05 maio 2016

19

Em Busca das Borboletas - Volume I - Margarida Pizarro! [Resenha #296]


Maria Mendes tinha 22 anos quando resolveu que morar em Nova Iorque e seguir o seu sonho de trabalhar com moda e estudar mais a área era o seu sonho e ela o seguiria. Era luso-americana e sua família se mudara há algum tempo para os Estados Unidos. Agora Maria morava na capital da maçã enquanto seus pais moravam próximos dali, há apenas alguns minutos de trem. 

Maria morava em um pequeno apartamento e se virava como podia, trabalhando aqui e ali enquanto não conseguia o emprego desejado na área. Tinha duas grandes amigas a quem denominava mosqueteiras que eram totalmente inseparáveis: Alícia, uma garota rica e que tinha tudo o que queria e Joan que também tinha uma vida privilegiada. Elas não se largavam nunca e a única que estava comprometida com um amigo de longa data era Joan.

Quando Maria menos esperava, sua amiga Alícia conseguira um emprego para ela na grande revista de moda Fashion Details como assistente de produção, onde ela também trabalhava. Foi lá que ela começou a perceber que o mundo verdadeiro do glamour pode parecer mais cruel do que aparenta ser nas revistas e que se manter chique e em dia custa mais do que apenas alguns dólares. Mas é lá também que ela conhece o Sr. Smith, o gerente de recursos humanos que chama atenção pelo porte e pela beleza estonteante.

Aos poucos a vida de Maria vai entrando nos eixos e quando sua amiga Joan é pedida em casamento e comemora com uma festa é lá que ela conhece Dale Sloan, um homem sedutor que não tem a melhor das reputações e que está para se candidatar a prefeito de Nova Iorque mas que por algum motivo acaba se sentindo atraído por Maria.

Em meio a encontros e desencontros os dois iniciam uma amizade que vai dar início a diversas aventuras e emoções e muito mais conflitos que Maria poderia esperar. Ela que buscava um amor tão calmo e natural vai perceber que a sensação de ter algo sempre ao seu lado se tornará tão forte que talvez o caminho seja livrar-se deste sentimento. Mas algumas coisas podem nunca acabar.




Autora: Margarida Pizarro
Título Original: A Carta da Minha Vida
ISBN: 9789895114245
Páginas: 444
Ano: 20154Gênero:  Ficção /  Romance
Editora: Chiado







Sabe quando você bate os olhos em uma capa de livro e ela te chama atenção? Normalmente é isto o que primeiro acontece com a maioria dos leitores. Neste caso a capa de Em Busca das Borboletas acabou não sendo o meu foco principal apesar de que a mulher estampada na capa me remetia a algo bastante sonhador. O que realmente acabou me chamando de imediato foi o nome do livro. Pensei que poderia ser algo relacionado ao amor, ao a uma aventura ou realmente a uma busca de sonhos, já que sempre remetemos borboletas quando temos algo novo e que elas remexem em nosso estômago. 

Desta forma também pesquisei em alguns blogs e percebi que pessoas que tinham lido este livro que já está em sua terceira edição, tinham aprovado a leitura. Não tinha como deixar de tentar ler com meus próprios olhos e ter minha própria opinião a respeito. A sinopse remetia a algo que eu gosto de ler: garotas engraçadas, oda e tudo envolto por uma cidade grande e logicamente que deve haver amor envolvido.

Para quem não sabe, os livros da Chiado podem ser tanto em nosso português "brasileiro" quanto o português de Portugal que acabou sendo o caso deste livro. Já li livros deste linguajar e afirmo que não há problemas nenhum já que você consegue compreender facilmente as palavras e algumas que não são de nosso costume você pode pesquisar ou da mesma forma entende o contexto na frase.

O livro é bastante divertido ao contar a vida de Maria Mendes e mostrar a vida nela ao se encaixar em sua nova profissão. Os capítulos em que ela conhece a revista, os cenários estilo O Diabo Veste Prada, os momentos de transformação e até as marcas e modelos de roupa que ela cita são uma referência à parte, já que conheço pouca coisa de moda. 

A amizade entre Alícia e Joan, que formam o que elas chamam de as mosqueteiras é algo legal pelo contexto de amizade, mas isto foi algo que me incomodou um pouco ao longo da história, porque mesmo que elas estivessem sempre juntas, a repetição do apelido do grupo se torna excessivo e cansativo e sabemos que quando temos amigas fiéis elas estarão ao nosso lado, mas a autora usou esse apelido com tanta frequência que em certo momento começou a me dar ódio daquela denominação.

O livro é bastante extenso para o tema proposto, sendo que algumas partes poderiam ser facilmente descartadas. O relacionamento entre Maria e Dale é o ponto alto da história e chega a ser algo em momentos um tanto sutil e em outros algo pesaroso. Na verdade para mim aconteceu tudo muito rápido. Eles se conheceram e cerca de duas semanas para dois meses é como se já estivessem casados. 

É um livro mais juvenil ao meu ver e quando chegou ao final do livro ele termina de uma forma tão abrupta que fiquei me perguntando se o livro tinha algum problema de edição ou se terminava daquela forma mesmo e sim, terminava daquela forma, já que tem o segundo volume.

Você vai encontrar um pouco de tudo. Desde amizade, amor, drama e por assim adiante, mas não há como ler este livro sem ler a continuação, pois assim você vai ficar se perguntando o que realmente aconteceu e o que virá em seguida. Não foi o final perfeito, agora veremos se a continuação será o esperado.



19 comentários:

  1. Oi Greice, tudo bem? Estou bem interessada em alguns títulos da Chiado e esse também parece ser promissor. Fiquei bem curiosa por haver tantos elementos em um único volume, e sobre o desfecho que você comentou. Bom,se vai ter a continuação as respostas serão encontradas a seguir eu acredito. E pelo que entendi as coisas acontecem bem rápido mesmo. Não gosto muito quando isso acontece sabe...
    beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi Greice, a capa não me chamou muito a atenção, mas o titulo sim, porque amo borboletas. Gosto de livros que trazem histórias com vários elementos como o amor e a amizade, drama, reflexão e mais coisas ainda, porem desanimei em saber que é uma serie. Estou em um momento de livros únicos.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Ivi, foi o mesmo que aconteceu comigo, eu também amo borboletas, tenho uma tatuagem até.

      Excluir
  3. Oi Greice
    Engraçado que assim como você, me interessei mais pelo nome do que pela capa e olha que eu amo capas de livros!
    Gostei da história e pela sua resenha me pareceu uma leitura leve, para ser lida muitas pretensões e se divertir.
    Quase não leio livros da Chiado, mas vou anotar a dica.
    Amo borboletas. Tenho uma tatuagem dela no pé!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Olá Greice,
    Infelizmente, não me senti atraída pela leitura.
    Apesar disso, não posso negar que a temática do livro é bem interessante a temática do livro. Uma coisa que me desagradou são essas partes que poderiam ser descartadas.
    Enfim, não fiquei com vontade de ler, mas é um livro interessante.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  5. Eu também me encantei por essa capa e faz tempo que estou pra solicitar para a editora mas sempre acabo pedindo outro. Adorei ver a sua resenha mas esse final, assim do nada, me deixa meio irritada kkk mas enfim, o que vale é a história no geral e parece que vou gostar bastante dele. Só um detalhe, eu tenho pavor de borboletas, sério mesmo!! corro, grito e até choro de medo.

    ResponderExcluir
  6. Confesso que apesar de a premissa não ter me prendido tanto a atenção, acabei ficando curiosa para ler, sabe? Não gosto de finais abruptos ou que me deixam com cara de paisagem, mas que bom saber que tem continuação, né? rsrs
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Greice
    Já eu, como uma primeira impressão, eu gostei da capa e ficaria curiosa por ela. Na verdade, nunca tinha escutado falar no livro.
    Eu acho que nao iria gostar tanto de ver um relacionamento tão rápido. Parece que a obra não é bem desenvolvida quando isso acontece.
    Não sei se leria por isso, mas quem sabe um dia me anime.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Greice!
    Achei ótimo o seu incentivo à leitura de obras em Português de Portugal, pois sei que algumas pessoas ficam com receio de não compreender a leitura e acabam não lendo por conta disto.
    Agora sobre o livro; já na sinopse eu tive algumas opiniões que foram reforçadas pela sua resenha de que no livro a história parece lenta em alguns momentos e apressada em outros!
    Ele realmente me lembra um pouco do enredo do filme "O diabo veste Prada" e sinceramente espero que no segundo e terceiro volumes você consiga entender melhor os pontos de corte do mesmo e a histótia como um todo!
    Bjinhos,
    Elaine M. Escovedo

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro, mas a premissa é ótima!
    Apesar de gostar de livros que tragam esse tema, e tenham um pouco de tudo, como amor, amizade e drama, acho que não leria no momento... Estou fugindo de livros que tenham continuação. Mas ótima resenha!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Eu confesso não ter ficado tão instigada assim com o livro, mesmo achando a sua resenha ótima e super explicativa. Apesar de eu gostar da mistura de vários elementos, não foi uma premissa que me fez ficar instigada a ler. Fico feliz que você tenha gostado. A editora tem lançado muita coisa boa. Se eu tiver a oportunidade, vou ler sim. :D

    beijo!

    ResponderExcluir
  11. Olá!! :)

    Já ha algum tempo que ouço leitores esse livro elogiarem-no.. :) Bem, achei a historia interessante! :)

    E o facto de ser juvenil e ter esse mix de temas e emoçoes.. :) Sao as borboletas!! :) ahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  12. Ola Greice eu li esse livro e amei a leveza da história, a escrita da autora flui muito bem são 500 páginas que você lê sem perceber, o final do livro é desesperador, ainda não li o segundo livro espero ler em breve e descobrir como ficará nossa casal. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Greice.

    Apesar de achar bem interessante a premissa da história, não sei se leria o livro. Essas 444 páginas já me dão medo hahaha Mas pelo que eu li, a história parece ser bem fluida. Vamos ver né...
    Fico feliz que você tenha gostado do livro, apesar do final ser diferente do que você esperava. Se terá um segundo livro, então com certeza suas perguntas vão ser respondidas lá. Assim espero!

    Beijos,
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  14. sim sei como é ficar deslumbrada com uma capa, e essa esta realmente linda, é um sonho de consumo para qualquer um morar em outro estado pelo menos para alguns creio eu, achei o enredo interessante, Gosto bastante de livros essa pegada.

    ResponderExcluir
  15. Oi, flor.
    A capa e o título são mesmo muito sugestivos e belos. Entendo completamente o seu interesse na leitura através deles. Mas sua resenha não é a primeira que me apresenta essas fragilidades e, por isso, já tinha descartado o livro há algum tempo. Uma pena que a autora não conseguiu explorar o enredo como poderia, pois o humor nele presente poderia torná-lo ainda melhor se não fossem os excessos e o final abrupto. :/

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Greice, faz um certo tempinho que sinto vontade de ler esse livro. Acho que ele trás uma proposta bem bacana e juvenil, e estou precisando disso no momento. Quero ver se esse ano ainda consigo ler ele para ver o que eu acho. Estou super curiosa.

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/05/resenha-pode-beijar-noiva.html

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Achei bem interessante a proposta do livro, um romance em NY e ainda por cima tratar de moda.
    Mas fiquei bem triste com os buracos da história, ou os trechos desnecessários na trama, pois isso ao meu ver atrapalha bastante.
    Enfim, não é um livro que eu leria no momento

    ResponderExcluir
  18. Eu adoro ler e comprei os dois volumes de em Busca das Borboletas, também por causa do título, contudo fiquei muito arrependida de os ter comprado.
    Foi quase um sacrifício para ler o primeiro livro, simplesmente achava tudo muito cliché e realmente posso considerar que foi o pior livro que algumas vez li. Comecei a ler o segundo por pura curiosidade depois do final tão abrupto do primeiro volume, porém estou a tentar lê-lo à dois meses e nem a metade vou porque não estou com o mínimo entusiasmo...
    Eu não recomendo, mas são opiniões.
    Beijinho!

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos