09 julho 2014

13

Reconstruindo Amelia - Kimberly McCreight! Dica de Livro #85!


Amelia Baron é uma garota que está descobrindo o mundo da adolescência. Na verdade, Amelia é uma garota com seus 15 anos de idade, com muitas dúvidas em sua mente e que busca respostas diversas para tudo o que ocorre e ocorreu em sua vida. Sempre fora uma menina alegre e centrada e nunca deu trabalho a sua mãe.

Kate Baron é uma sócia do famoso escritório Slone & Thayer e para se estar ali trabalhou fundo e durante os dias da semana trabalha muito mais até tarde da noite e nos finais de semana não é raro também se ver trabalhando. Sabe que isto é errado, já que sua filha fica em casa sozinha a maior parte do tempo agora que não quis mais ter uma babá para compartilhar uma companhia, mesmo que fosse somente uma pessoa que ficasse com ela mais do que cuidasse de verdade. Mas Kate não podia parar, era desta forma que conseguia manter um bom padrão de vida para ela e sua filha já que a tivera muito cedo e preferiu esconder de todos, inclusive da filha quem era o pai.

Amelia não se preocupava com o fato de não saber quem era o seu pai. Agora estava em uma escola moderna, a Grace Hall e isto também não fazia muita diferença já que sua melhor amiga, Sylvia, também estudava junto com ela e mesmo que ambas fossem diferentes em seu modo de vestir e de ser, eram como unha e carne.

Para Amelia tudo era completamente natural. Estudar, ir para casa, conversar com seu amigo Bem pela internet, que conhecera após uma visita pela faculdade que desejava cursar, e com sua melhor amiga. Até que em certo momento as coisas mudaram. Amelia foi convidada para fazer parte de um grupo secreto da escola onde jamais se imaginaria aceita: as Maggies. Fazer parte daquele grupo era como cometer muitas infrações, mas Amelia não resistiu a tentação e foi onde tudo começou a desmoronar e também foi onde Amelia se apaixonou pela primeira vez.

Um time formado pelas garotas Zade, Heather, Bethany, Rachel e Dylan começaram a mostrar para Amelia o que era preciso para fazer parte de um mundo moderno e Amelia começou a jogar os jogos pelo puro prazer de poder fazer seu coração bater mais forte e estar perto do amor.

Até que tudo ruiu e a morte chegou. A partir deste momento a história começa a ser contada pela verdade de outros olhos: os olhos de quem jamais percebeu que a crueldade nasce em quem menos imaginamos.


Autora: Kimberly McCreight
Título Original: Reconstructing Amelia
ISBN: 9788580412857
Páginas: 352
Ano: 2014
Gênero: Ficção / Drama
Editora: Arqueiro









Um belo nome para um livro é o que primeiro posso comentar, sem dúvida alguma. Se fosse algo simples ou sem graça eu pararia por aqui. Mas estaria cometendo um grande erro neste momento. Recriando Amelia é mais do que uma história sobre uma garota adolescente, é uma história sobre uma vida de segredos e atos cometidos por impulso que acabou gerando não somente uma bola de neve, mas um redemoinho de emoções em uma cadeia alimentar. É assim que vejo: Amelia sendo devorada por diversas pessoas sem conseguir se proteger e em certos momentos até mesmo de si própria.

A autora faz um trabalho muito bom ao intercalar a Amélia atual com a vida de sua mãe e a Amélia do passado, antes de sua fatídica morte com o futuro pelo qual sua mãe passa enquanto tenta entender tudo o que aconteceu e desvendar o que realmente aconteceu. É uma montagem de peças, de cacos de vidros, da não compreensão de como uma garota muda tão completamente da noite para o dia e de como podemos tampar nossa visão para alguns problemas.

O livro retrata problemas como o bulliyng de uma forma bastante pesada e também as conseqüências disto, o que considerei um fator importante porque sabe-se que em todas as escolas existe todo este processo dolorido, mas no caso de Amelia e do colégio, existem momentos na narrativa que fiquei realmente chocada e me coloquei na posição do personagem e acredito que não teria metade da força que ela demonstrou.
Preconceito, rancor, inveja, ciúme, traições, tudo passa por este livro de uma forma trágica e dolorida, mas de certa forma muitas pessoas são vítimas e muitas são algozes. A narrativa é fácil e não fica maçante. Em momentos tem traços mais de rede social e em outros com trocas de mensagens o que demonstra a real vida de um adolescente.

Vai parecer um livro de mistério, mas na verdade é um livro de drama onde o leitor vai perceber que atitudes nem sempre são as corretas e mesmo que sejam, nem sempre agradam a todos e em mais vezes ainda, pagamos por aquilo que não fazemos.

Dói, mas vale cada palavra!







13 comentários:

  1. Mais uma resenha desse livro que me deixa louca pra ler. Já gosto de um suspense, ainda mais com tantos assuntos envolvidos, especialmente a relação mãe e filha... prato cheio!
    Achei sua última frase bem convidativa, foi o que mais me instigou.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  2. Estou realmente muito interessado nesse livro. Bulliying é uma tema muito bacana de se trabalhar em livro, rescentemente li Ratos que aborda o mesmo.

    David - Leitor Compulsivo (www.leitorcompulsivo.com)

    ResponderExcluir
  3. Poucos gêneros literários me chamam tanto a atenção quanto o drama. Desde que vi esta capa no site da editora já fiquei muito ansiosa para ler o livro e assim eu continuo porque, o meu exemplar ainda não chegou...sniff. Quero muitoooo.

    Beijo, Van -Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Greice!
    Eu já tenho o livro, mas ainda não li e não sabia muito bem o que esperar dele. Depois de ler sua resenha fiquei mais animada para ler, acho que será minha próxima leitura!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Greice
    Já li bons comentários sobre esse livro e é bom saber que apesar do tema delicado a leitura fluiu sem problemas, mas apesar disso ainda não sei se vou lê-lo.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Gostei da dica, ainda não li esse livro! Entrou pra lista do vou ler!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Quando eu li a sinopse, logo de cara eu gostei. Já até adicionei na minha lista de leituras, mas agora lendo a resenha entendi mais como vai desenvolver o livro, na sinopse parece que só a mãe de Amelia conta a história... Fiquei curiosa pois adoro livros que abordam preconceitos e bullying, acho que podemos aprender muito com eles. Bem, só sei que você me deixou mais curiosa do que eu já estava. :3 :D

    Bjux
    cantinhodoslivros.com/blog

    ResponderExcluir
  8. Esse livro já tinha me chamado a atenção pela capa, mas nunca tinha parado para ler a sinopse.
    Livros com esse formato me agradam e depois da sua resenha, fiquei mais curiosa ainda.
    Pretendo comprá-lo em breve.

    Bjim!

    Tammy - Livreando

    ResponderExcluir
  9. Oi Greice

    Sua resenha me deixou bastante curiosa. Gosto de livro dramáticos, com um pouco de mistério e o fato de envolver bullying também me convence que esse é um livro que eu deveria experimentar. Dica anotada.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  10. nossa que historia tragica! mas a premissa do livro eh bem legal! gostei!
    bjs

    Sachê e Bombom

    ResponderExcluir
  11. Oiee ^^
    Vi esse livro no catálogo de lançamento da editora e gostei da capa e sinopse, mas ler a sua resenha me deixou ainda mais curiosa. Por mais que livros fortes assim me deixem um pouco tonta no final, gosto bastante. Acho que vou arriscar lê-lo ^^
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Greice!!!

    Puxa vida!
    As partes da mãe da Amelia devem ser tristes hein?! Descobrir assim tudo o que a filha passou antes de morrer.. =/
    Já li um livro em que a personagem sofreu bullying, mas ela era covarde como um rato. Tanto que o título do livro é "Ratos" heheh. Muito bom! Se tiver a oportunidade, leia um dia!

    Essa será minha próxima leitura e a cada resenha fico mais curiosa!

    Beijokinhas da Giii
    http://aestranhaestantedagi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Pois é, Reconstruindo Amelia é uma boa pedida para um coração perdido!

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos