07 novembro 2016

10

A Irmã da Sombra - Lucinda Riley! [Resenha 325]



Estrela D'Aplièse é a terceira irmã mais velha adotada por Pa Salt, dentre seis irmãs de diversos lugares do mundo. Nenhuma delas nunca se preocupou de onde viera e sempre foram felizes vivendo em Atlantis, numa casa gigantesca com o pai adotivo, Ma, a governanta e os outros empregados.  Estrela sempre foi a que menos falava dentre as meninas e Ceci era seu braço direito a que conversava e falava por ela, já que elas inventaram um código entre elas. Desta forma onde uma estava ou que Ceci decidia, Estrela sempre a seguia.

Quando Pa Salt faleceu o choque entre as irmãs foi bastante nítido. Estrela e Ceci costumavam viajar o mundo inteiro e agora estavam de volta e precisavam arrumar um lugar para ficar. Estrela já se formara em letras enquanto Ceci ainda tentava a área de artes. Quando Ceci decidiu ir morar em Londres,  Estrela muito relutante foi atrás. Mas todas as irmãs haviam recebido uma carta de Pa Salt sobre a localização do seu nascimento e chegou o momento de Estrela abrir a sua e tentar descobrir o seu enigma que dava diretamente em um local em Londres, mas primeiramente a uma livraria chamada Arthur Morston.

Aos poucos e com uma timidez gigante Estrela foi conseguindo buscar as pistas que tanto procurava e conheceu Orlando, o dono da livraria e foi ele quem a levou a fundo na vida de Flora MacNichol e que enfim levaria Estrela até onde ela precisava.

Flora MacNichol era uma doce jovem que vivem nos anos de 1900 junto de seus pais e sua irmã Aurora em um lugar lindo no interior de Londres. Amava a natureza e a pintura mais do que tudo, porém sabia que a pobreza já não podia mais salvar o local onde morava e que com dezenove anos não conseguiria debutar em Londres. Aos poucos e através de muitos segredos a vida foi mudando e ela foi descobrindo muitas coisas que abriu uma trama ao qual nunca ninguém imaginava e que estrela jamais imaginara descobrir.

Agora o passado e o presente estavam cara a cara e o que Estrela podia descobrir talvez mudasse para sempre a sua vida.


Autora: Lucinda Riley
Título Original: The Shadow Sister
ISBN: 9788580415933
Páginas: 512
Ano: 2016
Gênero:  Ficção / Romance
Editora: Arqueiro







 


Eu acredito que sempre vá elogiar os livros da Lucinda Riley. Mesmo que seja um pouco mais ou um pouco menos em certas circunstâncias, o jeito como ela escreve cativa de modo expressivo o meu coração. Vou ter que começar pela capa. A editora Arqueiro estava seguindo um ritmo de capas bem legal e depois resolveu mudar para seguir um padrão lógico em todos, já que o primeiro livro da saga, que conta a história de Maia foi publicado inicialmente pela editora Novo Conceito. 

A capa nacional de A Irmã da Sombra mostra uma personagem central que é bastante característica com a Estrela e no fundo o cenário ao qual ela será inserida. Mas ao olhar para estas capas estrangeiras acima eu não posso deixar de sentir que também são muito parecidas com a história, principalmente a segunda capa, que mostra a casa ao fundo e todo o campo em volta.

Eu peguei este livro para ler com um certo medo. A história geral é que a morte de Pa Salt é relatada de alguma forma por todas as irmãs e fiquei imaginando que desta vez seria como a história de Ally e tomaria um grande pedaço do livro e foi justamente o contrário. Claro que teve seu momento de luto, mas de uma forma diferente e percebi que logicamente isto aconteceria já que cada irmã tem uma forma de sentir diferente.

Para quem acompanha a saga sabe que Estrela é muito quieta e sempre depende de Ceci, a irmã de quase mesma idade para tudo e que Ceci sempre foi a que decidia tudo e então fiquei imaginando o quanto seria o despertar de estrela. E foi um despertar lindo. 

Quando Estrela lê a carta que Pa Salt deixou para ela, na verdade cada irmã recebeu a sua com a localização do seu nascimento, ela começa a ir atrás de sua história e é aí que eu não desgrudei mais do livro. 

Lucinda Riley tem um dom para fazer a leitora entrar de cabeça em um mundo diferente, que desta vez foi parar em 1909 com a história de Flora MacNichol, uma moça linda, cheia de sonhos mas que sabia quais eram as condições de suas família na época. O melhor de tudo é o cenário, já que se passa no interior de Londres e nas antigas mansões cheias de flores, belos jardins e encantos. Não dá para dizer que é uma história feliz do início ao fim, logicamente, mas é uma história cheia de sonhos e de reviravoltas.

Para mim este foi o melhor livro desta saga até agora e eu fiquei sonhando em estar no mesmo lugar que Flora MacNichol, ser sua amiga ou viver perto dela. Dá para conhecer muitas escritoras, já que Lucinda Riley fez um belo trabalho de pesquisa e incluiu verdades da história de muitas escritoras da época.

Não há como se arrepender ao ler este livro. Apesar de serem 512 páginas eu queria mais e mais. Queria que a continuação fosse com ela e com mais de Flora MacNichol. Foi uma paixão inigualável e agora só posso esperar que Lucinda Riley faça o mesmo com Ceci.

A Casa das Orquídeas, o primeiro livro que li da autora é o meu querido pelo mesmo motivo que este, pelo amor que ela conta sobre os jardins do interior de Londres, sobre o amor entre as pessoas e sobre os frutos que surgem de tudo isto!





10 comentários:

  1. Nunca li Lucinda, mas vontade é que não falta. Tb gosto demais de uma boa ambientação, já me conquista de cara.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Vou colocar na lista de leituras. Já quero ler. Sua resenha é tão detalhista, amo isso. hahah sucesso flor <3

    ResponderExcluir
  3. Oi Greice!

    Eu ainda não li nenhum da série da Lucinda, mas tenho vontade, a autora parece mesmo ter uma narrativa bem interessante! E que bom que foi o melhor livro da saga pra vc!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Ainda não li nada da autora e mesmo não sendo o gênero de livro que eu gosto fiquei encantada com essa série, especialmente com a parte histórica.

    ResponderExcluir
  5. Hello! Tudo bem?
    Sou doida pra ler algo da Lucinda Riley e esse das irmas eu quero mtooo conhecer.
    Ainda mais que a Arqueiro deu aquela repaginada nas capas, ficou linda demais.
    Adorei sobre o que falou da historia, ja vi que vou me surpreender mto.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da autora, e este livro não me chamou muita atenção :/ Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ahh, e não sou muito fã de personagens quietas de mais, sempre acabam deixando a história chata ou parada demais(pelo menos nos livros que li!).

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu fiquei super encantada com esse livro! Adorei cada momento da história, e não consegui parar até chegar a última página. Livro emocionante e que vicia o leitor.
    Bjks
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante desse livro assim como dos 2 primeiros, estou ansiosa pelos outros!!! O q mais me intriga é q tenho a sensação que Pá Salt está vivo, só observando suas filhas em suas buscas ( será????) E quem será a filha número 7, que nunca chegou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho a mesma sensação que você Érika. Acredito que ele fez isso para que todas procurassem seus caminhos! :)

      Excluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos