06 abril 2016

32

Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon! [Resenha #290]



Madeline Whithier está prestes a completar dezoito anos e mesmo assim não lembra-se de ter pisado do lado de fora de sua casa. Sabe que um dia quando bebê já foi para a praia, para alguns lugares, mas uma doença grave a acometeu. A doença denominada Imunodeficiência Combinada Grave faz com que qualquer tipo de sujeira, ou substância presente em um perfume, produto de limpeza ou até mesmo em uma planta a deixe doente a ponto de morrer.

A casa onde mora com sua mãe, Pauline, que é médica, é totalmente equipada com filtros de ar. As janelas são todas lacradas e a porta de entrada tem um sistema de limpeza e purificação de pessoas. Madeline nunca sai de casa, nunca conhece outras pessoas e nunca ninguém a tocou além de sua mãe ou a sua enfermeira. Ela vive com seus inúmeros livros que são limpos e enviados à vácuo, aprende tudo por aulas on-line e a cada duas horas toda sua saúde é checada.

Até que um dia uma família se muda para a casa ao lado de Madeline. A última vez que isto aconteceu, a garota tinha oito anos e quando os vizinhos foram embora ela ficou meses sofrendo por eles. Agora ela jurava que seria diferente, que tinha crescido e aprendido a lição. Na casa havia o pai, a mãe, a irmã e Olly, o garoto alto e lindo de olhos azuis. Isto foi o que mais Madeline conseguiu notar.

Ao passar dos dias a concentração de Madeline começou a mudar. Ela ficava espreitando na janela aquela família estranha que vivia discutindo. O pai da família geralmente estava bebendo e gritando com todos. Até que um dia Olly a vê e chama a sua atenção e a partir daí ambos começam a conversar através da internet.

Coisas diferentes começam a mover a vida de Maddy. Carla, a enfermeira, começa a permitir visitas de Olly, após ele passar por toda a fase de purificação e mesmo assim jamais podem se tocar ou chegar perto um do outro. Aos poucos Maddy descobre o que é estar apaixonada e a doença que seu corpo produz vai colocar em risco tudo, inclusive o que ela sente por Olly.

E quando um segredo grave é guardado a sete chaves ninguém pode descobrir a verdade ou então todas as vidas podem mudar drasticamente.



Autora: Nicola Yonn
Título Original: Everything, Everything
ISBN: 9788581637884
Páginas: 304
Ano: 2016
Gênero:  Ficção /  Amor / Drama
Editora: Novo Conceito







 


Este mês chegou o tão aguardado lançamento da Novo Conceito: Tudo e Todas as Coisas, que chegou ao topo da lista de mais vendidos do jornal The New York Times. A editora já estava anunciando este lançamento desde o ano passado e estava fascinando muita gente com uma esperança de história chick-lit que era para arrebatar corações. Agora a história da menina que não pode sair nunca de casa devido à uma grave doença começa a pipocar em blogs e redes sociais para encantar ainda mais os leitores. Mas o que de fato causou tanta mágica assim?

Não vou poder comparar este livro com algum outro do gênero. A Culpa é das Estrelas, Zac e Mia, ou qualquer outro que trate de um tema em que algum dos personagens tenha algum tipo de doença eu posso dizer que não li. Não que eu fuja de assuntos como este, mas quando sei que o livro é de um drama que vai ficar me fazendo chorar em potencial já deixo de lado o desejo. 

Tudo e Todas as Coisas tem uma pitada diferente nesta questão. A personagem de Madeline é uma garota que não fica se martirizando sobre a doença que possui. Aceita de uma forma tranquila, mesmo sabendo que precisa a todo instante medir a pressão, a febre, os batimentos cardíacos e afins para saber se seu corpo está reagindo normalmente. Ela sempre viveu da forma em que podia alcançar tudo do lado externo através da tecnologia por computador ou telefone e nada mais. Não possui amigos que não sejam virtuais e sua melhor amiga é a sua mãe.

A verdade é que a história mostra os pequenos detalhes disto tudo. Tudo o que Madeline anota de diversas formas em seus cadernos: seus sonhos, seus desejos, suas descobertas. Como ela sonha um dia poder conhecer tais lugares no mundo ou inventar algo que ainda a vá fazer poder pisar do lado de fora de sua casa. Ela vive em uma casa confortável, mas para quem fica 24 horas por dia assim, nada parece bom o suficiente.

E como se isto não bastasse surge Olly, o vizinho com uma família problemática para mostrar a Madeline que nada na vida é perfeita e que mesmo assim Olly deseja conhecer mais sobre aquela menina que não pode sair de casa. É como uma troca de curiosidades. É a preocupação de quem está do lado de fora e o sentimento avassalador de quem está do lado de dentro.

O livro é lindo em relação à diagramação. Tem diversas páginas mostrando em forma de desenhos o que pensa Madeline e o que ela faz. Tem em forma de diálogos virtuais as conversas com Olly. É um livro adolescente que cativa pelo seu jeito simples de ser. 

O único ponto negativo da trama é que antes da metade do livro eu já saberia qual era o final e não estava errada. Não posso falar muito sobre para não ficar muito nítido, mas as peças que vão se encaixando são muito rápidas e lógico que fica transparente para o leitor. Mas o brilho não se perde quando duas pessoas diferentes tendem a tentar viver suas vidas difíceis como uma troca de experiência juntos.



32 comentários:

  1. Oi Greice, tudo bem?
    Amo acompanhar seus comentários sobre os livros porque eles sempre são muito bem compreendidos. Sobfe esse livro... aiiii, só posso dizer que preciso muito ler. Fiquei curiosa desde que soube de seu lançamento e fiquei apaixonada pela sinopse. Claro que sua resenha me deixou ainda mais instigada. E conhecendo bem a editora, sei que a edição deve estar maraavilhosa.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Estou em um estado febril de curiosidade para ler este livro. Gosto desta abordagem dramática da doença, da luta da família e claro, se tiver um romancinho, vou curtir mais ainda. Que pena que você matou o final antes da metade do livro, e talvez isso aconteça comigo, mas ainda assim, quero muito ler. Achei a capa brasileira, bem fraquinha, as gringas me chamaram mais a atenção.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, eu ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro e você prendeu minha atenção na sua. Ao contrário de você, esses livros que prometem nos fazer chorar são os que mais me atraem kkk por enquanto, mas acho que via ter uma hora que vou querer correr deles. Achei essa trama bem diferente e fiquei curiosa com a leitura

    ResponderExcluir
  4. Oi Greice, sua linda, tudo bem?
    Eu sumi um pouco, pois além de ficar sem internet de novo, imobilizei minha perna, estou me recuperando e voltando aos poucos. Estava com saudades de vir aqui!!! Mesmo sabendo que ela lida bem com a doença dela, só por você ter falado que já sabia como seria o final, meu coração ficou apertado!!! É tão difícil decidir, viver a vida inteira presa, sem nenhuma experiência, sem as emoções do primeiro amor, ou arriscar a ter um pouco de vida??? Tenho certeza de que irei me emocionar com a história deles. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.

    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiie Greice, tudo bem?

    Juro que pensava que o livro de tratava de outra coisa. Fiquei encanta com ele. Adoro livros de superação e que quem está doente não fica se martirizando, mas tenta conviver com ela. Fiquei mega curiosa para saber se eles ficarão juntos. Pretendo ler ele nesse próximo mês.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Greice, tudo bem?
    Essa semana que passou vi muitos comentários desse livro no instagram, mas não tinha lido nada a respeito. Não sabia que a história era assim, e confesso que quero ler o quanto antes.
    Adorei sua opinião sobre o livro, apesar de ter citado que já sabia o final antes da metade do livro (oque perde alguns pontos) acho que vale a pena da uma chance, parece que vou chorar lendo ele kkkk
    beijos
    Leitura Nossa

    ResponderExcluir
  7. Oi Greice,

    Estou vendo a NC fazer muito barulho por causa desse livro. Acho a formula dele já conhecida e por isso não me chamou tanta atenção. Sua resenha até despertou minha curiosidade, mas nada que me deixe desesperada para ler.
    Gostei da capa que a NC fez, as internacionais que você colocou também são lindas.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  8. Oi Greice, sabe que desde que eu soube sobre o lançamento desse livro eu já tinha ficado bem curiosa com ele, ele parece ter uma trama cativante e emocionante, bem diferente do que estou acostumada a ler. E isso despertou minha curiosidade de um jeito! Sua resenha está ótima e não vejo a hora de conferir a leitura!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá Greice,
    Gostei muito quando li o livro. Diferente de você, não previ o final, mas não gostei da falta de explicação que tivemos. A verdade é que fiquei bem angustiada para saber o que aconteceria e veio um balde de água fria.
    Como você disse, a Maddy não fica se martirizando pelos cantos e isso é um ponto positivo para ela.
    Adorei sua resenha, ver outro ponto de vista é sempre bom.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  10. Oi *---*

    Quero muito ler esse livro e estava maluca para ler logo, mas ai vi uams resenhas e percebi que o livro é mais focado no romance do que os temas reflexivos e meio que me decepcionou um pouco, vou esperar essa impressão minha para poder ler sem peso na consciência.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?

    Esse livro ta no hype, já vi várias resenhas sobre ele, então to sacando as parada tudo já HAHA enfim, todos adoraram, mas também reclamaram um pouco do final e da previsibilidade. Infelizmente isso me mata um pouco, porque gosto de ser surpreendida. Mas a premissa é bem bonita e acho que vai ser bem legal realizar a leitura. :D Parabéns pela resenha!

    beijo!

    ResponderExcluir
  12. Eu preciso desse livro REALMENTE PRECISO.
    Li 4 resenhas megas positivas sobre esse livro essa semana, essa é a segunda de hoje e caramba, que livro com uma premissa maravilhosa.
    Não conhecia adoença Imunodeficiência, nem nunca tinha ouvido falar, mas sabe o que me lembra? Daquele filme que a mãe cria o filho dentro de uma bolha, e ele resolve sair pelo mundo mesmo dentro da bolha, pois acha que tem essa doença (acho que é essa doença).
    Ao contrário de você, se eu sei que um livro é de drama, sick-lit, e fez alguém chorar eu já saio feito louca para comprar kkkkkk
    Esse está na minha lista com toda certeza.
    O unico ponto negativo, é realmente triste. Espero não saber qual é o final hehehehe antes de chegar nele.
    Amei a resenha

    ResponderExcluir
  13. Greeiceee, este livro está na minha wishlist. Eu cheguei a ler os primeiros capítulos dele no ano passado, quando a NC mandou aquela degustação e fiquei mega curioso para continuar lendo. Possa ser que eu goste de ficar com o coração apertado, mas gosto de livros desta temática, me faz refletir bastante. Porém, é bom saber que Madeline não fica se lamuriando durante o livro, mesmo que tenha uma doença.
    Aff, e é tão ruim quando desvendamos um final do livro antes do término.. Mas acontece até nos melhores livros. Bjs!

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Eu li esse livro no final de semana, e gostei bastante da trama. De um jeito bem leve de descontraido, quando percebemos, praticamente devoramos o livro. E eu não imagina o final! Foi surpreendente, gostei bastante.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  15. Oi, Greice.
    Adorei a resenha... Apesar de não gostar tanto de livros em que um dos personagens estão doentes, fico curiosa e acabo lendo mesmo ficando triste ao longo da leitura rsrs
    Gostei bastante da proposta desse livro!
    Bjos,
    Helena

    http://leitoranaholanda.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá Greice tudo bem?

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, confesso que não dava nada mas sua resenha mudou minha opinião....bjs.


    http://www.devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. OI!!

    Antes de tudo me deu uma clara impressão de erro gramatical na sinopse, no primeiro paragrafo. Sei que esse comentário é grosseiro, mas realmente um erro bem grave e evidente, pois lendo parece faltar algo. Mais enfim, falando sobre o livro. Estou meia cansada desses dramas adolescentes e esse não é um livro que me atraí. Mesmo sabendo que contrariando todas as evidências e Madeleine não ser aquela protagonista que culpa sua falta de sorte, ainda sim parece que o livro falta aquele Q de mais alguma coisa. E imagino a curiosidade de Olly, afinal ter uma vizinha com uma doença que não permite sair de casa é um assunto peculiar. O final ser previsível tem sido algo bem comum nos livros que li recentemente. Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Ola Greice fiquei com medo desse final, gostei da premissa e imagino a situação do protagonista que também deve sofrer nessa situação, mas acredita que a mensagem do livro seja justamente essa levar algo a mocinha, como amizade que sempre foi podada devido a sua doença. Quero ler com certeza. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  19. Adoro quando a protagonista é forte, mesmo que fisicamente seja fraca. :) Eu gostei muito de saber a sua opinião sobre esse livro, porque ainda não o li e já o quero pacas (rs). Eu gosto de drama, porque nos faz pensar sobre nossas vidas. Geralmente são livros que trazem a realidade nua a crua, mas também nos convidam a ver que podemos escolher como enfrentá-la. Com certeza quero ler esse livro, porque acho que – como aconteceu com você – será uma ótima leitura para mim.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi

    sabe que eu vi o livro na net, amei a capa, mas não imaginava do que se tratava? fiquei curiosa pra saber do tal segredo e pra saber se vão conseguir superar toda essa dificuldade e essa doença...

    tá aí um livro que eu quero ler loguinho!!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  21. Eu adoro sick lit , e estou louca para ler esse livro,não sei se irei me emocionar ,mas acho que o livro tem tudo para me cativar,os pontos positivos que você destacou formam o conjunto perfeito para que a leitura seja bem agradável para mim.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  22. Menina está todo mundo falando deszd livro e eu estou louca para ler ele!!! Deve ser muito triste leitura. JMA doença dessas não deve ser nada fácil e o pior é que ela é rara mais existe xd verdade acredita?
    O livro já está na minha lista!
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  23. Olá! Confesso que não estava dando muita ideia para este livro não, vi muitas fotos e tals mas a sua é a primeira resenha que leio. E fiquei com vontade de conhecer mais de perto esta trama. Já adicionei aqui à lista de desejados. =)

    Valeu pela dica! Ahh, sua resenha ficou muito linda. Parabéns!

    ResponderExcluir
  24. Oiee ^^
    Não conhecia esse livro até ontem, quando minha irmã apareceu com o dela aqui em casa...hehe' mas só de bater o olho na sinopse já imaginei que ele devia ser bom, por causa do tema *-* Parece ser um pouco diferente mesmo dos outros livros com protagonistas que possuem alguma doença, mas é uma pena que o final seja previsível :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Quando livros do gênero chegam no Brasil com um baita sucesso nas costas eu fico bem perdida, pois nunca ouvi falar, a premissa do livro não me faz ter uma urgência para lê-lo, pois não é todo romance e/ou sick lit que me arrebata, mas é bem legal o mocinho não ter a vida perfeita, mesmo sendo o clássico gatinho.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi
    Adorei suas impressões sobre o livro.
    Acabei de ler esse fim de semana e fiquei encantada com a diagramação e com a história em si, mas como você mesmo falou, na metade do livro dá para sacar qual será o desfecho.
    Mesmo assim, valeu muito a pena ler. Me apaixonei.
    Adorei a resenha.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  27. Adoro estes chick-lit ,mesmo estando um pouco saturada de livros do gênero ,este me chamou muita atenção e fiquei curiosa para conhecer mais sobre ele a historia aparenta ser bem comovente, o livro já esta na minha lista mais devo dizer que gostei bastante de sua resenha e fiquei ainda mais empolgada para iniciar minha leitura

    ResponderExcluir
  28. Fiquei muito curiosa para ler esse livro, pois aborda um tema novo e desconhecido para mim! Eu tenho algumas alergias bem fortes e sei como é horrível! Não consigo imaginar como é a vida de alguém que tenha alergia ao mundo... É algo que gostaria muito de descobri.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Olá!

    O livro foi muito divulgado, mas mesmo que a capa tenha chama atenção, eu não me interessei em ler ou ler resenhas sobre, essa é a primeira que leio, e não sei bem o que pensar. Não gosto de livros com finais previsíveis, e por isso estou hesitando tanto, esperarei ler mais algumas resenhas para decidir se lerei ou não. Gostei muitíssimo da sua resenha!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Oi Gre,
    Sei que a capa é linda, a história diferente, mas mesmo com os pontos bons não curti muito o livro se revelar tão rápido. No entanto vai que eu gosto. Um dia pretendo ler.

    Bjos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Oi Greice, tudo bem ???
    Sabe, no momento em que Tudo e Todas as Coisas começou a ser anunciado pela internet eu de cara pensei que não iria me interessar pela obra, não iria gostar do livro, não sentiria qualquer vontade de ler esse livro. Porém, conforme as resenhas e informações sobre a história e sobre o livro foram surgindo, eu pensei duas vezes, comecei a ver a obra com outros olhos e me encantei !!!
    Agora, após ler cada nova resenha, tenho mais e mais vontade de ler esse livro, de conhecer essa história. No final das contas, acho que irei curtir.
    Pena que você acertou sobre o final ... É sempre uma pena quando isso acontece né ?! Acaba uma parte da experiência com o livro ...

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  32. Oie!
    Eu li esse livro recentemente, e gostei bastante da narrativa. A história é bem leve, e assim como você, já imaginava o que estava acontecendo até a metade do livro. Mesmo assim, isso não perdeu o brilho da história da qual gostei bastante. E a diagramação assim como a capa estão lindíssimas.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos