20 agosto 2014

17

Na Telinha: 12 Anos de Escravidão!

Preciso começar este post citando um elogio a este filme: excelente. Sim, excelente é justamente como eu caracterizo 12 Anos de Escravidão.

Demorei muito para ver este filme por diversos motivos. Vi que algumas pessoas o tinham assistido e muitas comentaram que era um filme chato e monótono e que assim não havia razão alguma para a perda de tempo em frente à televisão e isto, consequentemente, me desanimou um pouco. Outro fato é que sempre que ia até a locadora, via exposto aqueles filmes de aventura os quais sou fissurada com cenas de ação inimagináveis ao poder humano que, se não feitas por mecanismo cinematográfico, não existiriam.

Mas desta vez reagi e meus sentidos colocaram o belo filme ganhador do Oscar em minhas mãos. Certamente estava bastante curiosa também após ter lido o livro Escravas de Coragem, que fiz resenha aqui no blog, e isto me gerou mais fascínio ainda.

Agora, mais do que tudo, o impactante sobre a história, é que ela é baseada em fatos reais e por si só já é um motivo para você parar e e dedicar seu tempo a um momento de reflexão vindouros do passado e conflitantes com o nosso presente.
A obra foi baseada em um livro escrito pelo próprio Solomon Northup no ano de 1853, após ter passado os 12 anos como escravo, sendo que já era um homem totalmente livre.



Sinopse: 
1841. Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor) é um escravo liberto, que vive em paz ao lado da esposa e filhos. Um dia, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, ele é sequestrado e acorrentado. Vendido como se fosse um escravo, Solomon precisa superar humilhações físicas e emocionais para sobreviver. Ao longo de doze anos ele passa por dois senhores, Ford (Benedict Cumberbatch) e Edwin Epps (Michael Fassbender), que, cada um à sua maneira, exploram seus serviços.




Para quem não sabe, este filme foi indicado à diversos prêmios em várias categorias nas premiações que existem pelo mundo afora e ganhou muitas das quais foi indicada, sendo que a maior delas foi a de melhor filme no Oscar. 

O resultado de tanto trabalho não é especificamente ver na tela a batalha dos escravos, mas acompanhar a vida de um ser humano que já era totalmente livre, que tinha toda uma vida estruturada, uma cultura e uma inteligência soberba e como musicista era completamente talentoso. Era desta forma que Solomon ganhava a sua vida e sustentava sua família: sua mulher e seus dois filhos. No momento em que ele é enganado e sequestrado é o ápice que o filme ganha força. O ator é altamente expressivo e consegue transmitir cada sentimento, cada sensação somente com um olhar.



Aliás, o elenco todo foi muito bem escolhido. Por alguns momentos até considerei que o filme foi retratado de forma mais leve do que realmente deveria ter acontecido, tando pelo fato de ser uma obra extraordinária que pretendia transmitir uma imagem sóbria e com uma lição de vida quanto pela decisão de não abater o público que poderia ficar impactado com tais cenas de violência.

Não vá considerar que elas não existem. Existem e são dolorosas. Afinal, ser escravo não é somente trabalhar de graça e sim não ter regalias e ser forçado a todo tipo de tortura. 

A fotografia é impecável e realiza feitos incríveis. Não senti falta daqueles efeitos criados por computação gráfica e fiquei tão apegada a cada cenário que era como se estivesse presa naquele espaço e naquele tempo, vivendo junto com o grupo de pessoas que precisavam se unir para tentar formar algo que fosse perto de uma família.


Uma história comovente e real. É isto que você encontra em 12 Anos de Escravidão. Uma bela obra de arte que ressurge das páginas de uma biografia.

Se você tem dúvidas se vai conseguir assistir o filme até o final como eu tinha, vai em frente. Se você curte filmes que contam histórias, com dramaticidade e onde você pode mergulhar num mar de talento, este é para você.

E acredita que eu nem sequer sabia que o Brad Pitt estava no filme? Enfim, na verdade nem fez muita diferença. Foi um pequeno grão em um deserto.

Recomendo!




17 comentários:

  1. Oi Greice,
    Esse filme foi muito bem falado, e por se tratar de uma história real, já que e algo que desperta a curiosidade. No futuro pretendo assisti-lo.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Nem sabia que tinha filme, só conhecia o livro. Acredita? Deve ser muito bom,mas primeiro quero ler o livrinho...fiquei empolgada.
    Beijos!
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Todo mundo fala mt bem desse filme, mas ainda não tive oportunidade de assistir. Esse post aumentou mt a minha curiosidade.
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  4. FAZ tempo que quero assistir esse filme, só vi pessoas falando bem, mais sempre esqueço de baixar pra assistir no final de semana. Gostei do seu poste.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Greice, tudo bem?

    Também me comovi com esse livro e com esse filme. Isso dele ser totalmente livre e ter que viver como escravo mexeu demais comigo. Confesso que não gostei muito do ritmo do filme, parece que ele foi - em alguns momentos - lento demais. Porém, adorei o cenário, os atores e o sentimento por trás do longa.

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  6. Olá , então eu só ouvi criticas boas em relação a esse filme , e ele é bem o estilo que eu gosto , mas acho que não to muito numa fase de filmes , então tenho adiado ver 12 de Escravidão , mas espero conseguir superar essa fase logo e poder assisti-lo.

    Beijos , Anna

    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Quero MUITO ver esse filme, já coloquei na minha listinha!
    Adorei a dica!
    Beijos Greice
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi flor,
    Sabe que já ouvi falar bastante desse filme mas nunca tinha tido tanto interesse em assistir, porém lendo sua resenha ele me chamou mais atenção e por ser ganhador de tantos oscars deve ser muito bom. Ok o fato do Brad Pitt estar nele também...rsrs. Queria te convidar a chegar lá no meu blog hoje fiz um post mega especial por causa do meu aniversário.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/2014/08/eu-literatura-e-meus-29-anos.html

    ResponderExcluir
  9. Oi, Flor! Tudo bom?
    Essa história ganhou e tocou meu coração profundamente, primeiramente só com o trailer, que já me fez chorar horrores, e depois com o filme, e se logo tudo der certo, estarei lendo o livro também.
    Sempre que vou compartilhar com alguém sobre a história, me perco nas palavras e no meio de tanta emoção, porque somos apresentado a uma personagem de pura coragem e determinação, que em minuto nenhum desiste de voltar para casa, para sua família e a liberdade.
    Só de escrever aqui, meus olhos já estão marejados, mas estou feliz ao ver o título da história aqui no seu blog!

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Vendo as imagens do filme, me deu até vontade de assistir. Ahhh, que bom que o filme contou com ótimas interpretações, isso é excelente. Só que não sei... acho que não estou preparado para assistir a esse filme. De qualquer forma, é uma ótima dica! =D

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Há muito quero assistir esse filme mas acabo adiando. Parece ser muito bom mesmo. Pretendo ler o livro também :) Gostei da dica, ainda que eu já conheça ^^

    http://cantinadolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Greice!
    Quero muito assistir esse filme, deve ser uma história real e emocionante. Quando eu vi no Oscar logo gostei. O Brad Pitt nem deve aparecer direito, né? hahaha
    Queria conferir o livro tbm ;)
    Beijos
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Greice tudo bem? acredita que este foi o único filme vencedor de Oscar que não assisti =/ tive que esperar sair nas locadoras mas agora não tenho desculpas. Ainda mais com sua ótima resenha!

    Adorei e pretendo ler o livro também ;)

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  14. Ai não, não tenho estômago para assistir este filme não...já sei por conta de vários depoimentos que o filme é emocionante ao extremo e de derramar litros de lágrimas e é exatamente por isto que não quero ver não minha gente, hiuahiua.

    Não tô preparada.

    Vanessa - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Greice,
    Depois de degustar cada palavra desse post, vou assistir o filme com certeza. Nossa agora estou super curiosa para saber toda essa história. Pois como te falei, amei o livro Escravas de Coragem.

    Obrigada pela dica...=D...\o/

    Beijos Elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. tenho que reservar um tempo p/ assistir a "doze anos de escravidao".

    ResponderExcluir
  17. tenho que reservar um tempo p/ assistir a "doze anos de escravidao".

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos