14 agosto 2014

21

A Menina Mais Fria de Coldtown - Holly Black! Dica de Livro #92!



Tana tinha apenas 6 anos quando tudo começara a acontecer. No início eram somente rumores de pessoas com um certo Resfriado, mas logo tudo começou a ficar nebuloso demais. Após uma semana, quem estava doente atacava outras pessoas, sedenta de fome e logo após se transformava.

Tudo começou com Caspar Morales, que não se recordara como acordou daquele jeito, tão faminto por sangue que, logo após acordar, não aguentou ver  primeira pessoa à sua frente e atacou-a sem piedade. E assim o Resfriado foi se espalhando como uma onda gigante, espalhando o pânico pelo mundo inteiro. 

As primeiras cidades para onde as pessoas Resfriadas eram levadas em quarentena, denominadas Coldtowns, se localizavam em São Francisco, Las Vegas, Chicago. Porém foi na cidade de Springfield que a maior cidade reluziu. Lá que as criaturas surgiram e tanto humanos limpos quanto Resfriados faziam parte de um mesmo cenário. Foi lá também que Lucien Moreau resolveu morar juntamente com sua amada Elisabeth, transformando suas famosas festas em desejos constantes para muitos.

Mas para tudo há uma regra e nas Coldtowns não seria diferente. A quarentena de uma pessoa Refriada duraria 88 dias e se neste tempo ela não se transformasse, poderia viver normalmente. Mas quando se entra na cidade, você só consegue sair de lá com  um sinalizador ou ficará preso lá para sempre e o preço de um é entregar uma criatura em seu lugar ou muito, mas muito dinheiro.

Tana agora tem 17 anos e está em uma festa ao pôr-do-sol. Todas as pessoas estão se divertindo e ela está bebendo mais do que o habitual. Assim que acorda, em uma banheira, totalmente sem noção do que aconteceu, depara-se com uma cena horripilante: todos os seus amigos estão mortos, o sangue escorrendo por rasgos em seus corpos. Somente um único barulho no andar de cima. Lá, Tana encontra seu ex-namorado Aidan amarrado a uma cama, apavorado e ao lado um garoto-vampiro, acorrentado.

O pior de tudo é Tana descobrir que seu ex-namorado fora infectado e que agora precisa ajudá-lo de alguma forma. Gavriel, o garoto acorrentado, pode ser o chacal da chacina, mas somente após a chegada da noite. Mas Tana descobre que eles não estão sós e que agora precisa mais do que nunca correr contra o tempo. Mas o tempo anda mais rápido que Tana e após conseguir retirar Aidan das amarras, Tana, na tentativa de fuga, também é infectada.

A única saída é a ida para uma Coldtown. Tana não pode voltar para casa. Não pode voltar para seu pai ou para sua irmã. Não depois de ter visto sua mãe ser acometida pelo Resfriado e a consequência a que isto tudo levava a sua família. Tana precisava fugir. E na fuga para a Coldtown, um segredo seria revelado.


Autora: Holly Black
Título Original: The Coldest Girl in Coldtown
ISBN:9788581634036
Páginas: 384
Ano: 2014
Gênero: Ficção / Fantasia
Editora: Novo Conceito








Estou aqui pensando em como começar esta resenha. Na verdade, a parte crítica. Não vá pensar imediatamente que vou colocar coisas ruins sobre a leitura porque vai haver um engano de sua parte, mas tudo deve-se ao fato de que é um livro de uma autora que aprendi a gostar e, que agora que li uma segunda obra sua, já posso concluir que a mente dela é realmente voltada para a fantasia de uma forma extraordinária. Disto não há como discordar.

Quero entrar na sentença sobre o que realmente me pegou. O início da leitura foi impactante. Sim! Nos primeiros capítulos foi extremamente impossível virar os olhos para qualquer lado que não as linhas bem descritas com uma aventura. Até então tudo se torna um mistério e uma visão de suspense e de um prólogo de boa aventura deixava meu sangue borbulhando por mais. Ok, esta última frase foi meio que proposital, pois a sinopse do livro e toda a tratativa dado a ele "comercialmente" não expunha em momento algum o relato de que as criaturas se tratavam de vampiros. Pois bem, quando percebi isto no livro imaginei que perderia todo o foco e se tornaria um fracasso. Seria um erro literário da autora já que tantos livros se tornaram filmes e sagas e poderiam cansar? De forma alguma, não! 

Holly Black anuncia em A Menina Mais Fria de Coldtown uma narrativa com vampiros sim, mas muito mais idealista do que cansativa. Uma aventura que imaginei que se tornaria uma saga, mas que consegue colocar nas 384 páginas uma fantasia cheia de personagens ora lúcidos, ora dramáticos e mais ainda ora focados somente em diversão.

A personagem de Tana vive entre a dor de uma tragédia na família durante a infância e a necessidade de tocar a vida adiante e quando precisa enfrentar o Resfriado, encara uma trajetória que pode ser fatal. Mas Tana não é uma personagem excêntrica ou desvairada. Não vive para a loucura ou o caos que o mundo se tornou. Ela deseja a normalidade e isso é exatamente o que você não vai encontrar neste livro.

Consegui gostar de A Menina Mais Fria de Coldtown mais do que imaginei e também fiquei pensando como seria se o livro tivesse uma continuação, pois não me apeguei somente na personagem de Tana e sim nos diversos personagens que surgem. Existem os que podemos jogar em uma lixeira mental e os que poderíamos colocar em uma lista de amigos imaginários.

Holly Black também é autora de Boneca de Ossos, que li e me tornei até mais fã do que este, mesmo sendo uma literatura juvenil. 
Mas se o seu intuito é diversão, suspense com zero melodrama, pegue este na livraria e depois me diga o que realmente sentiu. Só cuide-se para não ficar Resfriado...





21 comentários:

  1. Oi Greice,

    Se na divulgação da editora eu já estava curiosa, agora lendo suas palavras, estou louca para passar na frente de minha longa lista de leitura.

    Diversão sem melodrama garantido, é o que preciso.

    Bjus elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Greice. Adorei a resenha e o livro parece ser muito interessante. Tenho problemas com livros com vampiros, mas esses não são do tipo q brilham são? heheheh. A sua resenha me deixou com muita vontade de conhecer mais sobre o livro.
    Parabéns
    Beijos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Grace,
    Primeira resenha que leio do livro e confesso que ainda não sei o que pensar dele, mas e bom saber que a autora, soube criar uma trama interessante e ainda dar uma roupagem nova ao tema vampiros.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Acredita que ainda não me indicaram esse livro?
    Passo sempre nas livrarias e vejo ele, mas nunca tive tanta vontade de comprar. Acho que vou dar uma oportunidade para esse mundo fantástico me conquistar também.
    Adorei a resenha e as informações que colocou.
    Grande beijo :*

    http://www.naqueleoutono.com/

    ResponderExcluir
  5. Primeira resenha que vejo desse livro, só vejo o povo falar que recebeu esse livro da editora.
    Parece ser uma boa história, conheci detalhes desse livro quero saber quem fez o massacre.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Amei a premissa do livro e a sua resenha ficou ótima. Não conhecia o livro e já o adicionei na minha lista de desejados. Curiosa agora!

    Bjim!

    Tammy - Livreando

    ResponderExcluir
  7. Gostei bastante da sua resenha, a sinopse não tinha me agradado muito, mas acho que futuramente darei uma chance ao livro!
    Beijos Greice
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Greice
    Você me animou logo de cara só em dizer que a leitura é impactante já nos primeiros capítulos, e mesmo estando saturada com vampiros consegui me interessar pela leitura.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Estava com um pé atrás com esse livro, mas agora acho que irei criar coragem!
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  10. Oi Grace, tudo bem?

    Como a Marla, sua resenha é a primeira que vejo sobre esse livro. Estava bem animada para ler. Até que fui no Circuito NC aqui do Rio e agora acho que vou ficar com #medinho desse livro huahuahua. Sua resenha me deu uma animada na leitura novamente.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  11. Menina, estou doiiiida pra ler esse livro!
    Achei muito show a campanha que NC fez pra divulgá-lo, e eu adoro esses livros assustadores, haha.
    É claro né, fala de vampiros tbm XD
    Quero muito ler Boneca de Ossos tbm, essa autora parece ser muito boa msm!
    Beijos
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li nada da Holly, mas pretendo ler em breve. Começarei por esse mesmo, que só a premissa ja me deixou bastante curioso.

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
  13. Oi Greice,
    Agora estou mais curiosa em relação ao livro.
    Adoro vampiros e ainda mais quando são bem escritos.
    Certamente, será minha próxima leitura

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  14. Olá, minha flor!
    Eu venho retribuir sua carinhosa visita ao meu blog e me senti tão honrada por você tê-la feito… Não apenas porque seu comentário soou simpático e acolhedor, mas por se tratar de uma blogueira com tamanha qualidade e experiência. :) Eu espero ter a oportunidade de aprender muito com você.
    Sobre este livro, wow! Eu estou animadíssima para lê-lo, mas ainda não tive tempo entre tantos livros de parcerias (rs). Confesso que a sua crítica me envolveu ainda mais na história do livro… Você conseguiu despertar a minha curiosidade e, igualmente, me deixar com vontade de largar tudo o que estou fazendo para conhecer A Menina Mais Fria de Coldtown! Para a minha alegria, já tenho a obra aqui em mãos… Só me faltam as condições para lê-la, kkkk.
    Bela resenha, flor.
    Beijos!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Greice, tudo bem?

    UAU, que livro! eu não ia lê-lo exatamente por achar que era uma saga mais do mesmo, mas agora fiquei muito curiosa. Que bom que a autora consegue surpreender. E pelo que entendi da sua resenha não teremos mesmo continuação para o livro, certo? Adorei isso! É bom ler livros com início, meio e fim.

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  16. Oi flor,
    Estou muito ansiosa para conhecer essa história, pois foi feita muita divulgação em cima da mesma, porém na sua resenha li uma palavra que já me deixou com o pé atrás "vampiros"..affs...again???Espero que a autora tenha conseguido dar um novo enfoque para esses seres que já tem sido tão explorados.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa

    ResponderExcluir
  17. Oi Greice

    Não sabia que o livro falava de vampiros até ver todo aquele rebuliço por causa da imagem de publicação da autora. Só então prestei atenção nos furinhos no pulso.
    Confesso que fiquei com um pé atrás por causa disso, mas lendo sua resenha fiquei um pouco mais tranquila.
    Vou sem nenhuma expectativa e de olhos fechados pronta para o que vier.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  18. A primeira coisa que me chamou atenção foi a capa e simplesmente linda cara . Amo demais esta editora pq ela sem tras otimos lançamentos com conteudo otimo <2

    b-maluco.tk

    ResponderExcluir
  19. A capa é muito chamativa e o nome é bastante curioso.
    Fiquei atraída pela Tana, parece uma menina super diferente. Estou curiosa para ler.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 6 livros para escolher e 2 ganhadores.

    ResponderExcluir
  20. Ao contrário de você eu gostei de saber que é um livro único. Bom, não sei quando ler se vou sentir falta. Eu tinha uma ideia completamente diferente desse livro e acho que se eu tivesse livro assim, no escuro, teria sido melhor. Enfim, vou ler, só ainda não sei quando.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  21. Olá Greice!

    Este livro é um dos que estão na minha estante e pretendo ler o quanto antes. Não é o meu estilo favorito, mas a pegada é justamente o mistério para alavancar a leitura e terminar em um suspiro não é mesmo? Adorei a resenha e fiquei intrigada, menos pelo banho de sangue, eca.
    Beijos!
    www.tesouroliterario.com

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos