24 agosto 2016

20

A Livraria dos Finais Felizes - Katarina Bivald!



Sara certa vez comprou um livro pela internet de uma simpática senhora de Iowa, nos EUA. Assim começou uma bela amizade com Amy Harris, uma pessoa que era apaixonada por livros tanto quanto Sara, que respirava livros e basicamente vivia deles. A troca de cartas era constante e foi assim que Sara foi conhecendo melhor a vida Amy e da pequenina cidade onde ela morava: Broken Wheel. Após cerca de três anos com essa comunicação elas decidiram que era hora de Sara conhecer Amy pessoalmente e foi assim que sara foi parar em outro país.

A questão é que com sua chegada a verdade foi como uma lança em seu coração. Sara chegou uma semana depois que Amy falecera e sequer sabia que a senhora estava doente. De alguma forma Amy jamais quis contar a verdade e agora ali estava ela em uma cidade com 637 habitantes e mesmo que soubesse sobre a metade deles através das cartas, não sabia o que fazer. Tinha vindo para ficar por cerca de dois meses e trouxera até mesmo alguns livros, mas sem a sua amiga, porém...

Aos poucos Sara percebeu que todos já sabiam sobre ela. Ninguém disse que ela devia voltar para a Suécia. Ela devia ficar ali, na casa de Amy, onde sabiam que seria o desejo da amiga falecida. Todos estavam preparados para cuidar da grande turista e cada um já tinha seu papel. George seria o motorista, Caroline iria ver sobre a alimentação, Grace não deixaria faltar café e segurança e também teria Andy, Carl, John, Tom, Jen, William, Claire. A lista de amigos de Amy não tinha fim.

Ao passar dos dias Sara percebeu que não conseguia fazer nada. Não podia pagar por sua comida, sua bebida ou sua estadia. Queria ajudar de alguma forma aquela minúscula cidade que pareia abandonada no tempo. Começou a entender cada pessoa e seu estilo, a dor de cada um. E sabia que a solução podia estar nos livros. E então uma ideia surgiu: uma livraria. Não precisava vender livros, claro. Ela também nem poderia trabalhar com seu visto de turista. Mas ali estava ela e os milhares de livros de Amy e agora um sonho iria se realizar. Broken Wheel aprenderia a amar os livros.



Autora: Katarina Bivald
Título Original: The Readers of Broken Wheel Recommend
ISBN: 9788556510150
Páginas: 336
Ano: 2016
Gênero:  Ficção / Romance
Editora: Suma de Letras




 


Doce. Doce. Doce. Se um dia você vier a pegar este livro na mão talvez você não sinta de primeira sensação o quão doce pode ser esta história. Mas certamente depois que terminar de ler todas as páginas é o que você vai estar sentindo por completo. 

Prefiro iniciar esta parte falando isto já que não imagino que uma livraria tenha finais tristes, brincando aqui com o título que na verdade com o título original é algo como Os Leitores de Broken Wheel Recomendam e aí realmente é um pouco estranho para um título que vai rodar os países pelo mundo afora. O título escolhido para o Brasil tem uma coerência completamente exata sobre o que envolve a trama.

De início preciso enfatizar que fiquei alegre ao entender que a amizade entre duas pessoas de países diferentes se dava através de cartas. Afinal, quem hoje em dia escreve cartas? Depois que elas são totalmente apaixonadas por livros. E aí está uma questão de que também me encaixo. Na verdade as cartas trocadas entre Amy Harris, que já de início é apresentada como uma personagem que falece antes que a turista Sara chegue, são mostradas ao longo de todo o livro para enfatizar toda a história que vai se desenvolvendo, mostrando como Amy apresentou os personagens que vão aparecer ao longo da estrada e como ela vivia na pequena e pacata cidade.

Eu amo esta dedicação sobre cidades pequenas. Tenho um sonho imenso sobre morar em uma, ainda mais americana. Então imagina como fiquei lendo sobre a descrição do cenário desta cidade. Claro que é uma cidade realmente pequena, com todo a questão do milho de Iowa, a crise econômica e como as pessoas preferem ir para outros lugares do que permanecer por ali. Mas como falei de início, a parte doce se prende a um todo como se você fosse jogada a um sonho americano.

Aos poucos a autora vai nos apresentado cada personagem da cidade. cada um tem sua história e não é como um capítulo à parte, que é jogado em angústias e solidão e depois some. É uma soma de amizade entre todos e como todos ali se ajudam sempre que precisam, mesmo enfrentando seus fantasmas internos. É como se você pensasse o quanto poderia ajudar ao seu vizinho ou ao amigo mais próximo sem que ele sequer solicitasse ou fosse ajudada quando menos esperasse. É um livro sobre amizade, união e afeto. É sobre um amor imenso de quem não deseja mal a ninguém. Onde a quantidade de milhões de pessoas não diferencia quem se é.

Uma das coisas que me incomodou porém, foi que em algumas cartas que Amy trocou com Sara e que falava sobre livros que ela recomendava, ela citava clássicos e falava sobre eles, contando inclusive o que acontecia no final. Assim sendo, tem diversos livros que quero ler e que descobri o final sem desejar. Forma spoilers de livros que me chateou, porque acredito que não seja o mais correto a se fazer com um leitor.

No mais, A Livraria dos Finais Felizes é um conjunto de passado e presente que te faz ver como a amizade é e como isso se reflete em uma cidade pequena e uma cidade grande. Aposto que você pode contar nos dedos quantas vezes no último mês viu seus amigos pessoalmente, certo? É esta a intenção do livro. Mostrar o que a vida tem de mais importante.







20 comentários:

  1. Olá Greice
    eu ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas achei a premissa interessante, especialmente diante da intenção nas mensagens. A aproximação das pessoas queridas é algo que pode gerar algumas discussões e diante disso fiquei bem curiosa sobre a ambientação e todos os personagens apresentados.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro esta questão de ambientação realmente!

      Excluir
  2. Oie, desde que vi esse lançamento fiquei super ansiosa para lê-lo, mas aí comprei e... claro que fiquei enrolando para ler. adorei ver sua resenha, que é a primeira que leio sobre o livro, e saber que você gostou. adorei também essa história da troca de cartas, acho que serviu para dar um ar de menos tecnologia na história. Ah mas acho que eu ficaria triste com o fim dos livros contados nas cartas, isso não deveria ser feito, as cartas deveriam trazer apenas coisas que deixassem o leitor curioso pelo livro. Acho que quando ler e ver que ta falando de certo livro que quero ler vou pular a parte risos.
    Resenha ficou ótima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo a questão de comprar e depois deixar para ler. Faço isso também, mas como o livro me chamou bastante a atenção, tive que lê-lo.

      Excluir
  3. Olá Greice,

    Esse livro parece ser muito fofo. Daqueles que pegamos pra ler quando não queremos sofrer ou sermos surpreendidos. Achei legal. Mas quando você comenta sobre a autora relatar o final de algumas obras clássicas, fiquei com receio em ler.
    Abraços, Helô

    ResponderExcluir
  4. Oi Greice, ainda não tinha ouvido falar do livro e as suas primeiras palavras me deixaram curiosa para ler. Amo enredos que valorizam a amizade e acredito que a leitura deste livro aqui, ira funcionar bem para mim.
    Adorei a dica
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Greice, tudo bem? Quando vi esse livro entre os lançamentos da editora fiquei bem animada. Não é exatamente o que costumo ler, mas algo nele me atraiu demais <3 E agora, depois de ler sua resenha, fiquei ainda mais animada para ler =D
    Moro em uma cidade pequena, mas não tão pequena assim hahahah
    E essa coisa de dar spoiler... tem gente que acha que só porque um livro é antigo e clássico, contar o final não é spoiler. Para mim é. Porque nem todo mundo já leu tudo ainda :3
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Greice,
    Fizeram uma tradução bem diferente do título original não? Gostei muito da sua resenha e de conhecer a obra. Não me lembro de ter lido nenhum livro que se passa a partir de uma história sobre troca de livros e isso me agradou muito. Gosto dessas histórias com troca de cartas e achei legal a história ser assim. Outro ponto que me agradou foi saber que o livro é doce. Fiquei bem curiosa em relação a leitura e anotei a dica.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Achei super interessante uma obra que traga em suas páginas um pouco do que costumamos sentir em relação aos livros, esse amor que sentimos.
    Também não consigo imaginar finais tristes em uma biblioteca rsrs
    É muito interessante ver nele também a abordagem das interações humanas em uma cidade pequena. Moro em uma cidade do interior e realmente isso é cativante. Aqui a maioria nos dão bom dia, perguntam como estamos e sempre tem aquele tempinho para uma boa conversa.

    leitoradescontrolada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Greice!
    Quando a Suma de Letras anunciou que ia lançar esse livro, logo de cara já fiquei muito curiosa para ler. Só o título já nos chama a atenção, ainda mais a gente que ama livros. E lendo a sinopse, me pareceu ser uma história muito fofa.
    Mas ainda não tinha visto alguém falando dele e fico muito feliz que a primeira resenha que vejo, é positiva!
    Realmente hoje é quase nulo o número de pessoas que trocam cartas, mas acho uma ação linda! Nos aniversários de meus amigos e no Natal, eu era a única que sempre escrevia uma carta para relembrar tudo o que passamos juntos.
    Agora, fiquei mais doida ainda para ler. Mas que pena que a autora dá spoilers dos clássicos - isso é muito chato! Com certeza isso vai me irritar bastante, até porque tenho certeza que vai ter vários livros que quero ler.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Não conhecia a obra mas adorei a premissa, que parece ser delicada e repleta de sentimentos. O fato da senhora morrer é realmente triste, mas de certa forma deu um incentivo a protagonista a espalhar a leitura e claro viver novas experiências. Gosto muito de livros mais levinhos e com uma pegada de reflexão e encanto, tal como esse. Sendo assim vou anotar a dica e me arriscar a qualquer dia. Adorei sua resenha, pois deu um excelente vislumbre do que devemos esperar da história.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  10. Nossa eu também ficaria muito chateada em pegar spoiler ein.
    Eu nunca fiz a leitura desse livro mais parece se bem legal.
    Adorei a resenha
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  11. Oi Greice,
    Eu imaginei essa história um pouco diferente. Quem imaginaria um livro com capítulos contando sobre cada história!

    Eu gostei das duas personagens que você citou Amy e Sarah, e entendo sua angústia sobre os Spoiler nas cartas, mas quem sabe a personagem não gostasse de saber o final.
    Gostei da capa, e da sua resenha ❤

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  12. aah, apesar de triste deve ser uma leitura encantadora... pena os spoilers de vários clássicos que você mencionou e que aparecem ao longo do livro, mas dependendo de quais sejam os títulos, já não serão spoiler pra mim, pois tenho o hábito de ler o gênero, por gostar bastante...

    ah, eu ainda escrevo e recebo cartas :D hahaha
    anotei a recomendação... bjs...

    ResponderExcluir
  13. Ei Greice!
    De fato me parece um livro muito fofo! Pela sua resenha dá para entender um pouco sobre a relação de carinho e amizade estabelecida pelas personagens, mas acho que só lendo o livro para conseguir absorver todos os sentimentos envolvidos na relação entre Amy e Sara.
    Espero ter a oportunidade de ler esse livro :)

    Com Amor, Isa

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Não gosto muito desse tipo de livro mas ele me encantou, gostei da mensagem que ele passa, quanto aos spoilers geralmente eu não ligo, sou aquela leitora ansiosa que acaba não aguentando e procura o final do livro e depois fica sofrendo porque vai acabar hahaha
    Vou adicionar a lista de leitura
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem? Ai que leitura aparentemente incrível hein. Queria muito morar em uma cidade pequena quando fosse mais velha, acho legal como todo mundo de certa forma se conhece. Essa história realmente parece ser um doce, gostei da originalidade, nunca tinha ouvido nada igual. Boa dica, bj.

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?

    Achei este livro tão fofinho, que já estou com muita vontade de ler.

    Ao se tratar de uma história que traz passado e presente, minha curiosidade aumentou. Adoro livros assim!

    E por ter uma parte triste, como você ressaltou, deixa a história com um ar de inesperado. Mais um ponto positivo para leitura.

    Parabéns pela resenha! Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, mas só de olhar pra capa ja fiquei animada. Achei interessante essa linda amizade entre as personagens e imagino que deve ser super bacana acompanhar tudo. Realmente essa coisa de ter spoilers de alguns livros nas cartas não é legal, nada legal :/ Enfim, espero um dia ler o livro e gostar tanto quanto você.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  18. Vou te confessar uma coisa: li a sua resenha por cima com medo de pegar algum spoiler, porque me interessei tanto pelo título e pela sinopse que quero muito comprar (só espero não esquecer). Deve ser uma história bem triste, embora reflexiva e "doce, doce, doce" como você bem disse. Adorei o fato de ambas se corresponderem por cartas, que é algo que pouco acontece hoje em dia.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos