24 maio 2016

4

Deslembrança - Cat Patrick! [Resenha #299]


London é uma adolescente que frequenta normalmente o ensino médio, tem uma melhor amiga que está sempre grudada com ela, tem sonhos e devaneios como qualquer garota de sua idade. Porém há algo que definitivamente ninguém mais possui: ela não lembra nada do passado, somente coisas do futuro e de pessoas que estão em sua vida.

Quando era criança, aos seis anos de idade, London sofreu um acidente que a fez ter um sério problema e todos os dias às 4:33 da madrugada seu cérebro reinicia fazendo com que ela esqueça tudo o que aconteceu nos dias anteriores e as pessoas que conheceu, exceto as que já conhecia antes do acidente. Por isto, London cria anotações diárias para poder lembrar de detalhes e vivências e assim não se tornar tão estranha.

London também tem o dom de prever cenas do futuro. Uma prova que irá acontecer, uma pessoa que poderá se machucar, a roupa que ela deve usar no outro dia para que alguém não ria de sua cara, já que na escola ela é sempre a escolhida para ser a brincadeira de alguns. E mesmo assim ela prefere não revelar nada para que cada um tome suas ações, exceto quando pode ser algo muito ruim.

Quando London conhece Luke, ela percebe que se apaixonar pode ser algo maravilhoso, mesmo tendo que fazer milhares de anotações todos os dias para que ele não perceba que ela se esquece dele diariamente. E Luke aos poucos vai ensinando a Londos o que é se aventurar em coisas diferentes que ela nunca imaginou fazer.

Mas sonhos estranhos e visões diferentes surgem para London e ela passa a ver um futuro arrepiante. Ela não consegue mais identificar a verdade ou a mentira em tudo isto e aos poucos vai descobrir muito mais coisa que estava sendo escondida pela sua segurança, mas que na verdade, a jogavam direto para o abismo ao qual ela pode não sair mais.




Autora: Cat Patrick
Título Original: Forgotten
ISBN: 9788580571622
Páginas: 250
Ano: 2012
Gênero:  Ficção / Suspense / Fantasia
Editora: Intrínseca





 

No momento em que me interessei por este livro eu fiquei pensando um pouco mais sobre o que a capa poderia traduzir. Sim, sou daquelas que tenta entender o que uma capa bem elaborada pode resultar das palavras que vou ler impressas após abrir o livro. Se for analisar a capa nacional há um quê de sonho, um quê de vida imaginária e fantasia e não é algo que fuja totalmente do contexto, apesar de que a história também tem um pouco do lado sombrio que as capas acima que foram publicadas em países diferentes mostram.

Em um segundo momento fui para algumas resenhas para sentir um pouco a opinião de pessoas que tinham já lidado com o sentimento da leitura e confesso que não tinha sido agradável o que li. Há momentos em que certas resenhas podem levar você para perto ou longe de uma obra e também devo dizer que nem sempre isto é bom. Foi o meu caso, porque Deslembrança para mim foi uma ótima surpresa pelo ponto de vista de fantasia, mesmo que se pareça um pouco com outras histórias sobre perder a memória.

A diferença primordial é que o mistério envolve um pouco além de somente a perda de memória que a personagem de London sofre diariamente. No início fiquei pensando em como seria uma pessoa ter que viver relacionando tudo o que fez durante o dia em bilhetes e tópicos e ter que reler ao acordar para poder perceber o peso de tudo e depois ainda a questão de saber sobre algumas partes do futuro, inclusive o dela mesma. Isso já é bastante para uma boa parte do livro da autora, e claro que o romance não deixa de ter uma parte clichê para mostrar que apesar de todas as dificuldades também há um lado adolescente que quer viver intensamente.

Mas foi mais pelo mistério e pelos sonhos e pesadelos que London tinha e a maneira que a autora traduziu isto que mais me chamou a atenção. Aos poucos o leitor vai entendendo tudo o que acontece e quando finalmente todas as cartas são entregues você se pega pensando que as páginas estão chegando ao fim e que você sequer vai saber do que vem depois, porque infelizmente não há uma continuação e fica somente um gostinho de quero mais.

Mas é uma obra que fala de amizades, de sonhos, de proteção e de fragilidade e força. Queria que a autora traduzisse a continuação em uma garota um pouco mais adulta e que mostrasse o que ficou e assim poderia tirar muito mais dúvidas da minha mente, mas por enquanto Deslembrança conseguiu tirar as más impressões que algumas resenhas deixaram. Nem sempre acredite em tudo o que lê!









4 comentários:

  1. Amei a resenha. Fiquei super curioso em ler esse livro. Ele me lembrou um filme que vi no cinema há alguns anos

    ResponderExcluir
  2. Acho que gostei mais das capas gringas, a nacional ficou tããão adolescente. Mas gosto da temática do livro. E a classificação de suspense sempre me deixa curiosa.
    Greice eu quase nunca leio resenha em outro blog antes de ler o livro ou de fazer a minha resenha, pois tenho medo de acontecer o que aconteceu com vc, uma espécia de "contaminação".
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, adorei a sua resenha e já li esse livro e confesso que gostei muito, mesmo vendo resenhas negativas acerca dele, achei bem escrito e é um bom livro para ler no feriado e se distrair, sem muitas surpresas ou grandes reviravoltas, mas acho que o livro vale a pena ser lido. Amei a resenha.
    bjus

    ResponderExcluir
  4. Ooi
    Amei a resenha!!
    Não conhecia a autora, a premissa é bem interessante, chamou bastante minha atenção. Amo o gênero e por tratar de sonhos me interessa mais ainda haha
    Espero poder ler algum dia!

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos