08 junho 2016

14

A geração mimimi e a chatice disto tudo!


Tudo começa sempre por um comentário em algum lugar. Desta vez a história começou sobre uma menina de nove anos perguntando para o pai o motivo de um homem estar machucando uma mulher em um outdoor de um filme e assim choveu reclamações sobre a questão feminista de que aquilo levava a entender que a mulher estava sendo agredida.

Precisei começar o texto de uma forma direta.
Preciso desabafar minha opinião de uma forma mais contextual.
A geração do mimimi está enchendo o saco.

Você pode estar pensando que estou sendo aversa ao fato de que o feminismo deve lutar por direitos iguais e que a violência é algo inaceitável e tudo mais. Não é este o fato. Acredito e muito na questão da igualdade e da não violência para com todos, tanto na igualdade de gêneros quanto na concepção de ideias sobre os desejos de homens e mulheres.

O problema é que desde que a internet se tornou um palco central de opiniões, divulgações e troca de ofensas, nada mais parece fazer sentido em haver um debate coerente sobre algumas questões cabíveis a fatos. Acessamos ou assistimos todos os dias a milhares de informações ou comerciais, novelas e filmes onde a realidade nos cerca. Há livros que contam dramas diários de pais e filhos, há novelas que relatam a parte rica e pobre da sociedade, há comerciais que mostram mais da mulher ou do homem do que alguns desejam.

A questão é que o entretenimento leva até o espectador aquilo que de alguma forma ele espera. O problema porém também se dá ao fato de que a conversa ou as explicações se tornaram triviais e as pessoas agora exigem que tudo seja mudado pela sua vontade porque fere seu ego. Sim, seu ego.

Vai dizer que você não pensa no tempo em que podia chamar suas amigas de qualquer apelido por brincadeira e elas acharem graça sem se ofenderem por saber que aquilo era uma brincadeira? Ou chamar seu amigo negro de negão porque era esta forma que ele gostava de ser chamado ou então seu amigo gay ser aquele amigo cheio de gírias e alegria porque podia sem ser julgado? Hoje você não para e pensa duas vezes?

Essa geração mimimi que vê defeito em tudo e crê no empoderamento total, no não-me-toque que eu te processo, ou no se falar isso mostro para todo mundo com um vídeo? Essa geração que fica procurando motivos para xingar e criticar qualquer coisa e qualquer pessoa porque acredita que este deve ser o modelo correto de atitude. Que confundem direitos com falta de educação.

E se ao invés de o pai somente explicar para a filha que a questão do outdoor é sobre um filme e um vilão? Ou ele proíbe a filha de assistir a todos os desenhos ou a ver filmes onde as princesas também sofrem o mal de bruxas más? Este é o fato da chatice. As pessoas estão tão fadadas a não terem o que fazer para se sentir felizes com algo que acham motivo em tudo para reclamar.

E daqui a pouco uma brincadeira vira um pé de guerra e aos poucos as pessoas vão preferir ficar caladas a fazer amizades. É uma geração que já prefere ficar em casa presa a um computador do que sair na rua para ver o que a natureza oferece e a alienação das mentes só será piorada cada dia mais.

E não falo de somente uma geração. Falo de várias. E chegará o dia em que a única coisa que veremos em um outdoor de um filme que amamos ou que esperamos que seja aquilo que conhecemos seja modificado porque as mentes não racionais não conseguem entender certos significados e a visão seja a da foto abaixo.



Ah e pode acreditar, que a mesma geração mimimi que reclamou antes, vai reclamar deste também!



14 comentários:

  1. Essa geração mimimi já encheu o saco! As pessoas confundem muito as coisas hoje em dia. Confundem feminismo com sexismo, confundem a realidade com a ficção e reclamam de coisas sem sentido. Muito bom o texto e concordo com você. Essa geração mimimi deveria arrumar coisa melhor pra fazer!

    ResponderExcluir
  2. Finalmente alguém com a mesma opinião que a minha.
    Sou mulher, mas honestamente? Odeio o feminismo e o mimimi que as pessoas causaram por causa disso.
    As pessoas (principalmente as mulheres) esqueceram por qual motivos o feminismo existe que se for resumir num geral seria o respeito a mulher e o respeito abrange muita coisa, porém muita gente tem levado o conceito de estupro e agressão a niveis enfadonhos. Fico indiginada com isso. Porque sobrou para tudo desde desenho animado a filmes, qualquer briga em cena as pessoas já ficam AIMEUDEUSTAESTUPRANDOELA. Oi?
    Ontem um advogado foi num programa local e falou que se um homem tocar numa mulher sem ela querer pode ser tentativa de estupro. Na hora pensei na cena "eu num bar um cara moh chatão bebado encosta em mim me enchendo o saco, se eu quiser ir na delegacia denuncia-lo posso"...Tipo isso, é absurdo demais. Acredito que ate a própria lei ficou radical demais.
    Estupro é sério demais, agressão a mulher é sério demais, agressão infantil também e as pessoas estão banalizando demais algo que é sério e é crime.

    Longe de mim defender um criminoso, não é isso. Mas minha visão para toda essa banilidade que se causou é diferente.O Feminismo que seria para defender o respeito a mulher (no qual apoio e acho digno) virou escola de samba :(

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post. Falou tudo. Ai, indo na onda da mídia e redes sociais, fica tudo sendo farinha do mesmo saco. Não há mente criativa para separar o certo e o errado?
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Falou tudo em um único post, mandou super bem. Já torrou a paciência com esse mimimi e muita frescura.

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Nossa adorei o post sério. Recentemente todo esse mimi tem sido realmente um saco. As pessoas esquecem que mais do que uma ação, a intenção é o que realmente importa. Se estamos tratando de um filme, com um vilão (como nas suas fotos), obviamente haverá cenas desse tipo e não necessariamente uma incitação a violência/crime. Durante muitos anos, músicas de funk, cada vez mais relatam sexo, violência, dentre outras coisas, o que poderia também ser chamado de incitação ou analogia ao crime certo? Mas as várias mesmas pessoas que fica nesse mimi de um filme uma foto, se soltam nas músicas quando tem uma festa e tocam funk. Sinceramente está tão difícil viver nesse país.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu curtiria esse post mil vezes..
    Vc falou tudo!!!
    Tá enchendo o saco sim, já tô por aqui..
    Noss, tô saindo até do facebook por uns dias, tá demais.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Menina, nem me fale. Tudo o que se fala hoje em dia é mal interpretado.
    Eu tenho um cachorro que chamamos de Negão, pois ele é inteirinho da cor preta. E um dia no serviço, eu comentei que o Negão tinha aprontado algo em casa. Logo um falou que não poderia chamar dessa forma, que tinha que falar um outro termo. Ai que comentei, é meu cachorro, como vou chamar ele de outra coisa.
    Está muito dificil hoje em dia.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Oi linda,

    Esse é um assunto beeeem delicado.
    Sou estudante de Ciências Sociais e sei o quanto é chato qualquer fato virar uma briga sem fim e muito menos lógica.

    Não sei se ESSA geração é insuportável. Somos apenas reflexo de uma Humanidade sem estudos prévios sociais e normais sociais que extrapolam os níveis aceitáveis da convivência humana.

    Primeiro, a Sociedade foi inventada e claro que um dia a convivência se tornaria um saco e isso vemos em todos os relacionamentos. Você pode amar alguém muitooooo, mas uma hora vai ficar incomodada com a presença dela, a voz, a proximidade e tudo mais...intimidade gera quebra de delicadeza e bom senso.
    A internet invadiu a privacidade e tem dado novos significados a vários conceitos e isso destrói a harmonia social e gera esse caos total. Não são os outros que são chatos ou movimentos sociais, mas o quanto de importância que darmos a algo.

    Os movimentos sociais existem para reclamar sua voz e terem seus direitos cumpridos e isso é garantido de forma legal, mas nunca teremos uma convivência pacífica enquanto não enxergamos que o problema se baseia em uma falta de educação primária e que se intensifica com o uso da internet de forma maléfica.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi!!
    O que tá chato é que tudo vira motivo de polêmica, o povo faz mimimi por qualquer coisa.
    Eu tento me mantar afastada de tanta coisa que anda acontecendo nas redes sociais.
    As pessoas não respeitam mais a opinião alheia e isso é um saco.
    Muito legal você ter falado sobre isso no blog.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  10. olhaaaa
    tá chato viu...

    a mesma mídia social que tanto nos ajuda e aproxima, infelizmente trás esse tipo de mimimi ridículo e sem sentido!!!

    concordo contigo e adorei o teu texto...

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Amei o seu post, você falou tudo que estava engasgado em muita gente. Fiquei bem chocada quando soube de toda essa polêmica envolvendo o cartaz, até porquê estamos falando de um filme , de uma franquia em que é normal ter esse tipo de cena. As pessoas estão criando caso por nada, desse jeito tudo que um vilão vai poder fazer é, sei lá, mandar flores para os seus inimigos O.o . Enfim, parabéns pelo post. =)

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, gostei bastante do post...Eu ainda não tinha visto esse cartaz e achei bem engraçado. Não creio que estão criando caso por causa disso, affff.

    ResponderExcluir
  13. Oie
    uau, é um assunto totalmente delicado e eu sinceramente prefiro não expor minha opinião por aqui, mas legal você se posicionar

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi!!
    Nossa que post!
    Menina adorei o seu ponto de vista e concordo com você em muitas coisas. É muito mimimi para pouca ação e isso me irrita de tal maneira...

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos