15 outubro 2013

6

Verdade do dia: Eu tenho barriga! Medo?!



Sério, eu vou contar um segredo que não pode vazar para nenhum lugar. É uma coisa que vou revelar somente para você que está lendo este post e depois que ler guarde para você e não comente com mais ninguém porque é completamente vergonhoso isto e parece que agora a sociedade discrimina totalmente a situação: eu tenho barriga. Conseguiu ler? Sim! Eu tenho BARRIGA.

Nossa, que alívio contar isto porque eu estava com medo de ser julgada como uma bruxa de antigamente sabe, em que era caçada e queimada viva porque tenho alguma gordura abdominal. E quer saber mais? Eu sou magra! Não magra, mas magérrima e tenho barriga! 

Ah, quer saber? Chega deste papo de que ninguém pode ter gorduras aqui ou ali. Metade, ou melhor dizendo, 95% das minhas amigas possuem estas saliências que incomodam quando a gente coloca um vestido mais coladinho ou uma blusinha mais sexy ou até aquela calça mais justinha e fica com aquela coisinha saltando para fora. E daí? Dane-se para quem olha e pensa que aquilo não deveria estar ali. Não deveria mesmo, ué! Não estava quando eu nasci, mas as pequenas rugas também não estavam, um pouco da flacidez também não estava.

Mas acredite que ela me incomoda sim. Não vou ser boba em falar que não. Claro que eu quero ter uma barriga lisa. LISA, não chapada porque para mim ter aqueles gominhos é algo um pouco estranho. Mas uma barriga lisinha eu já ficaria contente. Faço academia três vezes por semana porque decidi que por mais que seja magra, preciso fortalecer minha musculatura tendo em vista que mal conseguia erguer uma cadeira sem morrer de dores nos braços.

Mas a minha barriga está ali e fica olhando para mim de vez em quando e pensando: "Não se preocupa, Greice, eu não vou te deixar!" E o que eu vou fazer? Parar de comer até ter uns desmaios? Fazer uma dieta louca para perder mais bunda ainda? Sim, porque acreditem que eu sou praticamente uma tábua.
Eu falei isto para uma amiga certo dia e acredito que seja verdade. Eu devo ter vindo com problemas de fabricação. As gorduras deveriam se acumular na minha bunda para que ela ficasse um pouco maior, assim eu poderia passear por aí pelo menos mostrando algo sensual, sexy e arrancar uns assobios. Mas não, elas se acumulam na frente me fazendo parecer ter duas bundas!



Aliás, eu entendo perfeitamente o Homer Simpson! Tem uma cena em um desenho em que ele faz sua barriga parecer uma boca e faz ela falar. Eu já fiz a mesma coisa com a minha quando fica muito inchada! Risadas.

Agora o que mais me indigna é a tal da propaganda da Activia. Dira Paes falando: " O normal é se sentir bem!". 
Porcaria nenhuma que aquilo faz eu me sentir bem. Quem disse que quando eu como até cansar, porque eu faço isso de vez em quando, e depois vou lá e tomo meu Activia ele funciona? Não....
Imagina! Meu intestino é tão exigente quanto a minha barriga! Eles querem Lactopurga! Parece que ouço eles gritando, pedindo sem parar: " Lactopurga, Lactopurga".
E tinha vezes em que eu por ficar tão grande e inchada por não ir ao banheiro que cedia a tentação do meu intestino e depois fazia caras e bocas me contorcendo de dores por causa das cólicas.

"O normal é se sentir bem..." O Caralho!

O normal é ter saliências! O normal é ter celulite, é ter estrias, é ter gorduras.

Sabe o que meu namorado me falou este final de semana quando reclamei das minhas gorduras? Que preciso engordar um pouco mais para ter onde pegar! 

Não estou mandando ninguém ficar obeso, não estou mandando ninguém parar de malhar ou de comer. Estou só falando para você quer ter gorduras não mata. Se te incomoda, tira elas. Com saúde, sem neura.

Porque o normal, é se sentir você!







6 comentários:

  1. Acho que isso foi um desabafo né Greice! rsrs
    Eu tenho, todas temos e a verdade é que, pra não ter barriga, a pessoa se priva de um monte de coisas ou já tem que vir no gen "o não engordar".
    Eu não me privo dos prazeres da vida por isso, exceto se for por um curto período (dieta).
    Acho importante malhar, ter uma vida saudável e principalmente ser feliz né?! Senão não vale a pena.
    Bjs e parabéns pelo texto.

    http://garotasbacanas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ótimo post Greice! Eu também tenho as famosas gordurinhas, mas além das gordurinhas eu tenho coxa, quadril, bunda, braço, tudo que eu não queria que fosse daquele tamanho.
    Ainda não me conformo, mas já tentei tanta coisa e nada, tô quase me conformando :D

    ResponderExcluir
  3. Pode deixar que vai ficar só entre a gente, haha.
    Esse Activia também não faz efeito nãaao, tem que se sentir você mesma, é isso ai!
    Adorei a foto do Homer *0*

    ResponderExcluir
  4. Olá Greice!
    Adorei seu post, e super me identifiquei, rs.
    Eu acho que temos que nos aceitar do jeito que somos, e ser feliz acima de tudo. Afinal, comer é uma felicidade, não podemos nos provar disso (pensamento de uma gordinha, desculpe-me), rsrs.
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. F.A.L.O.U. T.U.D.O!!!!!!!
    Ameiiii de verdade o post!
    Me identifiquei, e identifiquem tantas outras mulheres que passam por isso....
    Porque uma gordurinha aqui outra ali, é supernatural. Tem que ter onde pegar mesmo! rsrs Ser mulher é ter algumas gordurinhas, celulite, estria, chapinha, inúmeros cremes, enfim, tudo isso faz parte, mas acho que o mais importante é nos sentirmos bem e felizes de verdade! Nos cuidarmos sim, mas com prudência e naturalidade. Pois a escravidão, graças a Deus, já acabou. Portanto, não temos motivos para nos prendermos em "corpos" ridiculamente padronizados pela sociedade.

    Bjkss

    ResponderExcluir
  6. Haha adorei o desabafo,
    Concordo esse comercial da activia é uma propaganda enganosa, porque não resolve nada.
    Beijos, Thaynara
    http://livroscombolinhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos