17 novembro 2013

9

Desabafo de uma aniversariante! A dor da perda.

Pois é. Hoje completo 31 anos de idade. Agradeço quem antecipadamente vai me desejar feliz aniversário. Obrigada de coração. Infelizmente este post não é pela comemoração desta data, até porque eu não comemoro meus aniversários e olha que pensei como eu escreveria tudo o que vou colocar aqui. Há alguns anos já não comemoro mais.

Olhando para o lado de fora pela janela, posso ver o calor e o sol e poderia estar festejando como qualquer pessoa normal, mas não tenho motivos para isto. Fico colocando em tópicos tudo o que já me aconteceu e sei que muitas vão pensar que isso é coisa que passa, mas no meu coração os pedaços ainda sangram e tentam se recompor sem saber como fazer isto.

Talvez eu comece a contar pela fase da minha adolescência, quando eu ainda não tinha feito uma cirurgia plástica no nariz e era muito humilhada na escola. Não pense que eram somente uma ou outra piadinha. As pessoas humilhavam com vontade. Humilhavam a ponto de fazer fila na hora do intervalo para que, no momento em que eu passasse, pudessem rir e fazer piada à vontade. Faziam coro e cantavam músicas durante as aulas. Sim, eu chorei durante muito tempo. E era um colégio particular que nunca tomou nenhuma atitude.



Neste mesmo período meu irmão mais velho começou a usar drogas e quando chegava em casa irritado ou com o efeito das drogas eu era alvo de pancadas. Ah, mas também não apanhava só um pouco. Apanhava muito, apanhava até ver somente um fio de luz. Claro que fazia isto somente quando meu pai não estava em casa. E isto se seguiu por um bom tempo, até que vinham os roubos. Até que meu pai o obrigou a sair de casa e minha mãe me culpa até hoje por isto. A verdade é que ela me culpa por ele sair e diz que eu merecia cada surra que levava. Como se eu fosse a culpada pelo vício dele.

Depois disso, nos meus 21 anos, sofro uma tentativa de estupro de um dos meus chefes após o expediente do meu trabalho. 
Mas não pense que eu era boba ou qualquer coisa assim. Era um escritório bem conceituado e eu tinha formação. O que eu fiz? Nada além de chorar e ir para minha casa! Como fui boba, não? No dia seguinte chego no escritório e encontro uma caixa de bombons em cima da minha mesa e é dele ainda por cima. Pedi demissão no mesmo dia.

Estava num relacionamento de sete anos e meio quando simplesmente da noite para o dia eu acordo e não consigo mais sair para a rua. O que se seguiu foi o que chamaram de síndrome do pânico, depressão e transtorno melancólico. Do nada, meu cérebro deve ter ligado algum ponto e deu pane como se fosse um computador qualquer. Até hoje faço tratamento para isto.
Mas isto começou no ano de 2007. E o que o meu namorado daquele momento de 7 anos e meio fez? Não aguentou a pressão e no dia em que eu comemorava 25 anos de idade, entrou em minha casa e disse que não tinha mais como continuar o relacionamento. Exatamente no dia do meu aniversário!

Depois disso veio a primeira tentativa de suicídio, depois a segunda e a terceira. 
Hoje, já estou muito melhor e vivo normalmente.
Mas meu coração não é mais o mesmo e vivo com tanta dor e mágoa que é impossível tentar amar de novo e quando tento, ele só resiste por um período e depois sucumbe.
Talvez um dia coloque tudo em um livro. Por enquanto os livros colocam tudo em mim...

Este é um desabafo que me transforma um pouco mais viva.
Eu tento um dia por vez, um passo por vez. Espero sobreviver mais um ano.


9 comentários:

  1. Greice sei o quanto isso foi difícil pra você já te disse né? o quanto sou péssima pra dar conselhos ou falo algo em um momento desse, mas por esse tempo que ah gente começou a conversar mais, percebi que você é uma ótima pessoa, só quero te dizer que mesmo não me conhecendo direito quero que saiba que possa contar comigo sempre, você já virou a minha amigona ♥

    Beijão.

    ResponderExcluir
  2. Greice, quando te conheci sabia apenas da Síndrome do Pânico e até conversamos várias vezes sobre isso, mas toda a tua história eu não sabia. Achei um absurdo, da tua mãe, do teu chefe, do teu namorado, mas a gente supera querida, supera sim, com o tempo e os amigos a gente supera, sempre estarei aonde estive se vc precisar.

    ResponderExcluir
  3. Olá Greice!
    Fico feliz que você encontrou algo que te faz ficar melhor, e te segura aqui, com a gente.
    Os livros realmente salvam vidas, e isso é uma lição que todos deveriam ter.
    Adorei seu texto, e só desejo felicidades a você!
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Greice, o fato de ter falhado em suas tentativas, já significa que voce "não pode" desistir, e que voce é uma vencedora de seus medos e derrotas.
    A vida é dura as vezes, mas tenha coragem de seguir em frente, confie em voce e coisas boas acontecerão.
    Desejo de coração.
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  5. Olá Greice,nossa fiquei realmente triste,mas te desejo força, pois superação e garra você já tem, que deus ilumine seu caminho e lhe dê tudo de melhor que existe deste mundo. Sempre bom desabafar...

    ResponderExcluir
  6. Está meio atrasado mas... te desejo tudo de bom e que voce supere tudo que passou, mesmo que as memórias nunca saiam da sua mente.
    Que os livros te levem para mundos maravilhosos. E que sua vida daqui pra frente seja muito melhor...
    Beijos, Thaynara
    http://livroscombolinhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Greice!
    Olha, eu te entendo perfeitamente, e acho sim, que suas atitudes hoje estão certas; porque o passado é eterno, esse negócio de que o que passou nada interfere no presente e futuro, é um supermito, terrivelmente falso.
    Eu já passei por problemas difíceis também, e ainda hoje, depois de superados, me atormentam muitas vezes.
    Mas a única coisa que posso te dizer, é que nunca desiste de ter FÉ em Deus. Pois Ele é o único que realmente nos entende e nos ama verdadeiramente.
    Recentemente passei por um problemas super hiper mega difícil, porém graças a Deus já estou superando, e pude ver, o quanto Ele fez por mim.
    Mas o mais interessante, é olhar para trás, mesmo sentindo dor ao fazer isso, vejo como fui edificada, hoje sou mais forte, mais prudente e consigo até ser mais feliz, e aprendi, que sim, felicidade depende de mim!
    Porque só quando recebemos a ajuda do Senhor e acreditamos em nós mesmo e buscamos nossos sonhos, o caminho é mais rápido e conseguimos sim, chegarmos lá!!!!!
    Eu adoro seu blog, é um dos meus preferidos, na verdade é o que eu mais entro, rsrsrs pois acho você super alto astral, adoro suas postagens e suas opiniões! :D
    Quando entro aqui, fico mais alegre, e até me esqueço de muitos problemas, por isso acredito que você é uma pessoa muito querida e abençoada e tem muita felicidade, cada vez mais a receber, de verdade!!!!
    Acredite em você mesma, e em Deus, você vai conseguir SEMPRE expulsar os invejosos!!! kkkkkkkk
    E continue com o blog que eu amooooo, ainda mais agora que to de férias, vou entrar everyday! kkk

    Beijussss ;*

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos