22 fevereiro 2016

23

A História Esquecida da Hospedaria na Estrada - C. A. Saltoris! [Resenha #283]


O que faz uma mansão em um topo de uma colina, longe de quase tudo e que somente algumas pessoas conseguem enxergá-la?

S'Mentry Manor é a hospedaria onde vive Arabiella, George, Capitão Fragata, Amélia, Christopher e Tiffany, muitas vezes mais conhecida como Linumê. Tudo poderia ser normal se Arabiella e Geroge não fossem demônios comedores de carne, Capitão Fragata e Amélia almas mortas, Cristopher o deus do tempo Chronos revestido em uma capa humana de apenas quinze anos e Tiffany uma fada mortal.

Mathew é um homem acomodado em sua vida. Tem diversos sonhos que deseja realizar, mas que como tempo foi desistindo deles. Já sua namorada Marie é do tipo que tudo o que sonha faz com que se realize e apesar de estarem juntos há muitos anos, esta união não passa de algo sem amor, somente por conforto.

A mansão S'Mentry Manor ou o seu significado sendo como Mundo dos Sonhos, antes pertencia à família Asbury, no início de 1900, até Tiffany decidir que lá era o melhor lugar para a abertura do portal entre os dois mundos: o dos vivos e dos mortos. E eles só conseguem sobreviver de sonhos não realizados e desta forma precisam manter almas presas na mansão para que a energia possa ser utilizada pelo submundo.

Quando o irmão de Mathew sofre um acidente e o deixa em coma, ele decide viajar imediatamente para ver o irmão, mas no meio da estrada se sente repelido a descansar naquela mansão hospedaria que ele nem sabe como chegou até lá. Seus pensamentos de repente se tornaram confusos e o que ele se recorda é que na verdade precisava tirar férias, dar um tempo em seu relacionamento e ficar longe de todo mundo. A verdade é que estes já não eram mais seus pensamentos e sim uma ilusão criada por Tiffany assim que o novo inquilino chegou.

O que ninguém esperava era que ao chegar ao final daquela noite, quando o que acontecia com os inquilinos ao bater das doze badaladas e a morte ser anunciada, Matt não seria morto e seus sonhos consumidos. Ninguém esperava que a fada mortal tivesse sido acometida por algo estranho e que a partir dali colocaria todos em perigo através de um mundo de sonhos e ilusões.



Autora: C. A. Saltoris
Título Original: A História Esquecida da Hospedaria na Estrada
ISBN: 9789895122585
Páginas: 354
Ano: 2015
Gênero:  Ficção /  Terror
Editora: Chiado









Fazia um belo tempo que não lia uma obra de terror e fazia tempo também que me via interessada na obra de C.A. Saltoris. Posso contar que a última vez que li algo de terror foi Nosferatu de Joe Hill e olha que para quem não é muito acostumada com este gênero, conseguiu praticamente ter um medo danado do livro e agora pude novamente apreciar mais uma boa novidade literária.

A minha decisão de ler esta obra veio através de algumas resenhas que li em outros blogs literários e que continham boas perspectivas. Mas o engraçado é que havia entendido que se tratava de um livro de contos de terror e por isto fiquei imaginando algo que tinha um conteúdo menor do que acabei me deparando. Nada disso. O livro não é dividido em contos e sim uma bela e grande história de terror sobre um mundo em que sonhar e não realizar os sonhos pode acabar sendo o maior pesadelo.

O legal e a novidade que encontrei neste livro é que ele acaba sendo narrado em primeira pessoa por Chronos, o deus do tempo. Pode parecer estranho, mas ele coloca na narrativa sua visão e mesmo assim ele não influencia com suas opiniões, fazendo que, mesmo com diversos sentimentos pelos personagens, já que ele mesmo participa da história como um ocupante de um corpo humano, não se torne único de uma opinião. Só serve para ele narrar algo que aconteceu ao longo do tempo, já que a história vai começando lá por 1906 e aos poucos ele vai relembrando e mostrando com todos foram parar na hospedaria, como alguns surgiram e tudo o mais.

Por ser uma história de terror eu já ficava imaginando algo mais descritivo em relação à hospedaria. Na verdade ela é um pouco detalhada, mas para quem gostaria de saber minimamente como ela é por dentro ou como se torna aos poucos, isso não é muito destacado no texto, até porque tem detalhes que surgem e somem com as ilusões impostas pelos personagens. 

De início ficou um pouco confuso a questão de ser o deus do tempo a narrar a história, mas depois de uns capítulos em que você entende cada papel, e tem tudo esclarecido dentre o antes e o depois da criação da mansão, se apega de uma maneira na trama que fica roendo as unhas com as interações entre os personagens e imaginando o que pode acontecer a cada segundo. Quando li a questão de ser uma fada da morte pensei que seria uma bobagem, mas não tem nada de infantil ou fora do normal em que o leitor poderia revirar os olhos e pensar que seria ridículo aquilo. Nada disso, é perfeitamente natural.

Gostei mais ainda do final que mesmo que já imaginasse um pouco o que poderia acontecer, acabou tendo uma leve mudança e que há uma explicação totalmente coerente ao fato, já que tudo sempre tem um preço. Também é legal que a autora vai colocando aos poucos na narrativa a história dos inquilinos e mostra como eles foram servir para que seus sonhos fossem consumidos, até mesmo dando algumas lições de moral para quem desiste facilmente do que deseja.

Queria que tivesse mais páginas. Houve alguns erros na revisão, o que é um pouco normal, mas gosto da diagramação e como as folhas são, bem amarelinhas. Também gosto do enquadramento do texto, que dá para a gente ler sem precisar ficar abrindo muito o livro e morrer tentando ler no canto da folha pela parte interna. Quero continuação e mesmo que não aconteça, a hospedaria na estrada já entrou para uma lista de ótimas leituras!





23 comentários:

  1. Oi Greice sou bem suspeita para falar desse livro eu adorei, adorei as partes macabras e adorei o dilema dos personagens, com certeza Saltoris esta de parabéns!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  2. Oi Gre,
    Feliz que a leitura tenha te surpreendido e sido boa. Fiquei curiosa com um enredo tão fantástico. E amiga que foto linda essa do livro, não canso de elogiar. Espero em breve poder conferir essa leitura tim tim por tim tim.

    Beijos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Greice, menina eu tenho pavor de livros ou filmes de terror. Porém, mesmo não gostando e não sentindo vontade de ler, eu posso ver que é um excelente livro. Não é porque eu não gosto que não sei reconhecer um bom livro e foi isso o que eu vi na tua resenha, acredito que os que gostam vão saborear essa leitura e pelos seus comentários eu até fiquei curiosa, mas meu medo não me permite kkkk

    ResponderExcluir
  4. Olá, Greice!
    Adorei a sua resenha, com dados sobre o livro, sobre a sua expectativa e de como se deu a leitura. A Chiado tem sido muito bem comentada por seus livros, tem tudo para fazer ainda mais sucesso!
    Quanto à história em si, terror não é o tipo de leitura que me prende, mas confesso que fiquei com vontade de ler quando você menciona sobre o que pode acontecer quando temos sonhos que não realizamos.
    Adorei os detalhes gráficos que você citou, adoro páginas que não sejam branquinhas!
    Valeu a dica!

    Abraço!

    Karla Samira
    http://www.pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!!!
    Eu até gosto de ler livros de terror, mas tem que ser de tempos em tempos para poder processar e passar o medo; pois fico impressionada facilmente. Este livro parece despertar o medo e alguns sustos. Espero ter a oportunidade de ler em breve.

    Beijos
    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  6. Terror é um gênero que evito por ser medrosa rsrs, apesar de ter amado Drácula de Bram Stoker, Frankenstein de Mary Shelley e O Médico e o Monstro de Robert Louis Stevenson.
    Você comenta que a macabra hospedaria não é tão detalhada, o que achei uma pena, mesmo sendo medrosa rsrs, acho que esse tipo de livro e de local tratado, deveria ser rico na descrição, pelo menos eu acho que seria mais intenso e envolvente.
    Que bom que você gostou e pretende ler os próximos. Terror eu meio que deixo passar rsrs.
    Bjk
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem?

    Greice, sua renha está muito bem feita e desenvolvida, deu para ter uma boa ideia da premissa, mas deixando aquele gostinho de quero ler mais. Apesar disso, a trama não me atrai, eu não curto muito o gênero. Contudo, anotei a dica, pois tenho amigos que amam um terror básico. rs

    Beijos,
    Dai | http://www.cheirodelivronacional.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá Greice,
    Que livro é esse?
    Eu adoro esse tipo de leitura e fiquei bem curiosa para lê-lo. Fico feliz em saber que não são contos, mas, sim, uma longa história de terror. Como isso me motiva haha.
    A única coisa que me decepcionou foi saber dos erros, mas alguns erros são normais. Espero ter a oportunidade de ler e que você receba a continuação que tanto quer.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. O titulo do livor, por ser diferente, causa uma certa estranheza a principio, mas sua resenha foi esclarecedora e me deixou bem curiosa quanto a conteúdo e enredo da história. Fiquei imaginando como seria esse final que tanto te satisfez. Enfim, espero, conferir em breve.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oiie,
    Acho a Chiado uma excelente editora, acho incrível todas as obras dela. Achei mega linda a capa e de acordo com o enredo, mas eu não leria, sabe, não sou chegada em terro, morro de medo, então deixo passar.


    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi Grace,

    Adorei sua resenha e o quanto ela foi esclarecedora. Não sei se leria o livro, tenho um trauma de livro de terro, mas até que esse me parece bem diferente do livro que me traumatizou.
    Impossível ficar sem a vontade de ler depois de sua resenha.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Não tenho o hábito de ler livros de terror, e nem gosto deles. Mas, achei a capa desse livro linda, e sua opinião me deixou intrigada sobre qual o papel de Chronos na estória. Dica anotada! Espero gostar tanto da leitura quanto você.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Nossa, que história intrigante. O título já sugere um super terror, e adorei a escolha dele. Adoro manções antigas, e isso é mais um ponto que consegui destacar que me deixou com vontade de ler. Que pena que não é tão bem descrita a hospedaria, mas espero que a história compense no resto.
    Quero muito conhecer

    ResponderExcluir
  14. Não é exagero dizer que fiquei com medo só em ler o título!
    Gente, que livro é esse! Adoro terror e ainda bem que a história valeu a pena e apesar de uma confusão inicial, tudo fluiu.
    Gostei de saber que a autora deu um bom desfecho e que conhecemos bastante os personagens.
    Com certeza fiquei curiosa para ler!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  15. Oi Greice, eu estou com esse livro para ler aqui em casa e não tive oportunidade ainda, mas estou morrendo de vontade de ler e conferir mais dessa trama que parece bem do jeito que eu gosto. Sua resenha me cativou a colocar ele na frente de várias leituras! hahaah

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá.
    Tudo bom?
    Eu não conhecia esse livro, mas vi a palavra terror e me animei e fiquei ainda mais fascinada com a leitura quando você disse que Chronos narra em primeira pessoa, deve ser fascinante.
    Amei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro e nem a autora, mas confesso que adorei a sua resenha, você me deu vontade de ler o livro, e olha que eu não sou de ler nada de terror rsrs, mas esse realmente me chamou a atenção por ter personagens tão diferentes.

    ResponderExcluir
  18. Oie!!!!
    puxa amei sua resenha! Não sou muito fan de histórias de terror - confesso - mas fiquei bem curiosa com o livro. Achei o enredo bem diferente e intrigante. Irei anotar com certeza o titulo, lerei assim que puder ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  19. Olá... tudo bem??
    Achei esse livro bem interessante sabia??? fiquei bem curiosa por esse terror... fiquei imaginando como não realizar um sonho poderia ser um pesadelo enorme e porque isso era causado? Já até meio que entendi o que rolou para o personagem não morrer nas badaladas rs.... curti demais essa premissa sua resenha ficou sensacional..> Xero!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá!!

    É nacional? Me interessei muito! Gosto de terror que acontecem dentro de hotéis, casas e coisa do gênero!! Vou querer ler ele com certeza! E fiquei surpresa por ser autora, a maioria dos livros de terror que leio são de homens!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  21. Já tentei ler algumas obras de terror e acho que não é para mim, às vezes o que devia chocar apenas me dá nojo e por aí vai. Achei curioso ser narrado por Chronos, claramente é uma novidade e que bom que foi bem trazido!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Me desinteressei já na parte que você disse que dois dos personagens eram demônios comedores de carne... não tenho estômago pra uma coisa dessas não! rs... E, na verdade, não curto histórias de terror, sou muito medrosa e me impressiono com pouquíssima coisa, e acabo tendo pesadelos... não gosto nem de pensar no efeito que a história teria sobre mim! Mas que bom que curtiu tanto, existindo ou não uma continuação.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos