12 setembro 2016

1

As Cores da Vida - Kristin Hannah!



Na pequena cidade de Oyster Shores três filhas de um homem um tanto carrancudo estão desesperadas pela perda da mãe, uma morte repentina. Winona com 15 anos, Aurora com 14 e Vivi Ann com 12. Isto em 1979 e elas estão aprendendo que a partir de então, a vida naquele rancho onde sempre aprenderam muita coisa vai mudar, mas que elas vão precisar de muita força e união e que a vida da família Grey será munida pelas irmãs.

Anos mais tarde a única que continua vivendo no rancho e cuidando de tudo é Vivi Ann. Não que ela tenha o dom para isto, já que tudo está um pouco acabado e ela precisa estar em alguns rodeios para conseguir dinheiro. Winona é uma grande advogada na cidade pequena e Aurora se casou com um médico e é mãe de gêmeos.  Winona ainda não se casou mas no dia em que o seu antigo amor da adolescência e melhor amigo, Luke Conelly, retorna para a cidade, ela sente que seus sonhos podem se concretizar. Isto até ele conhecer Vivi Ann e perceber que a linda garota é a mulher de seus sonhos. 

Mesmo com o coração na mão Winona aceita que sua irmã siga com o relacionamento e que tudo o que a família sempre sonhou continue existindo. Agora ela ajuda com o que pode no rancho e contratar um peão para ajudar é quase como uma tarefa impossível. Mas é quando Dallas Raintree aceita o desafio do emprego que tudo começa a mudar. O homem que não é muito aceito por algumas pessoas por ser meio índio e meio branco, que tem diversos problemas com a lei e que guarda muitos segredos, vai roubar o coração de uma das irmãs e mais do que isto, vai fazer com que o amor seja o mais valorizado sentimento.

E é quando um assassinato brutal acontece que a união da família precisa ser posta a prova, mas com tantos sentimentos guardados e nem todos eles são bons, que a família Grey irá ruir e o que um dia existiu terá que ser replantado novamente.


Autora: Kristin Hannah
Título Original: True Colors
ISBN: 9788580415957
Páginas: 352
Ano: 2016
Gênero:  Romance / Drama
Editora: Arqueiro







 

Quando se tem autoras que já sabem escrever de uma forma que você gosta e que em todos os livros você sabe que não vai ter algum tipo de decepção pela escrita, fica mais fácil saber que ao pegar o livro aquela próxima leitura vai ser uma boa aventura. Para mim é isto que acontece com as leituras que faço de Kristin Hannah. Não tem um livro dela que eu vá dizer que foi ruim, sendo que já li todos os que foram publicados aqui no Brasil pela Arqueiro e pela Novo Conceito.

A Kristin Hannah consegue estabelecer um padrão de histórias em que retrata a guerra ou então retrata histórias sobre família, amizade e amor. No caso de As Cores da Vida, a família o amor e a amizade é o que vai ser bastante visualizado como tema principal. Sabe a sensação de terminar uma leitura e estar com a emoção tão forte que parece que foi você quem viver tudo aquilo? É assim que estou me sentindo com este livro.

O livro é dividido em duas partes. Na primeira vamos ver a descrição das três irmãs e como elas convivem com a perda da mãe ainda jovens e como elas precisam estar sempre juntas e tentam não se abalar com a ausência de amor do pai. cada irmã tem uma personalidade diferente e isto é o que conta muito já que sem estas características acredito que muita coisa na história nem iria adiante. É totalmente compreensível o estilo de cada uma e como elas encaram de diferente forma os eventos e as adversidades. E é isto o que realmente importa.

É uma história que vai relatar a questão sobre como um pai se importa sobre a imagem de uma família que não é sempre feliz, mas que faz o possível para se manter unida. 

Mas o que toca realmente é a questão do verdadeiro amor. Dallas é o peão contratado para cuidar do rancho da família Grey também é um grande motivo de discórdia entre as irmãs. Torci durante todo o tempo por este personagem que é forte, dedicado e mostrou tanto de si que é como se desejasse que ele fosse real o tempo todo. 

A segunda parte da história se passa ao longo de alguns anos depois de um crime ter mudado o destino da cidade e principalmente da família Grey. É nesta parte que eu fiquei mais emocionada e ansiosa com tudo o que acontecia. Sabe quando as pessoas sabem que mesmo longe devem fazer algo para se unirem mais o orgulho não permite? É um pouco assim que tudo acontece. Eu sofri junto, eu chorei junto e sorri também. 

Não consigo transmitir todo o sentimento que o livro transpassa e talvez somente lendo a história você vai entender o que quero dizer, sem que eu realmente fale o que aconteceu para que não conte spoilers aqui. Mas todos temos diferenças. Sempre vai haver desejos não correspondidos, algum tipo de inveja ou até mesmo dores não resolvidas. Mas quando a união e o amor prevalecer pode ser que tudo isso valha a pena em ser esquecido.








Um comentário:

  1. Estou terminando de ler este livro, acho que hj a noite termino e estou ADORANDO. Teve um dia que fui dormir às 2:00 hs da manhã e se deixasse amanheceria o dia lendo. É o primeiro livro que leio desta autora e como ela consegue por tanto assunto e tanta emoção em tão poucas páginas!! Preciso urgente dos outros livros dela.
    Bjs

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos