02 dezembro 2015

47

O Bangalô - Sarah Jio! Resenha #270! Editora Novo Conceito


Anne Calloway não tinha mais que seus vinte anos. Morava em Seatlle e era noiva de Gerard Godfrey, um banqueiro rico e de uma ótima família. Anne também não podia reclamar em nada, já que tinha terminado seus estudos e feito um curso de enfermagem para ajudar as pessoas em um período difícil em que via os homens irem para a batalha todos os dias. Seu pai sabia que isso não aconteceria com eles e nem com o noivo de sua filha; os ricos tinham certo privilégio.

Kitty Morgan é a melhor amiga de Anne e para ela, ficar parada sempre no mesmo lugar é um sinal de incômodo. Ter um caso com um homem casado é uma ótima aventura e mesmo assim isso não impede que seu amante seja enviado para a guerra. Por isto Kitty decide ir ajudar os homens feridos na batalha, já que ouve que precisam de enfermeiras dedicadas nas ilhas do Pacífico. Anne que está com o casamento marcado e totalmente confusa com o que realmente sente de verdade por seu noivo e amigo de infância, decide que este ato de bravura é o ideal para tentar entender o que acontece em seu coração.

Bora Bora é a ilha em que as enfermeiras irão agir. Milhares de soldados estão lutando contra os japoneses e a guerra está no ápice. Anne se sente um pouco incomodada por estar em um lugar tão lindo, com uma paisagem tão perfeita e águas cristalinas e mesmo assim estar se sentindo melhor lá do que em casa. Viver o perigo tem seu preço. Mas no momento tudo o que Anne está conhecendo são novas amigas que perderam alguém para a guerra ou os soldados que lutam pela América.

Em um dia de folga do trabalho, Anne, Kitty e outras enfermeiras vão passear pelas lindas praias. Juntamente com alguns soldados elas passeiam à beira-mar no calor intenso e piadas sem fim. Mas Anne se sente deslocada do grupo e resolve passear sozinha. É neste dia que encontra Westry, o soldado que Anne ajudara anteriormente e que vive há algum tempo na ilha. Ele apresenta a ela um famoso bangalô escondido onde um retrato, uma cômoda e uma cama estão há mais de décadas sobrevivendo contra a destruição do tempo.

Aos poucos a aproximação de Westry vai fazendo com que Anne perceba que o que sente por seu noivo talvez nunca tenha sido amor. Ela nunca escreveu de volta para casa desde que chegou na ilha e isso já consta em meses. Aos poucos o amor vai arrebatando o coração da enfermeira e ela descobre a real sensação de gostar de alguém de verdade e talvez pelos motivos certos. E é no bangalô que começam a viver os primeiros momentos daquele romance.

Mas em meio a uma guerra e ao sentimento uma morte acontecerá. Um assassinato que poderá mudar o rumo de toda uma geração e de uma vida inteira, fazendo com que Anne precise encarar uma maldição quando após décadas depois recebe uma carta desconhecida.




Autora: Sarah Jio
Título Original: The Bungalow
ISBN: 9788581638034
Páginas: 320
Ano: 2015
Gênero:  Ficção / Drama 
Editora: Novo Conceito







 


Estou em uma maré enorme de sorte para livros de drama que conseguem me emocionar facilmente e que fazem exatamente o meu estilo. Acredito que depois de um certo tempo de vícios literários a gente acabe sabendo exatamente como é o estilo que nos faz bem na leitura e posso dizer que a primeira vez que li algo da autora foi com As Violetas de Março. Desde a primeira leitura já soube que Sarah Jio é uma autora que sabe emocionar completamente com histórias completas e empolgantes. Então veio Neve na Primavera e agora O Bangalô. 

O Bangalô é um livro que vai retratar as dificuldades da segunda guerra mundial em uma ilha do Pacífico, ou seja, já se tem a questão de que tudo vai ser repassado entre a década de 40 e 50. Isto deveria bastar para mim que amo completamente a questão de guerras, mas na verdade o cenário só foi utilizado pela autora como um entrosamento para uma bela história de amor. 

Você está se perguntando neste momento se é um livro meloso ou com capítulos chatos e pegajosos pode mudar seu pensamento totalmente. Em certo momento você está vivendo o drama da guerra e das perdas, em outro momento está vivendo a beleza da ilha e todas as suas descobertas e em outro ainda vive todos os questionamentos deste encontro entre Anne e Westry. Nada é certo ou errado. A única coisa que realmente não há como negar é que as páginas vão se virar uma após a outra.

E isto dá-se também pela questão do assassinato que ocorre na ilha e de como as pessoas acreditam em uma certa maldição. Tudo é bastante descrito e narrado. E depois de tudo isto a verdade é que o livro se inicia com Anne contando sua verdadeira história com mais de oitenta anos de idade, precisando voltar no tempo e entender o que aconteceu naqueles meses que passou longe de casa.

O que impacta de verdade são os sentimentos que o livro gera. Vai haver muita amizade, muita luta, muita dor, muita coragem. E vai haver coisas tão profundas que não posso relatar para não entregar o livro totalmente, mas eu me perguntava como alguém poderia viver ou passar por tantas situações como aquela. Sempre me pergunto como há amores que a gente nunca esquece e este livro tem a resposta da primeira até a última página. 

Realmente há amores inesquecíveis. E também há pessoas que precisam de perdão para continuar a viver. O Bangalô é uma tradução de uma história que luta contra o tempo e contra pessoas que nem sempre souberam o que era amar ou ser amados, mas que viram duas almas unidas pela eternidade.

Favoritado!







47 comentários:

  1. Oiee ^^
    Adoro livros que se passam durante a segunda guerra mundial, e o gênero drama é um dos meus favoritos, então esse livro me chamou a atenção de primeira. É incrível quando o autor consegue nos transmitir tantos sentimentos com apenas um livro, não é mesmo? Histórias de amor que se passam em tempos difíceis são as melhores♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Dryh, quando o autor consegue alcançar o coração de uma maneira tão grande, é meio caminho andado.

      Excluir
  2. Olá Greice, tudo bem?

    Essa é a segunda resenha que leio desse livro e ambas positivas, não tinha ideia do que esperar dele, mas a temática me agrada demais e com certeza irei ler....bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Eu gosto dos sentimentos que despertam na leitura do livro da Sarah. Eu já li os dois publicados aqui no Brasil, e gostei muito de todo o envolvimento que tive com a história, todo o drama, emoção. Gostei bastante.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela sabe fazer histórias né? Eu também li os outros livros dela e adorei o Violetas na Janela.

      Excluir
  4. Olá, eu tenho visto as divulgação desse livro e fico cada vez mais interessada nele, acho que deva ser uma leitura intensa, com um explosão de sentimentos, acho também que é um livro lindo, gostei muito da tua resenha mas esse teu último parágrafo foi o que mais me passou a intensidade da trama, de quão belo o livro é e com certeza eu fiquei muito mais curiosa.

    ResponderExcluir
  5. Com esse nome e essa capa o livro não me chamaria atenção. Também se fosse apenas um romance eu descartaria. Mas li sua resenha e vi que tem tida uma trama, um suspense com assassinatos e cartas misteriosas. E isso foi o que despertou minha curiosidade para o livro.
    Um abraço
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Camila. Se realmente fosse só um romance eu acho que talvez tivesse menos impacto. Mas toda a trama tem mistério e uma grande história ao longo de anos.

      Excluir
  6. Olá Greice.
    Não gosto muito de romances, mas acho que leria o livro, gostei muito da premissa da guerra, do lugar onde a trama se desenrola e principalmente do mistério. Quem é a pessoa morta e porque tantas vidas podem mudar por causa dela, fiquei curiosa, você define o livro como drama e estou aprendendo a gostar do gênero.
    Até a próxima ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal se passar em uma ilha né? Isso para mim era novidade em livro de guerra com romance. E amei cada segundo!

      Excluir
  7. Oi,
    Caramba preciso indicar esse livro para minha amiga de blog, a Anne vai ficar toda boba com o nome da protagonista!! Rsrs
    Adoro histórias que retratam as dificuldades da segunda guerra mundial, o ultimo que li desse estilo foi "Belle" e esse livro mexeu comigo. Vou anotar a dica e ler assim que possível!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai menina. Belle foi algo extraordinário. Eu amei demais e está entre um dos livros favoritos para mim. E depois tem a continuação com o Entre o Amor e a paixão ue é tão bom quanto!

      Excluir
  8. Oi, flor. Gostei muito da sua resenha. Nada sabia sobre o livro, mas essa autora tem sido mesmo elogiada nas resenhas que tenho lido. Achei maravilhoso o enredo que o livro traz… A segunda guerra sempre gera histórias emocionantes, não? Gostei de saber que a obra traz temas como amizade e coragem.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oie Greice ,

    Eu não dava muitas coisas para esse livro. Mas parece que me equivoquei.
    Lendo sua resenha, deu para ver que é um livro emocionante, e vale a pena ser lido.
    Eu quase nunca leio livros com esse tema de guerra e tal, mas esse merece uma atenção especial.

    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, eu sou viciada nestas coisas sabe? De guerra e tudo o mais. Amo histórias assime para mim esta foi perfeita!

      Excluir
  10. Oiiie,

    Amiga, li a sua resenha por alto, sabe, pois estou LOUCA para lê-lo e quero ser surpreendida. Estou esperando o meu chegar. Mas vi que você adorou e acho que também vou ama-lo.

    Parabéns

    Bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeee, entendo que não queria ver nada que pudesse entregar sobre o livro. Mas depois diga o que achou sobre a história.

      Excluir
  11. Oi!
    Achei bem bacana essa história com todo esse drama de guerra envolvido, e ainda a descoberta de um novo amor.
    Infelizmente vou passar a indicação pois não consigo ler livros que mostrem as guerras assim tão a fundo :(
    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  12. Primeiro de tudo... Eu amei a capa da NC, achei ela muito linda. Mas essas duas que você colocou na postagem? Nossa!!!! São lindas também!!!!
    Depois... Como falar alguma coisa depois dessa resenha? O livro parece ter tanto sentimento que acho que não tem como não gostar. Uma das colunistas do blog que pegou ele para ler, e eu achava que se passaria na época da guerra e não me empolgou muito, mas estou pensando em adquirir o livro e dar uma chance já que você fala que isso foi só um entrosamento para a história de amor... e eu adoro uma história de amor, então... entrou na lista!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é sempre algo que pode mudar a nossa opinião, sempre penso assim. Por isso que tem livros que deixo de ler por causa da capa e depois me arrependo. Mas depois pede para sua colunista emprestar. rsrsrsrs

      Excluir
  13. Oii!!

    É a segunda resenha que leio para essa obra. Eu realmente não sou muuuuito fã de dramas, mas sempre abro uma exceção.
    Gostei de saber um pouco mais sobre o livro e principalmente do que ele se trata. Acho que não li nada que retrata a pós guerra ou até mesmo a própria guerra em si.
    Não sei se leria agora pois no momento estou procurando livros mais divertidos.
    Mas eu gostei bastante da sua opinião.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo Ana, você gosta mais de livros estilo Chick Lit né? Eu já amo dramas, sou meio que viciada neste gênero. E isto que é legal, porque assim podemos trocar informações.

      Excluir
  14. Olá Greice.
    Esse livro me chamou muito a atenção pela sutileza e delicadeza da capa, e pelas suas palavras acho que é um drama sutil com muitas faces e uma delas, uma das que mais amo que é... um pouco de mistério.
    Amei conhecer através das suas palavras os sentimentos desse livro, com certeza uma leitura obrigatória para fãs de drama como eu, anotado para o próximo ano.
    Beijos e parabéns pela resenha rica em detalhes.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  15. Olá! Simplesmente amei a capa desse livro, é linda! Adoro dramas, adoro leituras com elementos históricos. Já tinha visto esse livro em um book haul, mas é a primeira resenha que leio dele e olha, ficou maravilhosa. Só me deu mais vontade ainda de ler!

    Beijos, Maria.
    http://nerdsideblog.tumblr.com

    ResponderExcluir
  16. Oi!!!!
    Li algumas resenhas deste li e loga na primeira me apaixonei e coloquei na lista e nas outras não diminuiu meu interesse em lê-lo, sua resenha aumento ainda mais. Me sinto assim com alguns autores que me fazem bem ler, e quando preciso sempre recorro a eles. Gostei muito da postagem está linda, parabéns.

    Beijos Carla Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio Carla. Tem autores e autoras que tenho preferência porque geralmente não me decepciono e esta é uma delas.

      Excluir
  17. Olá,

    Adoro dramas, e pelo o que entendi esse não vai ser daqueles dramas mimizentos. O título do livro não me chamou a atenção, mas a capa e a sinopse, sim! Esta é a segunda resenha que leio sobre o livro e até agora só coisas boas. Quero muito ler e espero que seja uma leitura agradável, não sou muito fã de livros que se passam em guerras, mas darei uma chance a esse, vai que mudo de ideia.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Gre,
    Amo quando favorita um livro. Ainda não li nada da Sarah Jio...calma, não briga comigo...não me deleta da tua vida...kkkkkkkkk.....sabe né....ainda vou ler Entre o Amor e a Paixão....Pensa que já li Starters....kkkk...Sério agora. Gostei de saber que vou encontrar um amor inesquecível da primeira a última página e que ele te conquistou, ansiosa para ler. Beijos Elis!!!

    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou te dar uma chance porque nós gostamos de umas leituras diferentes, mas sempre temos opiniões boas sobre livros. E porque tu é muito minha amiga. kkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. <3 owin....tens um lugar especial no meu coração....e eu vou ler em 2016....to fazendo uma lista...kkkkkk.....Beijos Miga.

      Excluir
  19. Também gosto muito dos livros da autora, e apesar de As violetas de março ainda ser o meu preferido, gostei muito da história de O Bangalô. Esse cenário de guerra também me atrai, e achei tudo muito bem trabalhado, suspirei com o romance e o meio que o casal arrumou para se comunicar (não posso escrever aqui... rs). Tive vontade de matar uma certa pessoa enquanto lia, mas fora isso gostei bastante dos outros personagens.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmmmm. Violetas de março foi lindo né, também se passa em uma ilha. Mas este acho que me atraiu um pouco mais. E a forma de comunicação, com certeza foi maravilhosa.

      Excluir
  20. Oi, Greice!
    Eu curto muito livros que tenham como fundo as guerras.
    Antes da sua resenha, eu tinha ideia totalmente diferente desse livro. Acabei de ler sua resenha com muita vontade de le-lo.
    Parabéns pela sua resenha! Ela me conquistou mesmo.
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
  21. Oi amada!
    Eu to com esse lindo aqui na minha lista, e conhecendo a escrita da autora e pela sua resenha já entrou umas constantes na escrita de Sarah! Adorei a ambientação, acho que tem tudo para ser um drama que vou amar ler! Beijos
    Paulinha - Overdose Literária
    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Greice,

    Adorei sua resenha e cada vez mais tenho certeza que preciso ler algo dessa autora. Todo mundo fala muito bem dela e da sua escrita maravilhosa.

    Beijos!

    Cintia
    http://www.devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Amei a simplicidade e a beleza natural da capa do livro <3
    Sua resenha também ficou maravilhosa, me deixou com vontade de dar uma chance ao livro!
    Já estou seguindo e adorando o seu cantinho!!!!
    Beijos.
    Criei, recentemente, um blog para falar sobre filmes, series, cultura e artes no geral. Se puder dá uma conferida ficarei muito grata: http://cineleva.blogspot.com.br/ :)

    ResponderExcluir
  24. Oi Greice, sua linda, tudo bem
    Quando cheguei ao final da sua resenha, me deu um aperto, pois a impressão que você me deu é de que eles não ficaram juntos, e se isso for verdade, é tão injusto. Porque os amores verdadeiros não podem dar certos porque eles se tornam lembranças inesquecíveis. E anda mais com um cenário como esse, já vi que irei chorar horrores!!!! Não vejo a hora de ler, adorei sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amores perfeitos serão perfeitos para sempre né Cila, mesmo se duram ou não. O problema é o sofrimento que gera na separação. Mas não posso dizer o que acontece no livro. rsrsrsrs

      Excluir
  25. Ainda não li nada dessa autora, mas costumo ver tantos elogios relativos as suas obras que a cada resenha me sinto mais curiosa. Não curto muito esse cenário envolvendo guerra, mas de vez em quando gosto de sair da minha zona de conforto. Parabéns pela resenha.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  26. Oi Greice, tudo bem??
    Ontem estava em uma livraria e uma mulher me falou deste livro e achei a história bem interessante, lendo sua resenha fiquei encantada com o texto, mesmo que o livro fuja completamente de minha zona de conforto... essa questão de amores inesquecíveis, rola sim... as vezes um amor que foi muito importante para nós... é exatamente aquele que jamais esquecemos... mesmo que nossas vidas continue... mesmo que encontremos a felicidade com outra pessoa, mas aquela lembrança vira e mexe retorna, para confortar os nossos corações... adorei viu... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo. Por mais que as pessoas se separem, o amor fica guardado para sempre. Você disse tudo!

      Excluir
  27. Olá,
    Nossa, o livro parece ser bem bacana de fato, ainda mais depois de uma resenha dessa. Às vezes estamos distantes de uma pessoa, mas permanecemos nutrindo sentimentos, enfim. Muito bom, fiquei curiosa, só não curti a capa do livro.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Olá! Linda sua resenha, parabéns! Desde que vi os lançamentos da editora, a sinopse de bangalô me chamou bastante a atenção. E fico feliz por saber que é um livro com uma história gostosa de se ler. Fico imaginando as cenas nas praias, o bangalô...Aiai, deve ser uma delícia de ler. Sem contar, que ainda há o drama da guerra, ou seja, não fica nada meloso. Espero ter a oportunidade em ler. Beijos

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Olá.
    Tudo bom?
    Eu estou com esse livro aqui pra ler, mas ainda não tive a oportunidade.
    Fiquei curiosa com essa história de amor e com esse assassinato que acontece e que muda o rumo da história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Oi flor, tudo bem contigo ???
    Confesso que sua resenha me fez ver esse livro com outros olhos. Quando vi esse livro pela primeira vez criei um preconceito enorme com relação a ele, achava que seria apenas mais um romance, não sabia dessa carga dramática e histórica que ele possuía. Fiquei bem feliz por saber disso !!!
    Admito que não sei se lerei esse livro em um futuro próximo, mas se tiver a chance não o descartarei !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos