08 outubro 2013

6

Replay - Marc Levy! Dica de Livro #25!


Andrew Stilman é um homem bem sucedido aos olhos alheios. Ao menos até onde ele se recorda por tudo o que sonhou ser. Trabalha no famoso jornal The New York Times, na seção internacional e está sempre envolvido em grandes reportagens apesar de ter lutado muitos anos para ter chegado ali e, agora que chegou, fica mais vivendo em seu escritório do que vivendo sua própria vida.

Seu melhor amigo Simon é um solteirão convicto tanto quanto Andrew, que tem uma concessionária de carros e que faz de tudo para estar com o amigo em diversas situações, pois há anos compartilham as maiores festas e os maiores segredos.

Mas Andrew tem no coração a marca de uma garota de sua época de adolescente que sempre se recorda dela e fica imaginando onde ela pode ter ido parar. E o destino prega uma peça que Andrew jamais imaginou. Em uma saída de um bar, esbarra em uma mulher bêbada e feliz e descobre ali a antiga amada. A reviravolta na vida de Andrew se dá tão rapidamente que ele nem sequer para para calcular como tudo acontece. De repente está morando com o grande amor da sua vida e planejando o casamento.

Neste meio tempo, sua chefe lhe dá a missão de viajar para a Argentina para investigar a terrível época da ditadura militar que destruiu milhares de vidas e famílias e que Andrew vai precisar buscar indícios e pistas para chegar em pessoas que podem levar a segredos jamais revelados.

Mas em uma comemoração de despedida de solteiro, Andrew se depara com uma mulher irresistível e pensa ter encontrado o outro amor de sua vida e fica com dúvidas em relação ao seu casamento. Após se casar, assume a sua mulher que se apaixonou por outra.

Sua mulher, Valérie Ramsey, uma veterinária que trabalha na polícia de Nova York, sempre prometeu que se um dia Andrew a traísse, o pior poderia acontecer a ele.

Até que no dia 9 de julho de 2012, ao estar praticando sua caminhada como todas as manhas, sente uma punhalada pelas costas e percebe que foi vítima de um ataque e que foi assassinado. De um minuto a outro seu corpo cai, sua visão embaça e ele descobre que sua vida se foi...

Até acordar e perceber que está de volta dois meses antes e que tem a oportunidade de descobrir seu assassino e que pode evitar o acontecimento novamente. Porém o que ele espera vai ser mais difícil do que imagina pois tem muitas pessoas que conspiram contra ele e quanto mais perto chega da data, mais dores sente. O fim pode chegar duas vezes?


Autor: Marc Levy
Título Original: Si c'était à refaire
ISBN: 9788581051697
Páginas: 239
Ano: 2013
Gênero: Ficção
Editora: Suma de Letras








A capa original do livro é bastante parecida com a que foi lançada aqui no Brasil. O rosto de uma mulher com a imagem de uma cidade. O que pode ser notado é que na capa do Brasil há uma igreja refletida nos vidros do carro. 
Para mim pela leitura há uma ambiguidade nesta capa que se eu comentar agora acabarei deixando spoilers, então prefiro deixar para que você que, caso leia o livro, descubra ao que se retrata este rosto feminino da capa.

Marc Levy tem um dom ótimo para a escrita, totalmente envolvente. A primeira parte do livro retrata esta história de Andrew sendo assassinado, sendo que esta é a parte real que se baseia tudo em volta do personagem. É completamente fascinante como ele narra tudo. É praticamente impossível desprender os olhos das páginas do livro.

Por um momento ele está descrevendo o romance, a amizade e em outro momento ele descreve parte da ditadura militar na Argentina como forma de uma reportagem para seu trabalho no jornal e isto é feito de uma forma tão detalhada e tão dolorida que é inacreditável não se imaginar sendo uma vítima u fazendo parte de um povo que também passou por aquele momento. 

Marc conseguiu elencar diversos suspeitos na história, de formas diferentes e conforme o relógio vai passando percebe-se que talvez nada daquilo pode ser real ou possa ser refeito.

Um excelente livro de ficção com uma história inteligente e sagaz!






6 comentários:

  1. NOOOOOOOOOOSSAAAA, AMEI A RESENHA!!!
    Gente, parece ser ótimoooo, adorei mesmo!!
    Aiii preciso lê-lo!!
    Adoro livros que mistura realidade, com esses 'sonhos', enfim, a história tem cara de ser bem traçada e envolvente, com certeza preciso ler mais esse, rsrsrs... To supercuriosa...

    bjuss

    ResponderExcluir
  2. Ual, fiquei muito curiosa pra ler esse livro.
    Eu adoro histórias de ficção e com esses mistérios de assassinatos. Pretendo ler e quero descobrir essa tal ambiguidade na capa.

    ResponderExcluir
  3. Não imaginaria que no livro tem algo haver com a ditadura militar da Argentina, ficaria mais ansiosa se fosse a ditadura brasileira, rs.
    Vou embarca nessa história.

    ResponderExcluir
  4. Olá Greice.
    Já ouvi muita gente falar bem do Marc Levy, e tenho muita curiosidade em ler um livro dele, só não tive oportunidade ainda.
    Amei sua resenha! Parece ser um daqueles livros que prendem, e muito, rs.
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Não sei se leria esse livro...
    Amei a capa original, ficaria bem legal se a SUMA tivesse feito uma capa mais parecida.
    Beijos, Thaynara
    http://livroscombolinhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Assim que olhei pra essa capa, fui direto para uma lembrança de uma das cenas do filme "Reino Escondido", é só dá um zoom na cena, e pronto esta aí a capa para esse livro! XD

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos