21 dezembro 2016

7

O Amor em Primeiro Lugar - Emily Giffin! [ Resenha #332]


Josie e Meredith são irmãs que não tem um relacionamento muito saudável. Após a morte de seu irmão Daniel em um acidente de carro quando elas eram mais jovens nada na família foi a mesma coisa. Os pais se separaram, o pai virou alcoólatra, a mãe ficou mais distante e menos amorosa e as irmãs que deveriam se unir para lidar com o luto se separaram mais ainda, cada um indo para um lado por conta dos estudos na faculdade e dos caminhos escolhidos em como sofrer com a perda.

Josie agora era professora da primeira série em Atlanta, se arrependia amargamente de um relacionamento que não deu certo com um antigo namorado pelo fato de ele acreditar que ela o traiu e ela nunca ter tido a coragem de contar a verdade. Morava com o melhor amigo Gabe que sempre a alertava sobre todas as questões principais de sua vida e queria imensamente engravidar, já que estava chegando aos trinta e oito anos de idade. Já cansou de procurar por possíveis namorados e agora começava com a ideia de um doador de esperma para uma inseminação artificial.

Meredith era casada com o melhor amigo do seu irmão, o Nolan, que após ela ter ido cursar artes cênicas em Nova York e não ter sido como ela queria, voltou e se formou em advocacia. Ela odiava o seu trabalho com todas as forças mesmo que trabalhasse há vários anos no mesmo lugar. A sua filha Harper, de quatro anos, era seu amor incondicional.

Mas em um mundo onde os problemas acontecem normalmente para todo mundo, Josie precisa compreender o que realmente aconteceu na noite do acidente de seu irmão e sua irmã precisa entender o que realmente sente por Nolan e qual é o resultado real do seu casamento. E é em meio a dúvidas e desejos que uma família vai criar laços e desfazer outros para poder buscar um novo caminho para seguir em frente.



Autora: Emily Giffin
Título Original: First Comes Love
ISBN: 9788581634548
Páginas: 352
Ano: 2016
Gênero:  Romance 
Editora: Novo Conceito








 


Se alguém que gosta de livros de romance me perguntar algum título para ler, certamente algum da Emily Giffin vai estar na lista que eu vou indicar. É como um caso de amor e um pouco de ódio na questão de alguns livros dela. Já li todos que a editora Novo Conceito publicou e a maioria deles eu amei, porém um ou dois escaparam do meu gosto pela temática. 

A verdade e o bom dos livros da Emily Giffin é que é feito para pessoas mais maduras. Não vou mentir e dizer que um adolescente vai se achar dos dramas e paradigmas que autora descreve, já que na maioria das vezes ela envolve família e casamento, a questão sobre ter filhos ou não, sobre carreira ou sobre o abandono dela por uma questão maior e assim por diante. São questões ótimas para reflexão e é o que realmente gosto de ler quando ela levanta o assunto.

Em o Amor em Primeiro Lugar há algo bastante legal que a autora conseguiu trabalhar sendo que o relacionamento de duas irmãs se torna bastante importante na trama inteira. Tudo se inicia com a morte do irmão das personagens. Depois disto com quase quinze anos passados e elas já próximas aos quarenta anos dá para compreender tudo o que isto impactou profundamente no destino e nas ações das duas irmãs.

O interessante também é que cada uma tem uma personalidade diferente e em cada capítulo que são sempre divididos entre uma irmã e outra, são mostrados aspectos da vida delas de uma forma diferente e depois em alguns momentos como cada uma vê aquele mesmo aspecto por sua própria visão. 

O drama é algo que a autora já tratou em outros livros. A questão da dúvida sobre ser mãe solteira ou não, sobre fazer de uma forma não convencional, ou sobre a dúvida nos relacionamentos. O forte deste livro realmente são as amizades e o como uma ação pode influenciar em quase toda uma vida.

O melhor ainda é que Emily não é o tipo de autora que levanta um assunto e depois termina com viveram felizes para sempre. Ela termina a história como seria para qualquer pessoa. Realidade versus realidade. Adorei o livro e entrou para os meus favoritos pela emoção que é tratada a questão do afeto e da discordância. O luto é algo bastante sofrido e às vezes destrói tudo pela frente.

Este livro merece total atenção. Já estava ansiosa quando vi ela lançar o livro lá fora e agora que matei minha curiosidade, só tenho que sorrir e agradecer por ter tido mais esta experiência literária.






7 comentários:

  1. Oi, Greice. Eu sou apaixonada pela Emily Giffin justamente por ela trazer realidade a seus livros, dando-os aspectos humanos, colocando drama reais e verdadeiros. Eu já li dois e gostei muito de ambos, mesmo que em um a personagem principal tenha me tirado do sério. Meu maior receio de ler outros livros dela é justamente por serem tão reais, ás vezes gosto de um final feliz, mas adoro todos os temas sérios que ela traz, a mulher escreve muito bem!
    Beijo, Leitora Encantada
    Participe do Sorteio de Natal

    ResponderExcluir
  2. Oi Greice, sua linda, tudo bem?
    Eu já li um livro da autora, agora não lembro o nome e senti a mesma coisa, ela é muito madura. Os conflitos das suas tramas são tratados com muita realidade. Não parece que estamos lendo um livro e sim vivendo vidas. Seus personagens parecem nossos vizinhos, nossos amigos, nossa família, é impressionante. São diálogos que nós diríamos, ou que já ouvimos alguém dizer. Esse é o diferencial de suas obras. Esse lançamento eu ainda não conhecia, mas já vi que irei me emocionar, pois o luto destruiu uma família. Sua resenha ficou ótima!!!

    Um Feliz Natal com muito amor, alegria, união e saúde para você e sua família!!!

    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Greice
    Eu já conheço a narrativa da Emily Giffin e admiro muito seu trabalho por conta do desenvolvimento dos personagens e cenas de forma geral, além dessa questão do drama, e eu acho que ela consegue explorar bem. Seus livros são mesmo indicados para pessoas mais maduras, quanto a isso não há dúvidas. Sua resenha é a primeira que leio a respeito desse título, então adorei poder conferir suas impressões e confesso que despertou bastante o meu interesse.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Confesso que os livros da autora não me chamam tanto a atenção, justamente porque não é o meu gênero literário favorito, mas ainda assim parecem possuir lições valiosas todas as histórias. Achei interessante nessa obra, ter um mistério sobre o passado da protagonista e é bom saber que o final é condizente, nada da ilusão do felizes para sempre. Vou anotar a dica e futuramente pretendo ler.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  5. Olá Greice, tudo bem?

    Nunca consegui encarar nenhum livro da Emily Giffin. Os romances dela estão sempre envolvidos com uma forma mais madura de encarar a realidade, e já faço isso no dia-a-dia. Chega uma hora que a gente só quer esquecer, e esse não é o tipo de leitura adequada, rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu amo livros que trazem reflexões de uma vida real por assim dizer. Eu não conhecia o título, mas pela forma intensa que você descreveu a história, não tem nem como não ficar ansiosa pela leitura.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/
    Participe dos SORTEIOS que estão rolando lá no blog!

    ResponderExcluir
  7. Oi Greice,

    Eu perdi a vontade de ler os livro da Emily depois que adotaram o namorado da minha melhor amiga. Achei bem ruinzinho.
    Mas acho que a autora tem obras com temáticas melhores. Esse por exemplo me chama bastante a atenção. A relação das irmãs me lembra um pouco Jardim
    De Inverno da Kristin Hannah. Acho que vou chorar horrores com essa leitura.
    Amei essa capa.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos