04 setembro 2015

22

Para Continuar - Felipe Colbert! Resenha #253! Editora Novo Conceito


Leonardo César há algum tempo descobriu que possui uma doença incurável. Ter um coração que não pode ser capaz de aventurar-se como os corações normais não causa a maior felicidade do mundo, mas Leonardo já aprendeu a conviver com isso. Só não aprendeu a compartilhar isso com as outras pessoas. Mesmo estando na faculdade, as únicas pessoas que sabem sobre a sua real condição é o seu melhor amigo Penken, sua ex-namorada Malu e seus pais. Não vê motivo para contar a mais ninguém, já que considera que as pessoas vão sentir pena dele, além de que não faz nada muito tentador para correr o risco de seu coração ter um colapso.

Ayako Miyake vive com o seu avô e com Ho, um amigo em uma pequena casa junto a uma loja de luminárias. Aquela é sua pacata vida, mas que a mantem feliz e alerta a qualquer movimento fora do normal. Ayako perdeu seus pais cedo em um acidente de moto e por isso traz consigo uma grande obrigação que não pode repassar a ninguém e é muito mais do que um segredo já que no porão da casa onde mora vivem milhares de luminárias que selam o destino de pessoas e seus corações apaixonados. O lugar é mágico e precisa ser escondido do mundo para que ninguém destrua a beleza da felicidade e da paixão.

Ho é o primo de Kong, dois chineses que conseguiram escapar de um massacre na China, mas que infelizmente não conseguiu fazer a família deles escapar. Ho tem um distúrbio mental que o leva a ter pensamentos como os de uma criança e Kong não tem muita paciência com ele. Mas para o avô de Ayako e para ela, ele é uma proteção para a loja e para o porão, já que morando ali, Kong não os perturba. Porém Ho é apaixonado por Ayako e a cada segundo se torna mais explorador sobre o que acontece na casa.

Em um dia normal, Leonardo e Ayako se encontram no metrô e algo é despertado entre eles. É como se uma luz se acendesse. E neste meio tempo Leonardo parece sentir algo maior em seu coração que não o seu falhar contínuo.
O problema é que a garota mesmo que com vontade de retribuir, tem receios do que pode acontecer com tudo o que acontece a sua volta e com o segredo que precisa guardar, já que as luminárias são cuidadas todos os dias. E é neste cenário que a mistura de conquista, romance e perigo vai entornar a vida de duas pessoas que estão fadadas a um destino, mas não sabem se viver juntos será o ideal para a continuação do amor de todas as outras pessoas.




Autor: Felipe Colbert
Título Original: Para Continuar
ISBN: 9788581637952
Páginas: 224
Ano: 2015
Gênero:  Ficção / Romance / Fantasia
Editora: Novo Conceito








Este é o primeiro livro que leio do autor Felipe Colbert. Apesar de também ter o Belleville, que foi a primeira obra lançada pela editora Novo Conceito, me joguei em Para Continuar. Felipe é bastante famoso por seu romance anterior e só tinha até então ouvido falar muito bem dele e lido resenhas positivas e agora, enfim, posso dar minha opinião.

Para Continuar tem uma linguagem simples e fluida, daquelas que você pode parar para ler o livro em um momento e as horas passam facilmente e você está lá, naquele mesmo lugar lendo. Não tem algo que faça você parar para pensar em como aquilo foi complicado ou como aquele momento da trama foi mal interpretada, pelo contrário, o autor consegue ir montando sua história com início meio e fim de uma maneira totalmente suave.

A história se passa na cidade de São Paulo, principalmente no bairro da Liberdade. Gosto quando as histórias agregam um padrão de detalhes, contando um pouco sobre o lugar, já que não conheço quase nada da cidade e além de conhecer os personagens é muito melhor se conhecermos por onde eles andam e vivem. Isto também está um pouco descrito no livro, mas gostaria que Felipe tivesse contado mais detalhes. Porém em nenhum momento isto deu uma falta de vazão para o que acontecia.

O que me encantou de verdade foi a criação de um lugar onde existem as luminárias. Não posso falar muito para acabar não soltando spoilers, mas a fantasia do livro se deu basicamente com esta questão e acredito que o que tenha enriquecido esta obra em especial tenha sido isto. Você imaginar um lugar onde milhares de luminárias estão "vivendo" através do amor de pessoas, te faz acreditar em muito mais coisas, em muitas mais fantasias além da criada por Felipe.

Não dá para negar que a obra também contem muitos clichês. O drama utilizado pelo autor foi bem traduzido, apesar de que em mim não gerou muita expectativa. Antes do fim já imaginava o desenrolar da história, o que diminuiu a perspectiva, mas de qualquer forma não deixou de ser um final em que a esperança não deixa de ser aquela que sempre carregamos em nossos corações.

É um livro com um bom romance e uma boa lição. Foi bom conhecer Felipe Colbert e o considerar um talento nacional.



Este post faz parte da Maratona Setembro Nacional
Para saber mais clique aqui.





22 comentários:

  1. Oi!
    Quero muito conferir a escrita do Felipe, muita gente elogia por isso ja solicitei e quero ler esse mes.
    Adorei sua resenha! uma pena os cliches, tomara que ainda seja surpreendente.
    Abraço!
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você vai ter a chance de ler Guilherme e desejo que goste!

      Excluir
  2. Oie,
    estou com este livro em casa, mas ainda não li.
    Vi muito elogios sobre ele, mas ainda estou na dúvida se vou gostar.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POis é Vanessa, depende muito dos gostos. Eu ainda vou ler Belleville para ver qual é o melhor.

      Excluir
  3. Oi Gre,
    Achei esse livro lindíssimo, pelo menos a capa..shauhsua....e olha gostei da temática do livro e do trecho que li ali na imagem, mas ainda não está na minha lista de leitura, que é enorme....kkkk....mas espero em breve poder ler. Gostei da tua opinião e para desanuviar a mente parece perfeito.

    Beijos Elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Greice, tudo bem?
    Eu ainda não li nada do Felipe, mas tive o prazer de o conhecer na Bienal no último sábado e ele é uma simpatia.
    Gostei de conhecer mais deste livro através da sua resenha. Eu pedi para resenhar mas ainda não recebi.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é bom conhecer os autores né Lia? Eu ainda vou para a Bienal!!

      Excluir
  5. Oie
    É primeira resenha que leio sobre o livro e fiquei muito interessada. Achei muito legal a ideia do autor sobre a cidade de luminárias. Ai quero ler.

    Adorei sua resenha!!

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie Greice =)

    Não cheguei a solicitar esse livro, por que não gosto de ficar acumulando livros de parceria mas pretendo ler ele assim que tiver oportunidade. Sempre leio boas criticas a respeito do livro anterior do autor e de tudo que li desse Para Continuar até i momento acredito que vou curtir a leitura.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale sobre acumular livros hein... mas até que estou mais em dia do que o normal, até porque não tenho tido dindin para comprar novos. hahahahah

      Excluir
  7. Oi Greice, sua linda, tudo bem
    O significado que envolve esses balões da capa deve ser lindo!!!!! Fiquei encantada quando disse que essas luminárias sobrevivem através do amor das pessoas. Mas já li algumas resenhas comentando que o primeiro livro do autor é melhor do que esse. Então, no momento quero ler Belleville. Sua resenha ficou ótima!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila, pois é menina, eu também li coisas assim. Mas acredito que depende da idade da pessoa. Acho que Belleville deve ser mais forte do que Para Continuar.

      Excluir
  8. Oi Greice!
    Também conhecia o autor pelo outro livro dele, Belleville, mas ainda não o li ):
    Não sei se leria Para Continuar por não curtir tanto livros com muito romance (acho que dos poucos livros do gênero que li, os únicos que conseguiram me encantar muuuito foram os da Emily Giffin), mas pretendo ler Belleville. Se eu gostar, quem sabe não dou uma chance para esse também?
    Beijinhos!

    Daisy - nuvemdeletras.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, eu tenho momentos sabe Daisy. ( Me lembrou o livro Daisy está na cidade!) A Emily é uma autora fofa demais também!

      Excluir
  9. Olá,
    Eu não gosto muito desses livros um pouco clichês e previsíveis e confesso que a premissa desse não despertou meu interesse, mas autores sempre se aperfeiçoam e evoluem, é bacana ver a literatura nacional ganhando destaque.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Adorei essa ideia de ler livros nacionais durante um mês. A primeira coisa que me chamou a atenção foi a capa. Adoro essas coisas orientais, mas nunca me aprofundei e agora tenho muita vontade de ler livros com essa temática.

    Quanto a história, comecei a sinopse achando que seria um sick lit, mas então me surpreendi com esse mistério de um triângulo amoroso.

    To bem curiosa.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ágata, realmente a capa foi muito bem criada pois tem tudo a ver com a história.

      Excluir
  11. Olá Greice,

    Esse livro está na minha lista de desejados, não li nada do autor ainda mas tenho um aqui dele na lista de espera, fico feliz que tenha gostado apesar da ressalva...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Greice!!
    Ainda não tive oportunidade de conhecer a escrita do autor e confesso que este livro não chamou minha atenção. No entanto, quero muito ler Belleville, já vi comentários bem positivos sobre :)
    Ps. Que pena que você não terminou de assistir a série Outlander... mas te entendo. Viver todo drama novamente não dá né? rs
    Beijos :-*

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. É impossível não se apaixonar por essa história e não se envolver com os dilemas vividos pelos personagens. Esse livro me proporcionou uma leitura leve, agradável e emocionante. Essa leitura tocou o meu coração e eu sempre me lembrarei dessa história com muito carinho. Por todas essas razões, só me resta dizer, que esse livro merece ser lido pelos leitores do mundo inteiro, porque eu tenho certeza, que assim como aconteceu comigo, todos vão se apaixonar por ele.

    ResponderExcluir
  14. A capa não me chamou a atenção, mas depois que li sua resenha, desejo muito ler o livro.

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos