19 janeiro 2016

54

A Irmã da Tempestade - As Sete Irmãs Livro II - Lucinda Riley! [ Resenha #278 ]



Ally D'Aplièse foi a segunda irmã a ser adotada em um número total de seis irmãs. mais era a mais velha e depois de Ally vinha mais quatro irmãs, uma mais diferente impossível das outras. Cada uma vinha de um lugar diferente, que Pa Salt, o pai adotivo das meninas trouxera de alguma forma para casa, mas que elas não sabiam e nunca tiveram a intenção de tirar esta curiosidade. Todas haviam morado em Atlantis, na Suíça, um lugar lindo e majestoso, de frente para um lago gigante e criadas com o maior amor e paciência do mundo por Pa Salta e a tutora Marina.

Maia era a tradutora de livros da família e Ally era a garota que gostava de estar na água. Sua paixão eram as regatas e sua profissão era viver no mar participando de aventuras e estava até o momento pronta para as Olimpíadas com a equipe da Suíça. Não era uma mulher que buscasse o amor em qualquer lugar, ainda mais que não tinha uma residência fixa exceto a casa em Atlantis. Mas no mero acaso ou destino, em uma de suas regatas Ally conheceu Theo, um capitão que sabia ser líder no mar e que cativava muitas pessoas. Depois de passarem um tempo se conhecendo, descobriu-se que além da amizade entre eles, o amor falava mais alto e a partir deste momento Ally se tornou mais completa.

Quando a morte de seu pai adotivo chegou até Ally, ela sentiu o golpe se abater completamente. Mesmo que não estivesse sempre juntos, eles eram inseparáveis e foi o pai que a ensinou o amor pelo mar e pela música, já que Ally também tocava flauta desde a infância. Agora precisava voltar, rever suas irmãs e encarar a dificuldade de um funeral. Mas Pa Salt tinha resolvido muito mais do que isto e deixou para Ally pistas do que podia ser o real paradeiro de onde ela viera e agora ela precisava descobrir mais sobre tudo isto.

Na Noruega, no ano de 1876, Anna Landvik era apenas uma camponesa simples e pobre que cuidava de vacas e ajudava sua mãe nos afazeres domésticos. Com 18 anos, não tinha muito futuro pela frente a não ser se casar co o melhor amigo e vizinho Lars, que era inteligente e cuidava de sua fazenda. Mas com a chegada de um professor à procura de um talento vocal, Anna foi descoberta e levada para a cidade para se tornar cantora em obras clássicas. É lá também que ela conhece diversas pessoas simples e conhece um pouco mais do cenário dos grandes compositores e artistas. É também onde conhece Jens Halvorsen, um músico em potencial que resolveu largar sua rica vida para se dedicar a sua grande paixão. 

Agora Ally, Anna e Jens estão ligados por um passado e Ally precisa ir atrás de pistas para descobrir como tudo começou e como tudo terminou e de que forma ela pode fazer parte das pistas que seu pai adotivo deixou para ela.



Autora: Lucinda Riley
Título Original: The Storm Sister
ISBN: 9788580414776
Páginas: 528
Ano: 2015
Gênero:  Ficção / Romance / Drama
Editora: Arqueiro







 


Para quem ainda não conhece, este livro é o segundo de uma sequência de sete livros nomeado como As Sete Irmãs. O primeiro livro foi publicado em 2014 aqui no Brasil pela editora Novo Conceito e conta a história da irmã mais velha, Maia, e também se passa no Brasil. Para quem quiser conhecer um pouco mais fiz a resenha deste livro AQUI.

Eu adoro as histórias de Lucinda Riley. Quem nunca leu nada da autora posso dizer que ela usa a estratégia de contar a história de modo no presente e depois fazer o personagem de algum forma voltar e pesquisar o passado, incluindo assim mais personagens e fazer tudo ter um sentido mais bonito e romântico. Claro que nem sempre tudo é cheio de rosas, já que o drama também é um pedaço utilizado pela Lucinda. 

No caso de A Irmã da Tempestade a premissa é a mesma. Para quem ainda não leu As Sete Irmãs não vai notar a diferença, porém, para quem já leu vai ter um diferencial bem grande que acredito ter sido um ponto um pouco negativo na narrativa. A história inicial que conta a morte de Pa Salt, que é o pai adotivo das irmãs é contato no primeiro livro pela visão de Maia e também contado no segundo livro pela visão de Ally. Isto dado, imagino que vá ser dado em todas as visões das irmãs e acaba sendo um pouco cansativa, já que você já sabe  o que aconteceu por um livro anterior e mesmo assim vai ter que ler novamente a história mudando somente o ponto de vista do personagem. 

No restante da trama vê-se a personagem de Ally, uma mulher que adora desafios e é bastante feminista partindo do conceito de que o esporte que ela pratica é basicamente completo por homens e ela precisa demonstrar muita garra para s sobressair e para mostrar que não é somente alguém que está ali por estar e sim porque é a sua paixão e determinação. 

O passado que começa em 1876 é maravilhoso. A história que Lucinda traz para o leitor é cheia de encantos da Noruega e a autora mesmo cita que esteve presente em sua infância lá e que pesquisou bastante sobre o local para escrever esta história. Me apeguei muito em Anna Landvick e em sua vida toda e por mim se fosse uma história só desta personagem seria um livro excepcional, cheio de beleza, de desafios, de drama e luta. Mas é somente uma peça do quebra-cabeças. 

Outra coisa que me chamou a atenção e me deixou um pouco irritada é que Ally ao conhecer Theo e ao ficarem juntos, logo depois de umas semanas já tem todos os bens dele no nome dela e tudo o mais, o que para mim parece ser um absurdo, tendo em vista que mal se conhecem. Pode ser um tipo diferente de cultura, já que a autora é de outro país, mas mesmo assim o homem passa tudo o que ele tem para ela em menos de seis meses, parece absurdo, não?

Não foi a minha melhor leitura de Lucinda Riley, com certeza. É cheia de altos e baixos, em que os altos se destina ao passado e os baixos na personagem de Ally e nas repetições do livro anterior. Se você vai me perguntar se deveria ler o primeiro livro e depois ler este eu diria que seria válido para conhecer a história completa das irmãs, mas se quiser ler cada livro unicamente, é repassada a história em cada um deles, inclusive Ally comenta algumas coisas que aconteceram com a irmã Maia neste livro.

Vou ficar aguardando pelo próximo que, pelo que vi, será a história de Estrela. Lucinda é um grande nome da literatura e minha opinião é somente uma entre as milhares que leem suas obras. De qualquer forma, sempre vai estar na minha estante de livros ou entre meus desejados de leitura, já que ela merece por suas histórias fascinantes.





54 comentários:

  1. Achei a capa instigadora, muito bonita. Confesso que não conhecia a autora ou mesmo o livro, pois meus gêneros favoritos são ficção científica e histórica.

    Adorei seu texto, os livros da editora Arqueiro normalmente são bons, então tem meu voto de confiança, mas por agora não irei ler, às vezes no futuro!
    www.sagaliteraria.com.br
    www.facebook.com/asagaliteraria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente para homens este tipo de leitura fica mais pendente, mas mesmo assim, não deixa de ser legal!

      Excluir
  2. Oie Greice!!
    Já tinha ouvido falar da Lucinda Riley, mas não tive oportunidade de ler nada dela.
    Adorei a sinopse e interessei em ler essa série.
    Uma pena que não tenha sido do jeito que esperava, mas quando a gente gosta de uma autora, sempre vale a pena dar mais uma chance. Aconteceu comigo em relação à Nora Roberts... rsrsrs
    Espero que o próximo seja melhor.
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem isso Thaís, teve uns pontos negativos, mas como a autoria se mostrou ótima em outros, supera tudo.

      Excluir
  3. Oi, tudo bem?
    Até estava achando interessante a história, só que comecei a achar o desenrolar do enredo meio confuso. Gosto de algumas apostas da Arqueiro, mas confesso que esse vai levar um tempinho para pensar em pegar.

    http://conchegodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. esse livro é simplesmente lindo, um capricho só, não só da autora, mas também da editora que fez essa capa linda e uma tradução caprichada, adorei ainda mais esse livro do que o primeiro, esse misto de real e ficcional da autora me encanta

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a capa é sempre bela, com aquela sensação de emborrachada, né? E a tradução ficou ótima, quase sem erro algum!

      Excluir
  5. Oi Greice, eu tenho uma certa curiosidade para ler essa série, mas algumas coisas não me agradam. Sei que é super recomendada e a autora é uma fera, mas não me atrai tanto ao ponto de ficar desesperada para ler, mas ainda assim, eu quero ler não só essa série como os outros livros da autora. Acho a história fascinante e muito instigante mesmo, mas quando começo a ver comentários sobre o livro, vejo alguns pontos fracos.

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Tudo bom?
    Ainda não li nada da Lucinda, mas esse lance da morte do pai delas se relatada nos dois livros deve saturar mesmo e você ainda diz que de um para o outro a narrativa mudou, meu interesse pela história diminuiu.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Michelle e sei que vai ser contada em todos os livros pelo jeito, porque todas as irmãs precisam contar seu ponto de vista pela morte do pai adotivo. :(

      Excluir
  7. Amiga eu não tive a oportunidade de ler o primeiro livro e nem comprei o segundo também sabia? Eu dei para uma das minhas colaboradoras que leu e gostou. Eu pretendo fazer a leitura sim, mas em ebook e espero gostar bastante, porque me parecem ser livros muito bons. Eu ainda não sei bem do que se trata ambas as estórias. Não li sua resenha para não pegar spoiler, mas vi suas considerações e vi que tu não curtiu tanto como gostaria, mas isso acontece né? Espero que o próximo você goste ainda mais.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/felicidade-define-renovamos-com-editora.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Sil, não ia ter spoilers do primeiro livro. mas realmente depende de cada pessoa que lê para ver o que sente.

      Excluir
  8. Olá
    Eu ainda não li nenhum livro da autora. Mas já tinha visto ambos os livros rodando a Internet kkkk. Parece ser uma narrativa b legal. Mas sempre com os seus prós, o chateia muita gente e essa troca troca de editoras, isso acaba com as capas dos livros que ficam um pouco sem nexo a com a outra. Espero poder ler o livro 1. Parabéns pelo trabalho
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Manoel, até que as capas estão sendo seguidas de acordo com a autora mesmo, são bem parecidas com as internacionais, já que a Lucinda tem milhares de capas de acordo com o país em que ela publica.

      Excluir
  9. Oi, flor. Ainda não li o primeiro volume, mas algo me diz que não curtirei muito essa sequência. Provavelmente, o que te incomodou também me incomodaria, como esse lance de a personagem já ter tudo de Theo no nome dela depois de algumas semanas. Que estranho! Soa um pouco superficial. Enfim, lerei o primeiro e, se gostar, parto para esse.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Greice lindona o cenário Noruega já me conquistou li muitos elogios a escrita da Lucy preciso conhecer essa família urgente. A capa é linda demais, um enredo intrigante sendo que cada irmã tem uma origem a ser descoberta. Dica anotada

    beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O legal realmente é essa questão de cada irmã ter uma vida e o mais legal é o passado distante de cada família que vai sendo narrada. Isso vale muito a pena nos livros da Lucinda.

      Excluir
  11. Olá,
    Este é um livro ambientado em um lugar diferente dos demais. Nunca li nada a autora, nem sabia que esse livro existia! Mas também não fiquei interessada pela história. Esse é o tipico livro "independente" das outras obras, mas sempre tem algo no livro passado que você quer saber para entender algo além que o livro atual nos mostra. Sei como é a leitura e por vezes se torna cansativa.


    Karine || Ainda Me Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem curte romances até conhece um pouco a autora, já que ela vende bem os seus livros, mas realmente quando se quer conhecer sobre tudo, a intenção é ler toda a saga.

      Excluir
  12. Eu gostei muito de tida proposta do livro.
    Não li o primeiro e espero em breve poder comprar a série.
    Imagino que em cada livro será o ponto de vista de cada irmã né?
    Bjus

    ResponderExcluir
  13. Li um livro da autora e gostei muito, mas não tive mais oportunidade d eler nada dela e agora com esta resenha, me deu saudade de conhecer mais. Mas confesso que séries me desanimam muito...
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oiee ^^
    Eu só li um livro da Lucinda até agora, mas já sou uma fã ♥ a forma com que ela mescla o presente com o passado dos personagens e de seus antepassados é simplesmente incrível! Tô doida para começar a ler essa série, o Heitor, colunista do blog, vive me indicando. É uma pena que o livro tenha tido alguns pontos negativos, espero que o próximo seja melhor.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OIii. Eu já li quase todos, só falta um para completar os livros publicados por ela aqui no Brasil e realmente são ótimos. Vale a pena você conferir!

      Excluir
  15. Achei a capa linda e o plot bem interessante. Mas, omg... uma sequência de 7 livros??? É muita coisa, quase inconcebível pra mim, a ideia de encaixar algo assim nas minhas leituras. Eu tô fugindo de trilogias, magina de uma saga desse tamanho. Achei realmente interessante toda essa parte de passagem pela Noruega, de ser no século XIX, mas o fato de ser uma saga me desanimou. Quem sabe algum dia, mas agora, infelizmente esse ficará pro futuro. Mas adorei a dica.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  16. Oi Greice, ainda não li nada da Lucinda, mas todas as resenhas que vejo são super elogiosas! Mas pelo que noto, vejo que a autora explora muito vários lugares pelo mundo, com certeza é um ponto positivo para mim. Com certeza pretendo conhecer a autora logo!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Joi, sim ela explora porque viajou muito quando era criança e então ela conhece milhares de lugares.... chique né?

      Excluir
  17. Olá Greice.Confesso que li umas resenhas sobre esse livro, algumas opiniões sobre o que vai ser a coleção... mas não me interessei muito. Apesar de ser um livro da arqueiro, uma editora que sempre lança livros que eu amo, o enredo não conseguiu me conquistar... não me pegou sabe. A escrita da Lucinda Riley é excelente, nada contra ela, mas esse eu vou passar..
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Nunca li nada da autora, mas tenho até um livro dela aqui em casa.
    As setes irmãs me chamou atenção pela capa e pelo nome da saga, mas a história em si não me atraiu muito. Eu imaginava se tratar de algo mais voltado pro sobrenatural.
    Concordo com você, ler a mesma coisa sete vezes sob perspectivas diferentes seria bem chato.
    bjs
    diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Gostei da sinceridade ao longo da resenha. Gostou do livro, ama a autora, mas assume não ter sido a melhor de todas as leituras que já fez de obras dessa autora. Poucos fazem o que você fez. Parabéns!

    Eu amei a capa, sinceramente, e a premissa do livro até me chamou a atenção, embora não muito. Saber que são sete decepcionou-me um pouco, preciso dizer. Não aguento mais séries, parece que não se faz mais livro único!
    Repetir sempre a forma como o pai adotivo morreu parece mesmo chato. Seria ótimo, se cada ponto de vista apresentasse uma informação completamente nova e nos desse a entender que "não foi bem assim", mas pelo que você relatou esse não é o caso, certo?
    Conchego das Letras | Vamos conversar mais sobre livros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Mari, esta saga é dada como uma longa série mesmo, já que acredito que a autora vai escrever um livro destes por ano. Mas eu vou até o fim!

      Excluir
  20. Olá!

    Já conheço a autora, e já cheguei na metade de A Casa das Orquídeas e gostei de até onde eu já li, é uma estória emocionante.
    Estou correndo de séries, ainda mais essa da Lucinda que os livros são de 300 páginas para mais, tenho muitas inacabadas e preciso finaliza-las. Mas, não estou descartando a possibilidade de ler essa série um dia, pois gostei bastante da escrita da Lucinda.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Casa das Orquídeas é o meu preferido. Foi o primeiro que li da autora e é o do meu coração! :)

      Excluir
  21. Oie.
    Eu Já tinha ouvido falar do primeiro livro e já tinha colocado ele na minha lista de desejados, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo,essa é a primeira resenha do segundo volume que eu leio e fiquei bem curiosa, e vou seguir seu conselho e ler em sequencia para entender melhor a história.:D
    Nunca li nada da autora e espero gostar da sua escrita. Sobre a personagem conhecer o rapaz e em pouco tempo já ter os bens dele em seu nome é algo realmente que me irritaria.
    Ótima resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii. acho que a questão sobre os bens que ficam para a personagem, deve ser algo da cultura, não pode acontecer desta forma, né?

      Excluir
  22. Oi Greice!

    Me encantei primeiramente pelas capas dessa série, achei elas muito bonitas e ao que se parece bem condizentes com o conteúdo.. A trama é um outro ponto alto, gosto da ideia de misturar presente e passado e sempre acabo por me encantar mais com o passado, não sei porque kkkk
    Quero muito iniciar essa série :)

    ResponderExcluir
  23. Meu Deus!!! tem certeza que são 7 livros??? srsrs...não li quase nada que você escreveu. Até porque eu to querendo ler essa série com um tempo. E fiquei com medo de spoiler. Mas ouvi muita gente falar super bem dos livros, espero gostar também.
    Bjss

    livrosemarshmallows.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POis é, cada livro para uma irmã. Ela resolveu fazer uma saga gigante, mas claro que vai publicar outros livros em meio a isso tudo.

      Excluir
  24. Oi Greice,
    acho que nunca li um livro ambientado na Noruega,
    Jà faz um tempo que eu venho acompanhando as resenhas desse livro e acho que é uma leitura que eu adoraria fazer, pois segue bem meu estilo de leitura. Espero ter a oportunidade esse ano.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Olá,

    já havia ouvido falar da autora, mas nunca havia lido nada dela.
    A estória apesar de interessante parece ser bem confusa, já que ficou meio confuso para mim a coisa das irmãs serem cada uma de uma parte do mundo.
    Não gostei muito de todo livro repetir a estória do pais das irmãs, afinal apesar de terem pontos de vista diferentes... É a mesma estória ne? Então não precisava repetir em todos os livros. Apesar de chamativo eu não sei se leria.

    Beijos!

    www.cantinhocult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tente dar uma chance para a Lucinda, te indico A Casa das Orquídeas para começar, que é o meu preferido, caso ainda não tenha nenhum dela.

      Excluir
  26. Oi Greice tudo bem, enfim cá estou comentando no seu blog, kkkkk já não suficiente os alto papos que temos no zap zap kkkkk
    Mas brincadeiras a parte, quero muito conhecer a escrita dessa autora, eu conheci ela aqui no rio na tarde de autógrafos e ainda não li o livro que se passa aqui no rio, detalhe que a pessoa não lembra o nome do livro.kkkk Sua resenha me deixou bem curiosa! Bjkas

    ResponderExcluir
  27. Fiquei um pouco perdida com a resenha A Irmã da Tempestade, mas acabei de ver que é o segundo volume deve ser por isso, sinceramente o livro não me chamou a atenção, acho que foi pela estória em si do livro.

    ResponderExcluir
  28. Achei a história bem interessante, gostei da premissa. Às vezes eu acho que funciona contar a mesma história pelo ponto de vista de vários personagens, mas é preciso que o autor saiba como fazer, para que não fique muito cansativo. Eu fiquei com a impressão de que, através das irmãs, várias histórias irão se entrelaçar. Fiquei curiosa para ler a obra.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  29. Olá,
    Não conhecia o livro e fiquei bem curiosa com relação a ele. Apesar dos pontos negativos que você citou, ainda assim fiquei curiosa para descobrir quais as pistas e para onde elas levam. Achei curioso também o que você disse sobre o fato dele colocar os seus bens no nome dela.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  30. Olá, tudo bem? Eu estou me colocando no lugar dessas garotas, ser adotada ai o pai adotivo morre e deixa para elas pistas de suas verdadeiras origens... Emocionante isso, por causa disso eu quero muito ler esse livro, acho que esse livro assim como os outros também devem de muita aventura. Obriga pela dica. Beijos
    Sthe - Blog
    http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Oi Greice, tudo bem?

    Eu tenho o primeiro livro aqui em casa e quero muito ler, achei bem legal por se passar no Brasil. A história desse segundo livro parece ser interessante, principalmente pela busca da Ally pelo seu passado, por sua origens.

    Realmente é bem repetitivo ler o mesmo acontecimento, apenas contado por outro ponto de vista... e se isso realmente se repetir nos próximos 5 livros (o que acredito que vai) será bem chatinho, mas ainda sim, parece ser uma série boa.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  32. A Lucinda tem histórias que conquistam, e fico com pena de esse livro teve altos e baixos que fez com que não fosse uma das melhores leituras dela para você.
    Também achei estranho esse negócio de passar as coisas para o nome da Ally em tão pouco tempo... mesmo sem ter lido o livro me pareceu algo bem fora do normal e de entender. E que coisa essa de repetir a morte do pai. Se for assim também nos outros livros acho que fará com que a serie se torne cansativa.
    Gostei da sua resenha, mas no momento não penso em ler o livro por enquanto...
    Beijinhos,
    Lica
    http://www.amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POis é, mesmo tendo altos e baixos eu não posso deixar de elogiar a autora pela capacidade que ela tem de fazer uma boa história, mas nem sempre acaba agradando a todos.

      Excluir
  33. Oi Greice, tudo bem°
    Estou com os dois livros dessa série aqui na estante para ler e pretendo começar a leitura até início de fevereiro. Ainda fico meio perdida na trama das irmãs e quero muito conhecer a fundo essa história que tanto vejo receber elogios na blogosfera. Uma pena essas repetições durante os livros de certos acontecimentos e uma pena também o segundo livro não ter sido tão maravilhoso para ti. De qualquer forma estou torcendo para curtir essa leitura. Parabéns pela resenha.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  34. Olá

    As capas são lindas, tô lendo aos poucos o livro da Maia, tô gostando, curiosa sobre algumas coisas, quero muito terminar logo e ver se consigo ler esse,gostei da sua resenha.


    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei o livro da Maia, ainda mais que se passa no Brasil!

      Excluir
  35. Oi.
    Nunca li nada da autora, mas confesso que lendo sua resenha me interessei bastante, principalmente por esse método dela de contar a história, fazendo com que o personagem pesquise e investigue algo para explicar melhor o passado, sem ficar enchendo o livro de flashbaks.
    A única coisa que não achei legal, como você mesma citou é isso de ficar lembrando a morte do pai, afinal se for lavar disso em 7 livros vai ser complicado né, ler a mesma coisa sempre, mas quem sabe nos próximos a autora não inove e de algumas informações extras sobre esse acontecimento.
    Infelizmente não é uma série que eu tenha vontade de começar agora, mas quem sabe um dia ^^

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  36. Oie, tudo bom?
    Não sabia que a série era tão grande. Nunca li nada da autora, mas tenho vontade de ler porque ela usa carga dramática e gosto disso nas histórias. Uma pena que esse livro tenha seus altos e baixos, mas me interessei pela série em si.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Oi, tudo bem? Eu sindo que conheço alguma obra desta autora, mas não consigo lembrar qual é. Este livro em particular, eu ainda não conheço, mas gostei bastante da premissa e pelo o que você fala da autora e sobre a história eu fiquei curiosa para ler.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos