08 novembro 2013

8

As Luzes de Setembro - Carlos Ruiz Zafón! Dica de Livro #36!


Baía Azul é uma pequenina cidade localizada na Normandia onde todos se conhecem e sabem sobre tudo, sobre cada acontecimento, sobre cada vizinho e cada ação cometida por eles. Lá também é onde está localizada a mansão Cravenmoore.

Cravenmoore é a pomposa mansão de Lazarus Jann, um homem simpático e amável, que fabrica brinquedos com um amor sublime e que se dedica a isso e a literatura quase que todo o seu tempo disponível. Em sua gigantesca casa, divide espaço com milhares de bonecos e criações mirabolantes de sua mente e muitas outras que já estavam lá quando ele foi morar naquela residência. Por uma ironia do destino é um homem solitário e tem somente a companhia da sua empregada falante Hannah. Mas as tarefas exigem muito mais de Larazus neste momento e ele precisa de uma governanta.

Em Paris, Simone luta para encarar as dívidas deixadas por seu amado marido. Vê-lo morrer foi uma dura aceitação, mas agora precisava trabalhar e muito para conseguir o seu sustento e de seus dois filhos adolescentes: Irene de apenas 14 anos e Dorian de 12 anos. Eles também trabalhavam para ajudá-la e no momento não podia fazer nada a não ser aceitar esta situação.
Até que num certo dia recebe a proposta para morar na Casa do Cabo e ser a governanta de um bom homem na Normandia, ser precisar pagar aluguel e ainda receber uma boa remuneração. Além disto, seus filhos receberiam a melhor educação e ainda não precisariam se preocupar com a faculdade.

E assim Simone e seus dois filhos chegaram à ilha e aconchegaram-se na casa que ficava próxima do penhasco e perto da mansão de Cravenmoore. Era necessário somente atravessar o pequeno bosque e logo chegavam na mansão. Tudo estava indo muito bem. Irene tinha feito amizade com Hannah, Simone estava se saindo muito bem como governanta e Dorian apreciava seus dias conhecendo a ilha e os segredos dela.

Foi quando Irene conheceu Ismael, o primo de Hannah. Ismael adorava velejar e o mar era sua paixão. Logo os dois se apaixonaram e começaram a dividir seus momentos juntos a navegar pela Baía e a desfrutar do paraíso que tinham ao redor deles.

Até o dia em que algo aconteceu. Algo aterrorizante perseguiu Hannah pelo bosque, algo que se iniciou dentro da mansão, perseguiu a moça falante como um fantasma, a fez correr desesperadamente até a morte. Hannah estava morta e agora precisavam descobrir como ela morrera. Mas para isto precisariam começar a investigar a mansão.

No mesmo momento coisas começaram a acontecer. Coisas estranhas e apavorantes começaram a perseguir a família de Simone. O que poderia ser tão apavorante a ponto de fazer uma família refém em sua própria casa? Não há lugar para correr, não há quem os ouça. 
O passado veio à tona e agora precisam lutar para viver!


Autor: Carlos Ruiz Zafón 
Título Original: Las Luces de Septiembre
ISBN: 9788581051925
Páginas: 232
Ano: 2013
Gênero: Ficção / Distopia
Editora: Suma de Letras / Objetiva









Em relação a capa original e ao contexto da história ela é bem mais realista pois o livro é de um suspense imaginativo, uma história que em momentos causa um terror. 
A capa brasileira, ao primeiro momento, me repassa algo de amor, de romance, apesar de também ter em seu fundo o farol que relata a ilha.

Muitas pessoas me falavam sobre o autor Carlos Ruiz Zafón, mas ao ler este livro eu não imaginava que seria tão maravilhoso assim. Para se ter uma ideia, eu li ele todo de uma vez, sem conseguir parar de ler. Comecei e cada momento que ia parar eu pensava que era impossível, que estava bom demais e fui lendo até perceber que infelizmente tinha chegado ao fim.

As palavras para descrever este livro são: incrível, fabuloso e maravilhosamente bem narrado.
A um certo momento quando a mãe e os filhos conhecem a mansão, o autor descreve de uma forma que deveria parecer lindo ter todos aqueles brinquedos mas que parece causar medo e pavor por olhos dos personagens porque nem todos são fofos. São muitos brinquedos e estão em todos os lugares. Lazarus mostra até alguns bonecos que causam arrepios pela narrativa.

Lazarus tem uma experiência de vida gigantesca e gosta de contar histórias. E são nestas histórias que o enredo pode ficar mais interessante e tenso, pois o leitor fica imaginando como seria capaz certas situações acontecerem, ao mesmo tempo em que se pensa muito no assunto e como ele pode se tornar real.

As coisas vão acontecendo de forma gradual e perfeitas. Em um momento tudo vira de pernas para o ar e cenas de terror são postas com uma vida alucinante. Eu me imaginava correndo no lugar dos personagens.
Tem cenas em que parava e não acreditava no que estava lendo! Que fantástica descrição! Que fanatismo de certos personagens. Que loucura. O quanto uma cidade pode estar envolvida em tudo aquilo e o quanto alguns podem tampar os olhos para a verdade?

Uma história muito emocionante, com um enredo inteligente. Houve somente um momento em que percebi que aquela cena se parecia com um contexto juvenil, mas o restante da história não me demonstrou isto. 

Com certeza desejo ler os outros livros do autor!




8 comentários:

  1. Olá Greice!
    Meu deus, que resenha ein! Me deixou super interessada no livro!
    Adoro esses livros emocionantes que nos ensinam algo e, principalmente, nos prendem na história *-*
    Espero conseguir lê-lo logo!
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Até hoje só li um livro do autor que foi A Sombra do Vento e simplesmente adorei, bastou para que ele logo se entrasse para a minha lista de autores favoritos. Tenho outros livros dele em casa, mas ainda não consegui ler, pretendo comprar este também.

    Beijão, Van - Blog do Balaio
    Tem sorteio de uma Filmadora/Câmera Fotográfica lá no Blog:
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/2013/11/sorteio-de-uma-filmadoracamera.html

    ResponderExcluir
  3. Ah, eu tenho agora muito interesse em ler os outros livros do autor. Tomara que sejam tão bons quanto este!!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá Greice, tudo bem??
    Não li nenhum livro do autor ainda, mas morro de curiosidade, sempre vejo ótimas resenhas de seus livros!! E sua resenha me deixou ainda mais curiosa...
    Beijos =)

    ResponderExcluir
  5. Cada vez que leio resenhas desse livro, fico mais interessada.
    Um livro que parece ser tudo de bom, suspense, mistério.

    Beijos, Thaynara
    http://livroscombolinhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Tem cara de livro bom, final surpreendente e tal... mas... tenho que ser sincera, não gosto desses livros de mortes, tenho medo x.x kkkkk'
    porém, to supercuriosa para saber o como Hannah morreu???
    Me conta Greice?? kkkk
    daí se for legal eu leio...
    Me lembrou da história do O Milagre do Nicholas Sparks, até o faról tem..

    ResponderExcluir
  7. Olá pelo tempo do post imagino que já tenha lido outras obras deste autor, contudo caso não tenha lido indico o livro Marina, sem dúvida mais uma obra fantástica cheia de mistérios e suspense

    ResponderExcluir
  8. Olá Greice pelo tempo do post imagino que já tenha lido outras outras deste autor, contudo caso não tenha lido indico o livro Marina, um livro com uma ótima história, uma ótima narrativa cheia de suspense ao melhor estilo Zafón

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos