16 março 2015

20

A Mais Pura Verdade - Dan Gemeinhart! Resenha #226!


Mark tem doze anos e descobriu que a doença que o acometia voltou para atormentá-lo. Já sabia disso antes que os médios ligassem novamente, pois as dores de cabeça também voltaram. Não tinha mais momentos felizes há muito tempo. O último foi aos cinco anos e depois só as dores, o tratamento, o mal estar e as lágrimas, junto com o medo de morrer.

A decisão agora estava tomada. Seriam 423 quilômetros até a grande montanha, o Monte Rainier. Precisava cumprir uma promessa e ver pela última vez o cume da montanha. Sabia como chegar lá e sabia como seria. Precisava de poucas coisas e já tinha guardado dinheiro suficiente para a viagem. levaria até seu fiel escudeiro Beau, que estava com ele há sete anos e era seu melhor amigo.

Jessie também era sua melhor amiga. Tinham um lugar secreto onde guardavam bilhetes e cartas. É onde ele deixou o último bilhete antes de partir. Ela era a coisa mais sagrada que ele tinha sobre a amizade. Sempre esteve ao lado dele nas intermináveis noites no hospital e chorou em seu colo temendo o amanhecer. Confiava nela para que seu segredo não fosse revelado porque ela sabia exatamente o que ele desejava, era seu último desejo.

Na mochila levava alguns alimentos, pouca água, caderno e caneta para fazer os versos que tanto gostava. Algumas pílulas para cessar a dor lancinante que sentia, mesmo que o enjoo o fizesse rastejar por um lugar em que era preciso descansar. Uma máquina fotográfica para guardar os momentos mágicos e um lugar em que Beau se esconderia quando necessário.

O plano estava traçado. Seu corpo estava doente. Sua mente estava sã. A partir daquele momento o futuro faria de sua vontade algo real. Ele tinha certeza de que chegaria naquela montanha e sabia que não voltaria de lá. Mas cumpriria a sua promessa.



Autor: Dan Gemeinhart
Título Original: The Honest Truth
ISBN: 9788581636337
Páginas: 224
Ano: 2015
Gênero: Ficção / Drama
Editora: Novo Conceito









Muitas vezes que termino um livro me pergunto quanto um coração pode ser colocado em forma de palavras sobre as páginas. Como ainda não escrevi uma história, apesar de desejar, imagino o quão grandioso deve ser o sentimento de quem transcreve o que sente. 

A Mais Pura Verdade tem sido desejado por blogueiros desde que a Novo Conceito divulgou alguns capítulos e uma sinopse bastante interessante, ao menos para mim. A ideia de um menino que sai com o seu cão fugindo de casa para ir ao encontro de uma montanha, mesmo com uma grave doença pode soar simples demais agora a você que está lendo, mas digo com os sentimentos de quem leu: é muito comovente.

Pode ser apenas uma simples história, mas conta a história de Mark, um menino de 12 anos que lutou contra um câncer e que estava bem até ter a notícia de que ele voltou e que precisaria encarar o tratamento novamente. Não pense que é um livro que vai ter uma luta incessante em hospitais e afins. Na verdade é uma luta literal. A luta de um menino a favor de algo que ele prometeu a seu avô e àquilo que ele tem que provar a si mesmo e assim ele parte em uma aventura da qual sabe que pode não voltar mais.

É neste cenário que está inserido os sonhos de Mark, a fidelidade de seu cachorro Beau, a amizade e os segredos de sua amiga de muitos anos Jessie e o medo e pavor de sua família, que nunca imaginou que seu filho pudesse se aventurar em um lugar fora da cidade. Somando todas estas pessoas, os sentimentos vão de amor à culpa, desespero à solidariedade.

Mark vai descobrir que o lado de fora não é seguro o bastante e que pode encontrar segurança e perigo. Mas é o exemplo de união que mais se incita nesta história inspiradora de Dan Gemeinhart. O que você faria se pensasse que sua vida estivesse no fim? Se não tivesse ideias que iria acordar daqui a um mês ou uma semana? 

Os capítulos são intercalados entre a aventura de Mark e a família de Mark e sua amiga Jessie. E durante estes momentos cada um vai colocar sua visão sobre o motivo pelo qual acredita que Mark está cumprindo aquela etapa da vida. 

Talvez Mark não seja o personagem perfeito e completo da história, mas as pessoas que ele encontra no caminho vão tornando tudo tão completo que ao final da história percebo que por mais que se tropece em cada meta que ousamos alcançar, sempre vai haver quem nos ajude a levantar.

Esta é a mais pura verdade.





20 comentários:

  1. Oi Gre,
    O Livro passa uma mensagem bonita e a mais pura verdade é que pode sempre contar comigo para dar um UP.

    Beijos Elis!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ohhhhhhhhhhhhhhhhhh, que lindo! mas podia contar contigo para me dar dinheiro né! Também seria bom. hauhauhauahuahauha

      Excluir
  2. Oi, Greice.

    Já li tantas resenhas sobre essa história que não me aguento mais de curiosidade hehe. Quero ler e conhecer mais dessa linda história.

    http;//mundo-restrito.blogspot.com.br
    @rs_juliete

    ResponderExcluir
  3. Vi muitas resenhas a respeito do livro
    Fiquei ansiosa pra ler
    www.iamcamilakellen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. ainda estou surpreendida pela sagacidade do enredo, a mais pura verdade é que é impossível não se apaixonar e torcer pelo Mark!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaila, concordo plenamente contigo. Flui tão facilmente que a gente se apega demais!

      Excluir
  5. Oi =D

    Estou louca para ler este livro. Só vejo ótimos e emocionados comentários sobre ele, e tenho certeza que vou amar. Parece realmente ter uma história bonita e tocante. Quero ler!

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo fala bem, né? Não tem como negar a paixão!

      Excluir
  6. Oi Greice. Eu adorei este livro, e me senti muito conectada ao Mark. Torci muito para que ele pudesse alcançar seu objetivo mesmo sabendo que seria algo bem difícil.
    um livro pra deixar a gente pensando nele por um bom tempo.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também fiquei muito na torcida Lia. O Mark é um personagem que mostra muitas pessoas hoje em dia!

      Excluir
  7. Eu amei esse livro e chorei horrores com o final. Eu que amo animais fiquei sensibilizada com a atitude de Beau. Mark também pé incrível. Eu até esquecia que ele estava doente de tão legal que estava a aventura hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, eu não cheguei a chorar, mas os personagens me motivaram muito.

      Excluir
  8. Oi Greice,
    Amei sua resenha, o livro parece ser tão bonito, mas de um jeito triste.
    E ainda tem o cachorrinho pra deixa a gente mais sensibilizada ainda!

    Fiquei bem curiosa com a leitura

    bjs e tenha uma ótima quarta!
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  9. Oi Greice,
    Realmente muitos estão desejando este livro, mas não tenho a intenção de lê-lo no momento. A narrativa parece ser inspiradora e comovente e estou fugindo de livros que possam me fazer chorar rs.
    Adorei essa capa da Novo Conceito, mas não sei por que sempre azul. Parece que todos os livros desse gênero tem capa azul, você já tinha reparado isso? rs
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também fiquei me perguntando isso Bárbara. Todos estes tipos são azuis. Acredito que seja pela questão da psicologia de cores, em que se é utilizada para focar em certos objetivos. Tipo rosa = amor, azul = calma, paciência e por aí vai....

      Excluir
  10. Olá,
    Esse livro tem uma proposta bacana, gosto de obras nesse estilo e esse em especial despertou minha curiosidade. Gostei da dica.
    Beijos.
    Memórias de Leiutura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Inês. Espero que quando leia, se inspire.

      Excluir
  11. Oi Greice, tudo bem? :)

    Confesso que mesmo com todos os comentários positivos em relação a esse livro, nos quais esbarrei por ai, ele ainda não tinha despertado a minha atenção o suficiente para eu deseja-lo instantaneamente... até ler sua resenha.

    O modo emocional como você falou dele, me fez acreditar que mesmo sendo uma história um tanto triste, ainda assim é daquelas que deixa um pouco de si em nós, leitores... quero conferir *-*

    Beijos! ;*
    Letras Eternas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii, obrigada pelo elogio. É isso mesmo, deixa um pouco dentro da gente para colhermos frutos de coisas boas que fazemos! :)

      Excluir
  12. Linda reflexão, Greice. Gosto quando o blogueiro consegue ir além das primeiras impressões e escrever uma resenha com a emoção falando alto. Estou muito a fim de ler, só me falta tempo. rs
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos