09 dezembro 2013

2

A Agenda - João Varella! Dica de Livro #46!


Sandra Macedo é poderosa. Quer dizer, é poderosa aos olhos das pessoas com as quais ela faz negócios, mas aos olhos de seus amigos ou melhores amigas é uma mulher um pouco mais frágil mesmo que não aparente tudo isto.

É gerente de marketing de uma escola educacional, a GT,  e tem um suas mãos o poder do controle, sabe tudo o que acontece em sua volta e os negócios tendem a ir muito bem. O lado profissional ao menos sempre vai bem.

Já não se pode falar o mesmo do lado pessoal, que é um fracasso. Sua filha, sua única filha, está fazendo um intercâmbio no exterior e mal tem tempo de ouvir as lamentações e novidades da vida da mãe. O último namorado que Sandra teve foi um surfista que arrematou seu coração e o despedaçou de todas as formas possíveis e foi viver as ondas em outros lugares.

Tudo o que Sandra tem é o seu viciante trabalho, sem praticamente nenhuma vida social. E tudo o que ela marca para sua vida, guarda em uma agenda bastante usada, onde anota até mesmo o horário de suas refeições para não se perder.


Com a contratação de um novo estagiário, o Felipe, que aos poucos vai se tornando mais do que somente um estagiário, Sandra vai lutando contra os contratempo dos negócios.

De outro lado existe Carrano, um poeta que vende na noite sua arte para poder sobreviver a mais um dia com comida e teto para si e para seu sobrinho que se esforça o máximo para alcançar boas notas no estudo e ajudar o tio.

E em um dia em que Sandra perde-se em sua jornada, sua agenda cai em um táxi e quem acaba encontrando-a é Carrano. A vida da executiva agora está nas mãos de um pobre homem que pode transformar a vida de Sandra por completo.

O que Sandra não imagina é que a roda do destino vai levar a sua vida em um rumo inesperado, que ela nem mesmo imaginara.




Autor: João Varella
Título Original: A Agenda
ISBN: 9788581632926
Páginas: 240
Ano: 2013
Gênero: Ficção /  Romance
Editora: Novo Conceito / Novas Páginas








A Agenda é de um autor nacional. Quando li a sinopse fiquei me perguntando qual seria o estilo da história porque fala de uma mulher que tem um dom para os negócios mas que por se envolver com pessoas erradas pode estar estragando sua profissão, a não ser que deixe de ser quem é. 

Então imaginei que seria um livro sobre uma mulher forte que briga por sua profissão, por sua vida e por tudo que diz respeito a si mesma. Mas não era nada sobre isso que estava ali naquele livro.

Sandra realmente é uma mulher de alto padrão, que tem no sangue a raíz dos negócios mas que no resto não tem nada de muito forte. Perde facilmente o controle quando não está com a sua agenda e mostra um jeito frágil de ser.

Carrano que é segundo personagem importante é um homem poeta que cria poemas meio loucos e vive com a venda que é proporcionado por eles.

No meio da leitura as coisas parecem meio que perder o sentido e o que era para ser um romance entre a executiva e o estagiário se torna uma coisa meio estranha e uma leitura sem muito cabimento.

Na verdade a leitura passa rápido, os capítulos são intercalados entre Sandra e Carrano mas quanto mais eu lia mais eu ia perdendo o interesse pela leitura porque não ia tendo um desfecho bom. É uma história simples, que não emociona nem impressiona. É algo que poderia ser lido como um conto numa revista e ao virar a página você já teria esquecido. Ao menos foi o que senti.

O autor poderia ter utilizado a personagem para algo maior e não algo tão supérfluo e um final tão imaginado como já esperado.












2 comentários:

  1. Oi linda, tudo bem?
    Ainda não conhecia esta obra. Parece ser legal..pena que parece que não foi tão entusiasmante assim né.

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia esse livro... Mas nem animei muito de ler, porque pelo visto você não curtiu muito :\ Mas mesmo assim... quem sabe em um futuro distante eu não leia...


    www.espacobooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos