimidade que esse livro é incrível. Fiquei com receio de ler porque parece ter uma forte carga emocional, vou anotar a dica e ver se tomo coragem para ler
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não achei chato sabe, porque ele evolui o tempo todo, e o início se passa nos anos 40 que eu adoro!

      Excluir
  7. Hey!

    Não conhecia o livro, a sinopse me deixo um pouco em cima do muro, o resumo do livro não ajudou muito, me pareceu com uma história que já li. Já ouvi muito da escritora mas não sei se leria essa obra em específico.

    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu fiquei meio em cima do muro também.

      Excluir
  8. Eu li apenas um livro dessa autora e gostei bastante da premissa,
    no entanto a história pra mim foi bem massante na época. Por isso estou bem receosa quanto a esse livro que possui uma proposta que me interessa mas fico com medo de não gostar da narrativa novamente. Estou dando um tempo e conferindo várias resenhas antes de decidir lê-lo, até agora todas muito positivas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que gostar de drama e ela descreve muito o cenário. Quem não gosta deste estilo talvez não vá gostar da escrita dela.

      Excluir
  9. Oiiii tudo bem???

    Tenho paixão por Lucinda e logo que lança um livro novo dela faço questão de colocar na estante. Este já comprei mas ainda não tive chance de ler. Comprei por ser um livro dela e não cheguei nem a ler a sinopse, e agora com sua resenha com certeza não me arrependerei. Adorei a resenha e estou ansiosa pra ler.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço a mesma coisa sabe. Tenho todos os livros dela.

      Excluir
  10. Oie amore,

    Ainda não tive o prazer de ler nada da Lucinda, mas esse logo que vi a capa, me encantei e coloquei na minha lista de desejos...
    E ao ler sua resenha, só fiquei ainda mais curiosa pela leitura.
    Dica mais que anotada, parabéns pela resenha, adorei!

    Beijokas!!

    ResponderExcluir
  11. Oi oi querida,
    adorei a resenha e o quote escolhido para ficar em baixo da foto. Fiquei totalmente chocada com tantas informações sobre a história e espero o mais breve possível adquirir esse livro pra mim. Não tinha parado para ler a sinopse, e apenas agora lendo a sua opinião sobre a obra, tive a oportunidade de conhecer os personagens e como a autora os envolveu os nessa trama. Amei a forma como foi sincera sem dar spoilers sobre o que nos aguarda, mesmo sabendo que vou ficar com uma ressaca vou tenta ler esse livro ainda no mês de Julho.

    Bjoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu estou vendo muita gente começar sobre esse livro, então é uma pena que não seja exatamente o meu tipo de história. Um livro trágico? Minha nossa, nem posso imaginar a minha reação ao lê-lo então.
    Enfim, a sua resenha está maravilhosa, de verdade. Obrigada pela dica ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  13. Olá, todos sempre me falaram muito bem da L.R. mas nunca consegui me interessar de fato pelas estórias da autora! :(
    De qualquer forma sua resenha é muito boa para quem curte esse tipo de livro e foi muito bem estruturada!

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos