15 julho 2015

6

Bruxa da Noite - Nora Roberts! Resenha #245! Editora Arqueiro


Em 1263, Sorcha era uma poderosa bruxa que tinha três filhos, sendo duas meninas e um menino. Morava no meio de uma floresta ao invés de protegida no castelo e gostava de ensinar aos seus filhos seu dom, já que os mesmos iam demonstrando seus poderes aos poucos, mas Sorcha sabia que algo terrível vinha espreitando as sombras em busca daquela família. As trevas estavam em busca da luz e a mãe precisava proteger seus filhos. Assim foi criado um cavalo, uma águia e um cão para estar sempre com eles. Mas Cabhan era mais poderoso e eterno.

Nos dias atuais Iona Sheehan foi mais criada por sua avó do que por seus pais e foi através dela que aprendeu o lado bom da magia. Sabendo que onde vivia não era feliz e que havia algum lugar que a chamava, decidiu ir para a Irlanda e buscar sua família restante e quem sabe entender o que se prende em seu coração como um chamado.

Branna é irmã de Connor e tem uma loja de produtos artesanais na pequena vila do condado. É lá em que ela cuida de sua adorável cachorra, que está sempre alerta ao lado de sua dona, e onde atende a população com poções e produtos que melhoram a saúde deles sem que os mesmos saibam que ela é poderosa, exceto sua grande amiga Meara.

Connor é um grande professor que ajuda na escola de falcoaria da vila. Tem um apreço grande pelas aves e pássaros e é muito amigo de Boyle e Fin, os sócios do estábulo local. Connor tem por amante um belo falcão e nos estábulos é onde fica o cavalo que guiará Iona.

Aos poucos eles vão se preparando para uma profecia que diz que as trevas logo retornarão para buscar aquilo que um dia tentou levar consigo e eles precisam planejar os momentos e estar atentos a cada sensação. Cabhan está espreitando aos poucos e irá colocar todos em perigo e até mesmo tenta matá-los para conseguir o que precisa.



Autora: Nora Roberts
Título Original: Dark Witch 
ISBN: 9788580413847
Páginas: 320
Ano: 2015
Gênero:  Drama / Romance
Editora: Arqueiro









É meio estranho eu começar a parte crítica de uma resenha perguntando se você já leu algum livro da Nora Roberts. Sei que metade das leitoras já fez este ato. Eu até o ano passado ainda não tinha conseguido concretizar esta façanha o que de fato aconteceu belamente com a saga de Quarteto de Noivas, também publicado pela Arqueiro. Somando-se a isso posso falar que os livros foram de uma imensidão satisfatória que eu ficava cada vez mais feliz quando a editora publicava a continuação da história. Isto até chegar a trilogia dos Primos O'Dwyer, ou seja, esta trilogia que se inicia com Bruxa da Noite.

Sempre tive a visão de que Nora Roberts escrevesse livros românticos e histórias que causassem um suspiro total. Não há como negar que ela é um ícone literário que faz chover dinheiro em tudo o que lança e quando vi que viria novo lançamento pelo ar já imaginei um mundo de mágica digno de momentos debaixo das cobertas e sonhos aleatórios com algum casal especial. Se você também imaginou isto ou ainda imagine, descarte isso.

Bruxa da Noite me surpreendeu de algumas formas. Lendo a sinopse percebi que tinha algo a ver com magia e com mistério mas não imaginava que chegaria tão profundamente a uma versão mais de suspense do que de romance em si. 

Em um primeiro momento conhecemos os antepassados dos primos O'Dwyers, que dá toda a entrada na história, para depois conhecer aos poucos os personagens que serão os guias de cada um dos livros, sendo que neste primeiro é Iona a principal. 

A história por si não é ruim e nem mal contada. Na verdade foi uma expectativa alta criada que acabou criando uma falsa expansão de algo que não acontece de forma favorável nesta história. Ou melhor, até ocorre sim, mas em proporção bem menor, uma vez que o foco principal está apontado para a magia, o aprendizado da bruxaria e a união dos primos na luta contra um mal que tenta destruir a família há séculos.

Em contrapartida com a falta de romance, tem a questão de haver um laço profundo de amizade e proteção que une os personagens a todo o momento. Como três deles são primos, mesmo que Iona não os tenha conhecido antes, eles mesmo assim consideram-na uma grande aliada e fazem de tudo para que ela sempre esteja a salvo já que vira e mexe acaba se metendo em alguma confusão.

Como Nora precisava entoar o livro com bastante mistério e a pitada de sabor entre dois personagens, acredito que as cenas em que o vilão da história aparece se torna um pouco cansativa já que parece sempre ser a mesma coisa, mesmo que seja necessária para a compreensão. Para mim uma ou duas vezes teria sido o suficiente, mas são mais seguidas do que o normal e acaba se tornando uma corrida ao redor da mesmice.

De qualquer forma não há como negar que tenho imensa curiosidade pela continuação da história e quero ler o restante da trilogia. Já imagino como será o andamento em relação ao vilão que começou há muito tempo atrás, mas o que importa é como será o novo romance e como Nora Roberts irá lidar com a não repetição. Impossível começar a ler um e parar por aí!











6 comentários:

  1. Oi Greice, eu não sou grande fã da Nora Roberts, pois tem livros dela que amo e outros que acho chatos. Talvez seja porque ela difere muito em sua escrita de um gênero para outro. Tanto que muitas vezes me pergunto se é ela mesma que escreve.
    Quando eu soube do lançamento desta trilogia, fiquei muito a fim de conferir, mas depois de ler algumas resenhas confesso que não vou me aventurar por enquanto.
    Agora tem uma trilogia dela que também fala de bruxas e com muito romance, que vale muito a pena conferir, que é a Trilogia da Magia. Eu só tenho o primeiro mas amei e espero em breve comprar os outros dois.
    Bjus
    Lia Christo
    www. docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lia, nesta trilogia é que estou notando a diferença de escrita também. Ainda não tinha ouvido falar desta que você comentou, mas realmente ela escreve muitos livros!

      Excluir
  2. Oi Greice,
    Ah não fico surpresa porque ainda não li nada da Nora.
    Só assisti um filme adaptado e tals...pelo que vi ela gosta de uma pitada de ação do meio de tudo haha

    Fiquei curiosa com essa série dela e quero ler a do Casamento também. ♥

    Amei sua resenha e as fotos.

    bjs e tenha um ótimo final de semana.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana, qual o filme que você viu que eu sequer vi o filme... hahahah. Mas li o livro, ao menos isso já saiu da minha listinha! Um a menos!

      Excluir
  3. Oi Greice!

    Eu queria saber como a Nora faz pra escrever tanto... Praticamente todo mês sai um livro dela, entre editoras diferentes. É muita coisa! Nunca li o Quarteto de Noivas porque muita gente que é fã da Nora, diz que a série não é como os romances anteriores dela. Depois de algumas resenhas negativas, perdi o interesse. Já li livros dela de fazer suspirar e intercalando suspense e mistérios que sempre encontramos nas histórias dela. Acho que o grande problema do Quarteto de Noivas seja este... Pretendo tirar minhas conclusões um dia, só que sem muitas expectativas. Esse não chamou minha atenção, principalmente pela falta de romance. Quem sabe mais para frente?
    Adorei sua resenha.

    Beijos!

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Gre,
    Como assim mesmice, como assim não foi o que esperava....tá te excluindo da minha vida....3...2..1....shaushuahsa...ainda pego tuas falas. Bem eu como amiga venho aqui defender minha DIVA, que mesmo quando não agrada, não decepciona. Eu gostei muito da leitura e estou ansiosa pela continuação.

    Mas amiga te amo muito e respeito a tua opinião....só não fala mal dela na minha frente kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk rindo litros aqui.

    Beijos Elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos