19 novembro 2015

23

Confissões de Inverno - Brendan Kiely! Resenha #267! Editora Arqueiro



Aidan Donovan está passando por um momento bastante conturbado. Precisa assistir a sua mãe fazer as grandes festas de Natal como se fosse igual a todos os anos anteriores e sorrir para todos como se nada tivesse mudado. Morar em uma grande mansão transformava a solidão em um local maior ainda. E ninguém parecia notar todo aquele problema. Ou fingiam não notar, já que as famílias ricas não desejavam mostrar nada a ninguém.

O pai de Aidan fora embora um ano antes, alegando que precisava se mudar, já que encontrara uma nova paixão. Deixou mulher e filho sozinhos e o que restou para Aidan foi continuar vivendo sem um pai que antes não lhe dava atenção e agora muito menos.

Aos poucos surgiu a oportunidade de Aidan de trabalhar na Santíssimo Sangue, uma igreja que buscava doações para construir escolas e ajudar os necessitados. O padre Dooley e o padre Greg faziam bastante pela igreja e aquele novo padre, o Greg estava conquistando ainda mais o público da região. Greg tinha o poder de persuadir as pessoas, tinha o poder de emanar uma segurança que deixava Aidan feliz e seguro, já que era em Greg que agora podia contar suas inseguranças.

Em um certo momento o mundo começou a ruir e coisas começaram a acontecer. Aidan precisava beber e usar medicamentos para esquecer o que acontecia, até que amigos surgiram e uma nova curiosidade apareceu. Mais o que se guardava no peito de Aidan agora não podia mais ser removido e todo o medo e o pavor e o entendimento que ele tinha sobre o real amor estava perdido, talvez para sempre.





Autor: Brendan Kiely
Título Original: The Gospel of Winter
ISBN: 9788580414639
Páginas: 224
Ano: 2015
Gênero:  Ficção / Drama
Editora: Arqueiro










Olhando para a capa do livro sem ler a sinopse acredito que você pode imaginar muitas coisas diferentes. Quando a capa real foi divulgado pela editora fiquei pensando seriamente se seria sobre algum suspense, mistério ou assassinato. Ao ler a sinopse percebi que mesmo que não se tratasse de um livro em que houvesse um assassino de verdade, falaria sobre perdas de uma forma bastante polêmica.

Há muitos livros que tratam de diversos assuntos em que eu considero serem polêmicos de uma forma em geral, mas que consigo encarar de uma forma ampla em um cenário natural criado pelo escritor ou escritora. Na verdade, é mais como se fosse mais fácil lidar com a questão. No caso de Confissões de Inverno o tema também é bastante polêmico e confesso que tive um certo problema em aceitar o que realmente acontecia. 

Não dá para negar que Brendan Kiely tem uma escrita diferente e consegue te fazer entrar na mente do personagem principal. É como se você vivesse o Aidan e com isto, aos poucos vai sendo conduzido a uma trama que inicialmente parece ser de um sofrimento pelos acontecimentos turbulentos da vida do adolescente e na verdade, com o encaminhar da narrativa vai-se percebendo que as dores internas são tão intensas que começam a pesar diretamente no comportamento do garoto.

A verdade é que sempre nos deparamos sobre a questão de igreja X padres X sociedade. O Vaticano hoje encara uma guerra contra o abuso e mesmo com isso sempre houve rumores em muitos lugares. E o ponto onde o livro quer chegar de verdade é o que realmente significa o amor para muitas pessoas e como ele pode ser conturbado para algumas pessoas e como pode desfigurar totalmente a vida atual e despedaçar o futuro dos que ficam calados.

Houve momentos em que me irritava com o Aidan. Ficava pensando o motivo das atitudes infantis do garoto e qual a verdadeira razão de tudo mudar e do pensamento dele de reagir de tantas formas diferentes. E aos poucos isto vai sendo relatado e descrito pelo autor. E então analisamos tudo e nos colocamos no lugar do personagem. É um livro denso e dolorido, mas que desperta a real necessidade dos pedidos de ajuda por debaixo dos panos.







23 comentários:

  1. Não foi um livro que me atraiu muito.
    Adorei a capa e a sinceridade nas suas impressões.
    Mas não me convenceu,
    Valeu a dica =)
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. Ola Greice lindona o tema aborda um tem bem polêmico, e sua frase final foi impactante com esse pedido de socorro debaixo dos panos. Difícil saber como será a reação de quem vive essas situações por isso fiquei curiosa com o protagonista, pretendo ler em outro momento. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Greice.
    A sua é a segunda resenha que leio desse livro e já tinha me interessado em ler ele. Eu gosto de livros que abordem temas polêmicos como esse. É interessante de ver como cada blogueiro destaca um aspecto do livro. Na sua resenha li coisas que não tinha lido na outra e vice-versa. Essa parte sobre a igreja, por ser evangélica não gosto de me pronunciar, porque esse tipo de coisa acontece em qualquer lugar, independente.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Sil, este livro foi bem diferente do que costumo ler. Pelo menos no tema.

      Excluir
  4. Oi, Greice!
    Olha, pela sinopse imagino que rolem vários temas pesados nesse livro, o que meio que me surpreendeu, por se tratar de um YA. Ainda estou meio em choque pelo autor ter escolhido um tema tão espinhoso quanto a religião e a Igreja Católica, e fui justamente isso que me chamou a atenção na resenha! Preciso desse livro!! Hahaha.
    Já está na minha lista e vou fugir de outras resenhas porque nem todos tem a consideração que você tem de não dar spoilers!
    Bjos,

    Mari,
    Mari The Reader

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi mais isto que me chamou a atenção também Mari. Fico meio com medo desta coisa de religião, mas esta foi bem estruturada.

      Excluir
  5. Parece ser um livro angustiante. Por mais que seja comum vermos notícias sobre abusos de padres, este sempre será um tema polêmico e desconfortável. Não sei se leria.
    Beijos!
    http://caindonacultura.com

    ResponderExcluir
  6. Amiga primeiramente quero te dar os parabens, porque eu amei a maneira como abordou a sua resenha e suas impressões, até porque eu ainda não conhecia esse livro, mas sinceramente ele não me atraiu. Eu tinha lido a sinopse antes de tudo e até que gostei, mas depois que li sua resenha seilá, não me senti assim com vontade de fazer a leitura pelo menos por agora sabe? Mas mesmo assim gostei dos seus comentários e da sua sinceridade em relação ao livro. Seilá, eu acho que não leria não. Mas gosto de livros que tratam de assuntos assim que nos traga alguma lição sabe? Acho que seria o caso, mas mesmo assim vou deixar para ler mais pra frente.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/memorias-literarias-como-assim-dez-anos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Silvana. Acho que é por isso que é importante resenhas sinceras. Com isso conseguimos decidir o que lemos ou não.

      Excluir
  7. Olá!!
    Eu gosto de livros densos, com drama reais que fazem o leitor sentir cada ação e pensamento!!
    Faz parte se irritar, as vezes fico tão irritada ao ponto de querer entrar na historia e dar um safanão no personagem rsrs
    A capa também me confundiu um pouco, achei que era totalmente diferente!!
    ótima resenha!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oiee.

    Não tinha conhecimento desta obra, porém por se tratar de algo tenso e dolorido me chamou bastante atenção e espero ter a chance de conhecer a obra o quanto antes

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  9. Pelo que vejo o livro aborda um tema bastante difícil de ser digerido pela maioria das pessoas né? Além disso, vejo que o autor conseguiu ir bem afundo nas questões psicológicas do protagonista, que passa por momentos bem conturbados e tal. Enfim, tenho certeza que apesar de ser meio pesado o livro deve ser bem interessante por aborda esse assunto que uma vez ou outra vemos um "caso" estourar na mídia.

    bju
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, isto mesmo. Nem sempre isto aparece, mas sabemos que acontece. É a mesma situação do livro.

      Excluir
  10. Oi Greice,

    Não tenho coragem de ler livros assim...concordo contigo que pela capa temos outra impressão do tema do livro...eu acho interessante a temática e tal mas tenho receio de leituras fortes assim, já que fico toda deprimida e não esqueço os fatos um longo tempo depois!!

    tua resenha está ótima...

    bjs

    Eu Pratico Livroterapia


    ResponderExcluir
  11. Oi Greice!
    Realmente não dá para imaginar que o livro vai ter essa história toda através da capa.
    A história de Aidan parece ser bem complicada... Não sei se leria o livro, pois acho que eu iria acabar sofrendo com ele.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POis é, tem algo na capa que não chama muito a atenção. Mas talvez se entregasse tudo será que seria muito chamativa ou daria curiosidade, né?

      Excluir
  12. Olá!
    Não me sinto preparada para ler esse livro, pois acho que ele exige isso. Hoje, se eu lesse um livro denso e dolorido, demoraria meses.
    A premissa desse livro é interessante e o fato de ele falar sobre o amor me fez querer muito ler, mas não será nesse momento. Preciso de algo mais leve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu solicitei esse livro somente pela polemica. Quer dizer, quando imaginei que tocaria em algum assunto polemico pensei que seria mais do que interessante ler - adoro um livro com polemica, seja essa qual for. Ler sua resenha me fez pensar que foi bom eu não ter lido o livro ainda. É que agora já vou com outros olhos para a leitura (ainda mais por você comentar que ela é densa e dolorida). Acho que eu precisava ler algo sobre o livro para ir um pouco mais preparada para o que a leitura promete. Espero gostar do livro.

    Ah, e gostei bem mais da capa da arqueiro :)


    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  14. Oi!!!
    Não conhecia o livro até ler uma resenha, que também me chamou atenção como a sua, tanto que coloquei na minha lista do Skoob.
    Os temas abordados me atrai muito por ser polemico e pouco discutido, mas que infelizmente está presente no dia a dia de muitos adolescentes.
    Parabéns pela resenha.

    Abraços Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Eu não conhecia o livro e não entendi muito bem o enredo. Parece ser uma história bem polêmica e que vai mexer com o leitor. Vou anotar a dica e ler e tirar as minha próprias conclusões, pois livros que envolvam a igreja católica é sempre problemáticos.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie! Não sei por que, mas esse não foi um livro que me chamou a atenção! Tanto é que solicitei outro livro, em vez desse kkkk
    Bjs, se puder comentar nesse post ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2015/11/especial-de-natal-universo-uc.html
    E tem promoção na fanpage! Corre que é os últimos dias:
    https://www.facebook.com/Resenhasteen/?sk=app_154246121296652

    ResponderExcluir
  17. Oi Greice, tudo bem contigo ???
    Confesso que não conhecia esse livro, para ser bem sincera contigo, nunca tinha visto ele em nenhum lugar por aí, mas como desde que me mudei não tive mais a chance de passear pelas livrarias, estou meio por fora dos lançamentos e livros diferentes que sempre descobrimos quando passeamos por esses lugares maravilhosos !!!
    Gostei muito de sua resenha, e apesar de ter achado a premissa super interessante, não sei se leria o livro. Tenho a impressão de que iria passar toda a leitura com muita revolta, devido ao que entendi desse livro, mas quem sabe, se rolar uma chance, eu dê uma oportunidade para o livro !!! ^^

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  18. Oie Gre,
    Sabe que quando li a sinopse, percebi que de repente aja pedofilia na obra, mas não certeza se é isso mesmo. No entanto mesmo sendo denso, fiquei curiosa com a obra. Pois os gritos de socorros ocultos, parecem passar sempre despercebidos diante dos nossos olhos.

    Beijos Elis
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos