02 agosto 2011

7

# Na Real: Você sabe se é depressão?

Olá, amiga! Hoje está um dia frio, chuvoso e bem monótono. Estou aqui no maior silêncio, sozinha e completamente nostálgica. Vai parecer um tanto entediante o que vou escrever mais em muitos momentos vocês já devem ter se deparado com esta situação: um tédio tão grande e uma tristeza completa que não passa e só vai aumentando, certo?

Estava lendo as notícias do dia e, acredito que como todo mundo, já me acostumei com algumas coisas. Porém uma notícia me chamou a atenção: a namorada de um jogador de futebol, de apenas 16 anos, com aparente caso de depressão, se jogou do 15º andar do prédio onde morava com ele após uma briga feia. Sei, claro que suspeitas enormes estão sendo levantadas, mas através do twitter da menina, muita demonstração de que ela desejava o suicídio, de que se sentia depressiva, aparecia ali.



Existem milhares de casos como estes em nosso círculo familiar, profissional e de amizade e quando a gente conhece e não sabe reconhecer os sintomas, só sabe dizer: ah, ela é louca, ela é descontrolada. Sim! Existem algumas pessoas que necessitam de tratamento psicológico porque são fora de controle emocional por uma questão séria de ciúmes, por exemplo. Mas há muito mais do que isso.

Quando a dor prende você a ponto de você não conseguir mais vencê-la, começar a pensar em um modo de destruí-la de formas não convencionais (conversando com outras pessoas, buscando uma ajuda profissional), o suicídio começa a ser a porta de entrada.
A dor é tão grande, mas tão grane e cria-se uma angústia generalizada que não há nada que possa fazer você sair deste processo depressivo.

Existe o processo depressivo momentâneo, que é aquele em que você terminou o namoro, sofreu, chorou e segue em frente, por exemplo ou então aquele que você parou ali e não consegue mais sair.
E aí você não começa mais a comer, a dormir o dia todo, a não tomar banho, a chorar compulsivamente por horas e horas e isso torna-se um ciclo vicioso.

Primeiros sintomas:

- Perda de energia ou interesse

- Humor deprimido
- Dificuldade de concentração
- Alterações do apetite e do sono
- Lentificação das atividades físicas e mentais
- Sentimento de pesar ou fracasso
- Achar que não vale a pena viver; desejo de morrer

- Chorar à-toa
- Dificuldade para chorar
- Sensação de que nunca vai melhorar, desesperança...
- Dificuldade de terminar as coisas que começou


Acreditem que estes são os primeiros e básicos porque se não há o tratamento, piora-se e muito.
Existe aquela pessoa, amiga, que diz assim: "Ah, essa pessoa não melhora porque não quer mesmo, porque não tem vontade."
Vou lhe dizer que é mentira. O nosso corpo e nosso cérebro são duas máquinas complicadíssimas e que reagem de formas diferentes. Algumas pessoas tem formas diferentes de agir, enquanto outras precisam de um pouco mais de esforço.

Então, se você ao ver uma pessoa com sintomas assim e que não esteja melhorando, peça ao menos para consultar um profissional qualificado. Ninguém é louco, ninguém é demente ou fora de si por causa disto. Cuidar da saúde mental é essencial.
Seja compreensivo e fique atenta a esses sintomas. Suicídio não é brincadeira, é desespero!

Beijos,


7 comentários:

  1. Gostei muito dessa matéria, e me indentifico com alguns sintomas.
    As veze nostagica tbm. bjs

    ResponderExcluir
  2. Greice, seu post ficou perfeito. é uma pena que muitas pessoas ainda tenha o pensamento que depressão, simdrome do pãnico é frescura!! Só sabem que não é quem tem!

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post... me identifiquei com alguns sintomas... sou hipocondríaca... tomo medicação!
    As pessoas julgam por não ter conhecimento....
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Ah.... pena q não te conheci qdo fui pras Serras Gauchas... não sabia q vc era daí... q delícia!

    ResponderExcluir
  5. Entendo completamente esta postagem, pois eu sou uma entre muitas pessoas depressivas que existem por aí, digo isso mas com um certo desconforto pois é chato estar numa situação dessas... Não há saídas fáceis para se achar e sair de uma vez por todas dessa situação.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post, Gre! Me identifico com quase todos os sintomas O.o E compreendo o que você disse. Eu não me considero uma pessoa com depressão, não um caso sério, mas tenho andado mt desanimada pra tudo e não consigo sair dessa. E gostaria, como vc aconselha, de procurar ajuda profissional. Acho que todo mundo deveria fazer isso, é bom ter alguém experiente com quem conversar, alguém pra te incentivar e não como vc disse, ficar dizendo que vc é fraco, por isso não consegue as coisas. Já ouvi isso centenas de vezes. :/

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos