28 novembro 2015

27

Quando Você Voltar - Kristin Hannah! Resenha #269! Editora Arqueiro


Jolene é uma adolescente de 17 anos que está vendo seus pais se arruinarem coma bebida. Sempre enfrentou a briga constante dos pais e a luta de ver a mãe implorar um amor que não existia. Via ela ficar esperando pelo marido horas a fio enquanto ele ia embora por dias ou semanas e, quando resolvia aparecer, agradecia pela sua volta. Mas isto não durou muito e um acidente os levou. Assim Jolene aprendeu desde muito cedo o que era viver sem o amor dos pais e a se virar sozinha.

Jolene decidiu que o melhor ao chegar aos 18 anos seria entrar para o exército. E foi lá que conheceu Tami, sua melhor amiga, que compreendia a sua dor e estava ao seu lado o tempo todo. Jolene e Tami se tornaram pilotos de Black Hawk, helicópteros potentes que faziam as duas serem felizes com o trabalho de meio período na Guarda Nacional.

Agora Jolene estava com mais de quarenta ano, era casado com Michael, um advogado que recém perdera o pai e estava passando todo o seu tempo no trabalho, afundado em processo para ver se conseguia abandonar a dor do luto. O relacionamento não era mais o mesmo e até mesmo suas duas filhas, Betsy, de 12 anos, e Lulu de 4 anos, estavam percebendo a distância do pai. A família até então sempre fora feliz e perfeita, mas algo dizia que estava se rompendo e que tudo iria ruir.

Em um dia normal, após o 11 de setembro que acabou deixando os Estados Unidos totalmente desarmados, a guerra no Iraque começou a recrutar soldados para a batalha. E foi neste dia que Jolene e Tami receberam a convocação. Elas jamais imaginaram que isto poderia acontecer, por mais que fossem treinadas por mais de vinte anos. A guerra parecia algo inexistente para muitos, mas quem convivia com isso sabia que muitos pais, mães e filhos nem sequer voltavam mais de lá. E depois de uma briga Michael acaba dizendo que não ama mais a mulher e ela decide ir para a guerra.

A honra de lutar pelo país sempre foi muito forte no peito de Jolene e mesmo sabendo que abandonar suas filhas detona seu coração, precisa fazer aquilo por tudo que sempre acreditou. No Iraque percebeu a verdade sobre a dor da guerra e a verdade que a televisão não contava. E Michael, que ficou em casa e começou a perceber que o que falara para a esposa não passava de um mau momento, queria seu perdão. 

Um perdão que era quase impossível. O que uma família separada por uma guerra pode sofrer? O medo da morte diariamente. O pavor de lidar com a realidade todos os dias e tentar entender o real motivo para tudo aquilo aos poucos vai se tornando maior e a distância é tão dura que nem sempre será possível retornar.



Autor: Kristin Hannah
Título Original: Home Front
ISBN: 9788580411584
Páginas: 352
Ano: 2013
Gênero:  Ficção / Drama 
Editora: Arqueiro







 


Sou totalmente apaixonada pelas histórias de Kristin Hannah. O primeiro livro que li dela foi Jardim de Inverno e conseguiu me tocar de uma forma tão profunda que se tornou impossível não considerar ela uma das autoras que melhor sabiam escrever sobre guerra e drama e mesclar a verdade altamente dolorida deste períodos com a esperança do que restava dos personagens. 

Depois veio Amigas para Sempre e Por Toda a Eternidade, que é uma saga linda sobre amizade, perda, aprendizado e muito amor que também entrou na lista de favoritos. Então de forma alguma não poderia deixar de ler Quando Você Voltar. Tenho um fascínio enorme pelo período das guerras, mas não estava muito interessada em ver uma questão de guerra do Iraque, já que tenho uma certa visão não tão histórica sobre o fato. Isso muda completamente com esta leitura.

Este livro foi publicado aqui no Brasil pela editora em 2013 e se eu fosse ler o livro em 2014, por exemplo, eu pensaria totalmente diferente sobre algumas questões. A vida de Jolene é narrada com uma forma em que ela é guerreira e batalhadora, já que sempre foi abandonada e não amada pelos pais. O legal é que foi construída uma Jolene incentivadora, que não desistiu perante tantas dores e criou para si um ninho e uma família cheia de amor. Mas claro que toda família tem seus problemas. 

É nisto que a história começa a se basear. Na crise do casamento de Jolene, a dificuldade em lidar com a filha adolescente e a negativa de seu marido em aceitar sua profissão de ser uma soldado. E é quando vemos a personagem precisar ir para a guerra no Iraque depois de seu marido dizer que não a ama mais. e é esta parte que começa a doer tanto. Porque a personagem começa a mostrar a real razão de seu medo em ter de viver isto um dia: a guerra é mais real do que aquilo em que a gente vê na mídia. Nunca nos mostram a verdade como pensamos.

E é isto que este livro me mostrou bem mais. Atualmente vemos na televisão a guerra na Síria e todos os refugiados tentando escapar para países diferentes, tentando uma vida melhor, tentando não morrer e mesmo assim sem chances, precisando ver suas famílias morrerem em naufrágios ou fugas arriscadas. São pessoas inocentes envoltas pelo ódio de milhares. 

Quando Você Voltar mostra a luta diária, o medo de Jolene, a força de viver a cada segundo em meio a um inferno. Fala sobre a verdade do estresse pós-traumático e o quanto isto afeta os que retornam de guerras e o quanto isto muda cada um. A dor da personagem ao perder amigos é intensa e emociona. E por outro lado o arrependimento por diversas coisas que sua família que ficou para trás fez também arranca pedaços do coração do leitor.

Você vai pensar em tudo. O real motivo de as pessoas quererem matar umas as outras, de o mundo estar tão perdido em ganância e interesses e ao mesmo tempo desejar que a união e o amor faça a família se reconfortar em um abraço novamente ou conseguir se ver para perdoar-se. É por isso que sempre penso que cada minuto em nossas vidas é essencial já que não sabemos como será o amanhã.

Perfeito!







27 comentários:

  1. Esse livro pelo visto deve ser lido com um lencinho do lado neh?!
    Achei uma história emocionante somente pela sua resenha, imagine lendo o livro.
    Abraço
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Eu já li alguns livros da autora, e são maravilhosos! Cada história é emocionante e linda na medida certa, sempre trazendo uma mensagem positiva, ou levando o leitor a reflexão. Muito bom, e um ótimo presente.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  3. Olha eu sinceramente gostei bastante da sua resenha, mas eu não me senti atraida para ler o livro não. Desde de seu lançamento ele não me chamou atenção não. Acho que não é um gênero que eu pegaria para ler pelo menos agora, mas não custa também conhecer sem antes julgar né? Pelo que percebi aborda questões importantes sobre o ser humano e isso é bacana. Eu gosto de livros assim, mas mesmo assim a estória em si mesmo não me puxou para ler. Ma quem sabe pra próxima né?

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/resenha-amor-imortal.html

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Acredita que eu ainda não li nenhum livro da autora? Bom, ver que você gostou tanto me deixou animada para ler, principalmente por eu ainda não conhecer a escrita da autora, e a forma com que ela caminha com suas histórias. Vou adicionar na listinha de desejados, e espero que os personagens consigam me cativar ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. como eu chorei com este livro, um dos meus preferidos e mais marcantes!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Greice, eu nunca li nada da autora mas sempre ouço falarem muito bem dos livros dela. E eu adorei a sua resenha e adorei tudo o que você comentou sobre a obra, ela parece ter uma trama delicada e que cativa o leitor, fiquei bem entusiasmada com a leitura, espero ter uma oportunidade de conferir!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá, Greice.
    Eu li Jardim de Inverno também e me apaixonei pela escrita dela. Chorrei horrores e quis ler outros livros da autora. Mas ainda não li mais nada hehe. Eu tenho Amigas para sempre aqui e assim que der eu vou pegar para ler. Quanto a esse livro, eu quero ler também, fico imaginando como deve ser a situação que Jolene passou. Eu oro todos os dias para que o Brasil nunca entre em guerra porque imagino como ficam as famílias.

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Nunca li nada remotamente parecido ao livro descrito! E fiquei bastante curiosa sobre como a autora irá abordar o assunto. Ainda não li nada da Kristin, mas já vi muitos comentários positivos.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Também sou apaixonada por Kristin Hannah! O primeiro livro dela que li também foi Jardim de Inverno e amei demais, ela realmente soube trabalhar a guerra e o drama como ninguém. O que mais gostei que você disse sobre Quando você voltar foi o fato dele fazer a gente refletir tanto, cada minuto em nossas vidas é mesmo essencial e dói muito em mim essa coisa das pessoas matando umas às outras. Quero ler.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  10. Oi Greice, tudo bem ???
    Preciso admitir que não conhecia esse livro, e se não tivesse lido sua resenha, teria pensado que o livro era algo que não era e fugiria dele por muito tempo, rsrsrs. Graças a você encontrei um livro que conseguiu me conquistar, um livro que eu leria com toda a certeza, sem pensar duas vezes !!!
    Gosto muito de dramas, e apesar de ser fã assumida dos dramas românticos antigos, gosto de alguns dramas atuais também, principalmente aqueles que relatam problemas reais, sérios, complexos e que nos fazem pensar.
    Se tiver a oportunidade, com toda certeza lerei esse livro !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  11. Olha... nunca li nada da autora, mas como boa feminista que sou, adoro personagens femininas fortes. Anotei aqui o nome da autora.
    Beijos,Maisa.
    Reinoliterariobr.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Gostei bastante de suas postagens e colocações, porém não consegui me interessar por nenhum dos livros. A temática, o gênero e a capa não conseguiram me agradar. É uma pena :/
    Beijos
    http://www.vivendonoinfinito.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Eu não conhecia a autora e suas obras, mas pelo que pude ver de sua resenha parece ser uma história fascinante. É o tipo de história que não temos como conceber aqui, pois os atos de terrorismo e as convocações das Forças Armadas não chegaram ainda... Lá, os cidadãos dos EUA passam por isso o tempo todo... Eu me imagino na situação de esperar alguém retornar da Guerra... deve ser angustiante... Não sei se aguentaria. Parabéns pela resenha, ficou muito boa!
    Abraços!
    Nu.
    Blog As 1001 Nuccias

    ResponderExcluir
  14. Esse livro ta na lista ha tempos...e acabo nao lendo. Acho que vou ler Caminho para casa primeiro.
    conhecendo o blog hj...seguido. bjao
    Nat

    letrasebelezas.blogspot.com.br
    @letrasebelezas

    ResponderExcluir
  15. Gente, não conhecia ese livro e gostei demais por vários motivos: Gosto de livros e filmes que retratem uma realidade da guerra que não conheço ou não vejo na TV, e adoro livros que também retratem coisas familiares, como brigas, reconciliações, enfim, o cotidiano de uma família comum que beire verdade, a minha realidade. Amei demais a sua resenha e com certeza esse seria um livro que me faria refletir bastante, ou chorar muito também. Amei a personagem, me pareceu ser bem forte, que não se deixou abater jamais. Dica anotada e espero de coração conseguir lê-lo.

    bjs

    ResponderExcluir
  16. Oi, amoooo livros que tenham o assunto guerra ou família no enredo. Me interessei muito pela história, não conheço a escrita da autora e com certeza sei que irei me emocionar bastante, fiquei bem curiosa em saber se ela voltou da guerra com a amiga e se o marido teve o seu perdão(ele foi um grande idiota em. Péssimo momento para falar isso pra ela). Espero gostar muito da história também, e espero de coração conseguir lê-lo logo.

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Oi,

    Adorei o seu ponto de vista sobre a historia, como você descreveu como ele emocionante, mas realmente livros com temas históricos não me chamam atenção, sempre preferi os distópicos, então esse não seria um livro que eu leria.

    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi, Greice
    Se me conheço bem, tenho certeza que iria amar os livros da autora. Todos falam tão bem, e são tocados pelos livros que fico muito curiosa.
    Ela parece realmente saber como escrever sobre sentimentos. Acho que começaria por Jardim de Inverno, como você.
    Bela resenha, é para se refletir em tudo isso mesmo.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá Greice, amo o livro jardim de inverno da autora, eu chorei tanto naquele livro que tive convulsões e sou chata para livros assim, mas a Kristin se tornou uma das minhas preferidas nesse gênero romance/drama ela consegue nos tocar e nos transmitir exatamente os sentimentos dos personagens em questão, nos faz ter a mesma visão e sentir as mesmas angustias, são poucas que fazem isso tão pungente. Adorei a sua resenha, não imagino largando meu filho pra ir pra guerra e nem ele indo pra guerra acho que morreria somente com a distância, mas só quem tem isso como realidade pode verdadeiramente opinar sobre esse sentimento.
    Anotado mais esse da Kristin.
    Beijos.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  20. Oiee.

    Não conhecia o livro e nem me lembro de já ter lido algo da autora, porém sua resenha me deixou um pouco curiosa, pois essa questão familiar nos enredos dos livros sempre me deixam com vontade de ler as obras

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Nunca li nada da autora, mas a culpa tb tem parte da Editora. Por que fazer essas capas tão sem graça? As capas da Arqueiro sempre me decepcionam.
    A história parece ser muito boa e eu estou curiosa para ler.
    Beijos, Tabatha
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oiee!!
    Eu sou suspeita para falar da Kristin, adoro tudo o que ela escreve me emociono e reflito muito com suas histórias!!
    Com Quando você voltar não foi diferente, logo nas primeiras páginas já estava chorando!!
    É lindo demais ver Jolene superar os obstáculos e ver Michael crescer a cada dia!!
    Ótima resenha!!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  23. Olá,
    Gosto muito dos livros dessa autora, mas tenho uma preguiça básica de começar a ler, sei lá porque. Mas enfim, gosto da premissa dessa obra dela e tenho curiosidade de ler.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Oi gatona!
    Adoro história que envolvam essa temática de guerra, sejam hoje ou antigamente.
    São livros fortes que te fazem pensar e repensar muita coisa, pois apesar de naquele momento, em suas mãos, se tratar de uma obra de ficção, sabemos que aquilo se repetiu um dia inúmeras e inúmeras vezes.

    Adorei sua resenha, não conhecia a obra mas fiquei com muita vontade de ir atras!

    Bruna Petri Lima | http://estanterecheada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Olá Greice,

    Acho que li um livro da autora e gostei muito, se eu já queria ler outros delas imagina agora depois da sua resenha....kkk..fantástico....bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Nossa... Quase não acho como comentar aqui, mas enfim.. kkk Gostei muito da sua resenha. Só não sei se entrou para minha lista de leitura.

    Abraços,

    Blog:http://ossegredosdoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Oi Gre,
    História com um enredo tão forte como esse, normalmente conquistam muitos leitores. E bem pe Kristin né? Ela é demais. Creio que eu não conseguiria me tornar um soldado, não gosto de sofrer. Porém fiquei bem curiosa com a leitura....<3 Quero ler kkkkk

    Beijos Elis
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos