28 dezembro 2015

34

Todos os Nossos Ontens - Cristin Terrill! Resenha #274! Editora Novo Conceito


Marina tem dezesseis anos e mora em um bairro chique. Na verdade, ter uma vida fácil e muito cheia de estilo é um pouco normal para ela já que assim pode conquistar facilmente as coisas. Seus pais não são o tipo de pais que estão sempre presentes e é bem mais fácil estar consolada pela empregada latina do que por eles, que vivem brigando. Mas a real intenção de Marina é há muito tempo a de ter algo a mais do que uma simples amizade com o seu vizinho e melhor amigo James e para isso pode contar com suas leais amigas.

James perdeu os pais em um acidente quando tinha doze anos de idade. Agora vive com seu irmão senador e já está bem avançado nos estudos já que tem um QI bastante alto e fora do normal escolar das outras pessoas. Seu irmão Nate trabalha com a segurança do Estado e James está em um projeto que até o momento ninguém sabe o que é, mas que coloca todo o seu potencial nele.

Quatro anos no futuro uma Ems está em uma cela dentro de um prédio, visualizando um ralo tentando buscar uma solução para o que aconteceu e o que vem acontecendo. O Doutor e o Diretor não tem como matá-la já que sabem que ela é a única informante sobre os documentos que eles precisam. Mas na cela ao lado está Finn, seu grande amigo e que era o melhor amigo de James, que agora, servia como arma para fazer Ems falar. 

Até que Ems consegue descobrir algo. Em um papel naquele mesmo ralo em que ela tanto olhava ela percebe que há várias descrições de todas as viagens que ela fez no tempo para tentar evitar o que aconteceu. Várias Ems que voltaram e várias tentativas que não deram certo. Agora a última solução que está escrito é que é necessário voltar e matar o Doutor. 

Como fará Ems e Finn para sair de onde estão presos e entrarem na máquina do tempo sem serem interrompidos? E como vão conseguir matar o Doutor e encontrar James e Nate novamente? O passado e o futuro estão atrelados e tudo depende do que eles terão coragem de fazer.



Autora: Cristin Terrill
Título Original: All Our Yesterdays
ISBN: 9788581637983
Páginas: 352
Ano: 2015
Gênero:  Ficção /  Distopia / Drama / Suspense
Editora: Novo Conceito







 


Eu preciso começar a falar desta magnífica distopia pela capa extraordinária. Sempre coloco outras capas de versões publicadas em outros países para que haja uma percepção do leitor quanto a isso e tenho absoluta certeza que a Novo Conceito acertou em publicar a capa em que demonstra um relógio na capa. Depois que você lê a história tudo fica bem mais compreensível em relação a escolha e ela é tão bonita quanto o título, fazendo todo o sentido.

Fazia um tempo que não lia alguma distopia. Sempre leio dramas, suspense ou coisa do gênero. Distopia é algo que eu me pego pensando se vou gostar ou se não vai entrar em uma fantasia sem fim e me deixar a ver navios com uma história muito louca e uma enrolação desenfreada com os personagens. Se fosse uma opção, eu nem sequer escolheria o livro o olhando em uma livraria, justamente pela questão de optar por um romance. E eu seria uma tola completa.

Todos os Nossos Ontens me arrebatou. De início já temos os personagens de Ems e Finn mostrando como o futuro se tornou depois que uma máquina do tempo foi criada. E não há tempo para muitas coisas porque sempre tem cenas de ação, o que não me fascinou, não me fazendo enjoar. O legal é que os capítulos vão se alternando entre o passado e o presente e assim não deixa o leitor voando na história, mas é preciso ficar um pouco atento de início para perceber que são os mesmos personagens, somente variando o tempo entre eles.

Tudo é bastante cheio de ação. É muito legal também ver que os personagens mesmo sendo iguais, entre o passado e o presente possuem características bem distintas, já que passaram e passam por transformações completas e dificuldades antes e depois da criação da máquina. A verdade é que ver as mesmas pessoas terem que se enfrentar no mesmo tempo ou terem que lidar com isso parece um tanto quanto louco e o livro faz com que pareça tão fácil na forma com que a autora conseguiu transportar para a história.

Foi a melhor distopia para mim durante todos os livros que li no ano, junto com Fragmentado, e apesar das 352 páginas, desejava que tivesse mais páginas para que a história não acabasse tão cedo. Você não vai conseguir adivinhar o final até ele realmente ser descrito. Imaginei mil situações e nenhum deles aconteceu. E isso é que vale a pena sentir. Não há mocinho ou bandido, há apenas o acaso que resolveu escolher acontecer e que os personagens acabam caindo nas armadilhas.

Um livro perfeito para quem curte o gênero e não espera trilogias. Uma distopia ótima e cheia de momentos de adrenalina. Um épico.






34 comentários:

  1. Oiee ^^
    Uau *-* melhor distopia? Meu Deus, eu preciso desse livro! Vi que algumas pessoas não gostaram muito desse livro, então desanimei um pouco. Ver que você gostou tanto me deixou animadíssima ♥ quero, quero, quero!
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2015/12/mar-da-tranquilidade.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, acho que fui suspeita, já que gostei demais e não sou totalmente fã de distopias, mas este livro me pegou de surpresa mesmo.

      Excluir
  2. Acho viagem no tempo um assunto sempre interessante, e se tiver um final surpreendente melhor ainda :)
    Não sei se entendi bem a história, mas fiquei com vontade de descobrir mais!
    Beijos!
    http://caindonacultura.com

    ResponderExcluir
  3. Ola..
    Esse livro esta causando um frisson bem grande na blogosfera né?!
    Acho o enredo intrigante e enovlvente poder viajar no tempo e alterar alguns pontos pode ser bem vantajoso ao mesmo tempo que é super perigoso..
    Pretendo lê-lo em breve..
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, ele pode ser intrigante e perigoso e depende do gosto do leitor para ver se gosta ou não! :)

      Excluir
  4. Eu estou louca para ler esse livro, geralmente eu não curto distopias , mas esse livro tem de despertado interesse desde que o vi pela primeira vez. SAber que foi um dos melhores que você leu, me deixa ainda mais curiosa para ler também.

    ResponderExcluir
  5. Oi Greice, tudo bem?
    Amo distopias e o fato de Todos Os Nossos Ontens ser um livro único me deixa bem animada e curiosa para conhecer essa história.
    O fato que não me agradou muito foi a história envolver viagens no tempo através de uma maquina, pois isso não é algo que me chama atenção em leituras...

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Maiara, sobre a questão da máquina do tempo acontece somente uma vez ou outra, não é seguida não. Nem se preocupa!

      Excluir
  6. Oi Gre,
    Primeira resenha que leio e como já havíamos conversado, estou bem doida para pegar meu exemplar e ler. Mas bem ele ta na fila e vou ler logo. Ótimo saber que ele lhe conquistou tanto assim, significa que teria hora muito boas nessas páginas.

    Tu defendo Bruxos e Bruxas lá no blog...na na na...se a série só tivesse dois livros, seria terrível, mas vou dar uma chance e ler os outros, já que a defende tanto. kkkkkkkkkkkkkkkk

    Beijos Elis!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Nossa que história interessante, gosto muito dessa coisa de viagem no tempo e as dicussões que temos sobre mudanças e paradoxos.
    Ser um livro único também é um ponto muito positivo para mim.

    ResponderExcluir
  8. Olá!!!
    Já conhecia o livro e anotei na minha longa lista de quero ler, mas sua resenha me fez querer ler o quanto antes, nela passa de forma clara e objetiva paixão, envolvimento e conexão com o livro, parabéns pela resenha e post que estão de muito bom gosto.

    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo bem esta questão da longa lista... tenho uma assim e ainda uma que desejo muito de livros para adquirir. Isso é o vício!

      Excluir
  9. Oie!
    Eu também achei essa capa da novo conceito muito linda.... Ainda não li o livro mas ele contém dois ingredientes que gosto bastante a distopia e a viagem no tempo. Acho tão legal imaginar como seria ter uma máquina do tempo e poder viajar nela.
    Esse livro é um dos muitos que vou ler sem falta esse ano!!!! Ops ano que vem.. Que esse ano está no fim...hehe.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  10. oi flor, distopias realmente não são pra mim, comecei este até animada, mas não consegui prosseguir com pique
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Greice, eu tenho esse livro aqui e só não peguei por falta de tempo mesmo, mas estou bem curiosa para conhecer mais dessa obra, apesar de eu não ser muito fã de distopias, essa chamou bastante minha atenção. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Ooi,
    Estou com expectativas super altas para esse livro, todas a resenhas que leio são positivas e espero poder ler logo!
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Também estou lendo esse livro e concordo nada do que eu penso se concretiza. Ele é intrigante e uma grande surpresa. Estou adorando.
    Bjs
    Luana Lima
    www.blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está gostando! Ele realmente é bem diferente!

      Excluir
  14. Oie!!!
    Adoro o gênero, tenho tido muita sorte e lido muita coisa legal ultimamente. Estou maluca para poder conferir esse. Só tenho lido criticas possessivas até agora. Amei sua resenha ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Olha eu sinceramente estou bem curiosa para fazer a leitura desse livro, porque todos tem comentado muito bem e em se tratando de uma distopia, provavelmente eu irei gostar bastante. Espero poder fazer a leitura ano que vem agora, porque estou tentando encerrar para poder fazer o resumo do mês. Mas mesmo assim adorei seu ponto de vista sobre o livro e me deixou ainda mais curiosa para fazer a leitura. Será que esse livro não vai ter uma continuação mesmo? Bom, eu sinceramente prefiro quando livro é ÚNICO, mas tem alguns que realmente valem a pena ter continuação né?

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/resenha-homem-formiga-inimigo-natural.html

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Eu já tinha visto esse livro e achei a capa simplesmente maravilhosa. Sim, eu compraria ele pela capa sem nem ler a sinopse, como eu já fiz anteriormente kkk' E depois da sua resenha fiquei ainda mais apaixonada pelo livro. E gostei que você comentou de Fragmentados, porque é um livro que eu também estou louca para ler.
    Um grande beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  17. Oi Greice, tudo bem contigo ???
    Quero muito, muito, muito ler esse livro !!! Desde que vi que ele estava entre os lançamentos da Novo Conceito eu fiquei super curiosa para conhecer essa história. Já tinha ouvido falar dele através de uma Booktuber americana, mas depois disso não ouvi mais falar dele, até ser lançado aqui no Brasil !!!
    Gostei de saber que você gostou do livro, que aproveitou a leitura. Eu Também não tenho muito costume de ler distopias, não que eu não goste, mas sempre fico um pouco frustada quando as histórias são muito parecidas uma com as outras. Por esse motivo, tento ler pouco para não enjoar do gênero, rsrsrs. Depois de tudo o que você comentou, agora só me resta ler esse livro, estou achando que vou gostar !!! ^^

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Ryoko, que legal ter visto uma americana falando do livro, sinal de que realmente foi muito bom. Eu não acompanho as coisas lá fora já que mal dá tempo aqui no Brasil, mas é legal esta informação.

      Excluir
  18. Amo distopias e não perco uma resenha desse livro para tentar entendê-lo mais, já vi vários elogios a obra, mas a mesma ser sobre viagens no tempo e ter um vilão chamado "Doutor" está me incomodando eternamente! Tanto nome para usar no mundo e usar logo o que faz viagens no tempo na tv há 52 anos?

    Fiquei bem curiosa em como a Ems fará essas viagens no tempo e sempre passar no mesmo lugar para anotar algo!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá Greice!
    Eu não sou muito de ler distopia e confesso que quando via a capa é a sinopse não me interessaram. Lendo sua resenha vi que a é legal e deve ser uma aventura e tanto ler o livro. Vou anotar a sua dica e num futuro próximo quero ler o livro.
    Beijinhos!
    https://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Quando li a sinopse desse livro fiquei um pouco confusa com relação à viagem no tempo, afinal, "Wibbly Wobby Timey Wimmey!" haha
    Mas depois da sua resenha, fiquei mais inclinada à leitura dessa obra. Amo distopias e ano viajens no tempo, então vou dar uma chance a ela haha
    Beijos
    http://addictionforbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Olá! O título chama atenção, já a capa não curtir, o enredo parece ser bom, realmente não imaginei que se tratasse de uma distopia.

    Patty

    ResponderExcluir
  22. Oi Greice, sua linda, tudo bem
    OMG!!!!! Por coincidência, estava na Saraiva, alguns dias atrás e vi esse livro e fiquei curiosa. Nunca iria imaginar que ele poderia ser considerado uma das melhores distopias do ano. O pessoas está elogiando muito Fragmentados, mas esse não conhecia. Preciso desse livro!!!! Adorei sua resenha. Um Feliz 2016!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Nossa, fico feliz que você tenha gostado tanto a ponto de chamar de épico! Eu, sinceramente, não curti. Achei que faltou muito uma contextualização, faltou me convencer de que o mundo estava tão ruim quanto diziam porque basicamente não tive como visualizar isso. Mesmo eu gostando muito de livros que intercalam presente e passado, ainda mais se isso for proporcionado por viagens do tempo, esse não me ganhou.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  24. Ei Greice!
    Interessante o livro... me tiraria da zona de conforto sem dúvidas. Sobre as capas, gostei mais da All our yesterdays! Muito linda!!
    Bjssss
    Feliz ano novoooo
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Nunca li um livro desse gênero. Acho que vou colocar ele na minha leitura. Acho que devo variar um pouco. Adorei a capa.

    Uma coisa que chamou bastante atenção nesse livro foi o fato de que é um livro que vive em dois momentos e isso me chama muito a atenção.

    Gostei muito do enredo.

    Bjus

    ResponderExcluir
  26. Oi Greice, tudo bem?
    Acho que esse ano a NC está acertando nas distopias não é mesmo? Primeiro Fragmentados, agora esse livro também promete ser uma ótima distopia. Estou com Todos os nossos ontem na estante, mas confesso que até agora não sabia muito o que esperar dessa leitura. Fiquei curiosa com essa máquina do tempo, preciso ler para saber o que vai acontecer.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  27. Oi Greice, tudo bem?

    Gostei bastante da sua resenha!! Desde que esse livro foi anunciado pela primeira vez eu fiquei com vontade de ler. Amo distopia e com essa junção com viagens no tempo me interessou bastante. Gostei de saber que mesmo com tanta volta entre o presente e o passado o livro não é confuso.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  28. Olá... eu curto muito trilogias distópicas, mas devo confessar que livro único também faz muito meu estilo, adorei ler a sua resenha e perceber a sua empolgação... distopia misturada com viagem no tempo parece uma junção muito boa... eu já estava de olho neste livro ultimamente ele só tem subido o topo de minha lista de compras de livros mais urgentes nossa!!!! fiquei completamente curiosa sobre a proposta e falando de capa a nacional é muito mais legal e bonita... Xero!

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos