22 abril 2015

11

Apenas um Dia - Gayle Forman! Resenha #230!


Allyson Healey está passando os últimos dias de férias pela Europa. É um tipo de prêmio pós terceiro ano. É uma viagem por diversas cidades com um bando de adolescentes loucos e sua melhor amiga Melanie que agora se apelida de Mel, usa roupas totalmente coladas ao corpo e paquera todos os caras que encontra. Já Allyson cortou o cabelo bem curto, na altura dos ombros mas mesmo assim não consegue seguir a vida de bebidas e festas como sua amiga. 

No último dia de viagem, quando estavam em uma cidade próxima a Paris para ver uma peça de Shakespeare, as amigas se deparam com um convite inusitado de estranhos para ver uma peça a luz do luar ao invés do cansativo local em veriam. E é neste momento que Allyson conhece Willem, um ator viajante que está longe de sua cidade na Holanda há mais de dois anos.

Mas ao voltarem para Londres de onde Melanie e Allyson voltariam para suas casas nos Estados Unidos, Allyson tem um desejo de conhecer Paris já que seu intercâmbio não pode passar por aquela cidade. Mas como não conhece nada e não fala uma palavra sequer em francês não há como ir até lá. A não ser após um convite de Willem. Mas isto é errado. Ally não é uma garota que se arrisca, ela não pisa fora da faixa de segurança e muito menos faz algo que seus pais não aprovariam.

Em uma ação impensada, Ally segue para Paris com Willem e lá ela tem um dia de turista, onde conhece lugares novos, conhece mais da vida daquele garoto desconhecido e onde recebe o apelido de Lulu por se parecer com uma atriz. É ali que ela se sente como uma outra pessoa. É ali também que vive novas aventuras e se sente mais perto de alguém como jamais esteve. Seu futuro está fadada a ser médica, algo que nem ela mesmo deseja e ela só quer ser livre.

Ao passar a única noite ao lado de Willem e ao acordar perceber que ele sumiu, o desespero bate e Ally descobre que foi deixada para trás. A sua vida ao voltar para casa se torna deprimente e angustiante. O que aconteceu? Por quê ela foi vítima de alguém tão cruel? Agora ela precisa enfrentar seus medos e suas dores e talvez precise voltar ao mesmo lugar onde encontrou Willem para tentar viver novamente.


Autora: Gayle Forman
Título Original: Just one Day
ISBN: 9788581634500
Páginas: 384
Ano: 2014
Gênero: Ficção / Romance
Editora: Novo Conceito







Não sei qual foi o motivo pelo qual demorei tanto para ler este livro. Na verdade quando este livro chegou eu estava naquela inércia de Se eu Ficar e Para onde Ela Foi que a autora também lançou e ficava naquela de ler e não ler. Depois que li Para onde Ela Foi fiquei meio em dúvida já que minha opinião não foi das melhores em relação ao livro já que por mim deveria ter parado no Se eu Ficar. 

Mas então comecei o primeiro capítulo e pulei para o segundo e já no terceiro tinha percebido que era diferente dos outros dois livros. Uma amiga blogueira tinha dito que o livro era muito bom e que eu ia gostar. E acertou mesmo. Por mais que os personagens estejam na faixa dos 17 e 18 anos, isto não influencia para uma leitura fraca ou mesquinha ou então para aquela coisa fraca em que tenho que ver os personagens trocar diálogos amenos que fiquem parecendo bobos. São ações de adolescentes mas com uma pitada a mais.

Talvez a jogada esteja na sensação de estar viajando e se jogar em uma oportunidade única e então você fica pensando na razão pela qual você não se arriscaria. E se for a única oportunidade que você tenha? Claro que deve ser pesado prós e contras nestes momentos e isto também é pesado no livro e nos personagens. Não pense que a autora torna tudo tão inconsequente assim.

Os personagens são diferentes de certa forma. Allyson tem a insegurança do que Willem sente, do que ela mesmo sente e sabe que possui somente um dia para usufruir de tudo aquilo. Não sabe nada sobre a vida dele e ele também não conta muitas coisas. Ao mesmo tempo é insegura e joga nele as esperanças do que deseja para si. Já Willem sabe viver sozinho em qualquer lugar e de qualquer forma. Tem uma forma diferente de demonstrar carinho e não se entrega totalmente a qualquer emoção.

A leitura passa rapidamente e tem dois momentos. E acho que esta divisão no livro foi bastante interessante pois podemos ver os dois lados de Allyson e perceber o crescimento dela com toda a situação e como certas questões precisam estar resolvidas para que se consiga seguir em frente. Em muitos momentos me peguei pensando se eu teria as mesmas atitudes e a resposta foi que eu deveria ter feito a mesma escolha em diversos momentos já que muitas coisas ainda me atormentam.

Não é um livro de romance bobo, é um livro experimental. É a busca pela identidade e pode até ser passageira. Mas enquanto não se encontra uma resposta as portas que muitas vezes os personagens querem fechar, se manterão abertas por um longo tempo.

Agora resta ver como será a continuação com Apenas um Ano que a Novo Conceito lançará em Maio.






11 comentários:

  1. Oii!

    Li uma resenha sobre o segundo livro dessa série, e achei muito interessante. Não conhecia essa história, só de vista, mas nunca me motivei a leitura de muitas resenhas. Vi que os livros da Gayle são sempre emocionantes.

    beijos

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br
    @rs_juliete

    ResponderExcluir
  2. eu acabei de ler esse livro e ainda bem que apenas um ano ja ta chegando, se não morria de ansiedade com esse final!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Greice,
    Eu gostei bastante da escrita da Gayle em Se Eu Ficar! Adorei saber sua opinião sobre este que confirma o que as outras resenhas que li estão dizendo. Ansiosa para ler!!! :D
    E essa nova edição da editora Novo Conceito, você já viu? Ficou linda!!!
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Eu ME APAIXONEI por esse livro, sério. Uma das melhores leituras desse ano até agora, favoritei e tudo. É muito mais que romance, é a busca por si mesma e Shakespeare sendo utilizado da melhor forma possível. Sem falar dos personagens supr bem caracterizados.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Greice

    Diferente de você e tantos outros leitores achei esse livro bem ruinzinho, começando por toda a loucura de largar tudo e seguir um total desconhecido, sem dinheiro, sem conhecer ninguém e nem ao menos saber falar a língua de lá. Aproveitar os momentos na minha opinião é uma coisa e o que ela fez foi loucura, burrice ou algo assim.
    A segunda parte foi ainda pior. Ter que aguentar ela se lamentando e praticamente desistindo de viver pelo que aconteceu em uma noite. Se eu já não gostava dela passei a gostar ainda menos.
    Eu sou bem romântica e tal, mas em alguns momentos ser racional é mais importante e ela não foi.
    Enfim, estou curiosa pra ler a continuação só pra saber o que aconteceu com o rapaz e como as coisas vão se desenrolar.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu solicitei Apenas um ano para resenha. Mas ainda não li esse livro hehe. Vou ter que ler. Ainda não li nada da autora e como só vejo elogios fico com um pé atras e com medo de me decepcionar como aconteceu com o John Green. Mas espero gostar.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, eu também solicitei Apenas um Ano e por isso li o livro e não me arrependi. É um amor!

      Excluir
  7. Oi Greice, sua linda, tudo bem?
    Todas as resenhas que estou lendo ultimamente desse livro, fazem só elogios e também dizem que não tem nada ver com a duologia anterior da autora. Você me contou algo novo que eu não sabia: ele simplesmente foi embora, a largou. Nossa, porque ele fez isso? Que maldade!!!!!! Acho bom a autora se explicar muito bem, caso contrário já não gosto dele, risos... Sua resenha ficou ótima, não vejo a hroa de ler.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila, realmente não tem nada a ver com os dois livros anteriores e a NC já lançou o Após um Ano que quero ver o que acontece. Mas o livro fala muita coisa sobre o motivo do que ele fez. <3

      Excluir
  8. Oi Gre,
    Nossa eu gostei muito da leitura e fico feliz que também tenha gostado, eu acho que não faria o que a personagem fez, porque sou muito cagona....kkkkk....mas admiro ela por ter feito e a autora por me permitir através da personagem fazer essa escolha. Como mergulho nas leituras, foi como se eu tivesse tomado a decisão. Que venha logo maio e os livros para lermos...\o/...beijos elis!!!

    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Elis, eu já fiz algo parecido então sou mais cara de pau mesmo. Mas você me deu uma dica para a leitura e por isso fui ler e amei! Obrigada amigona!

      Excluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos