09 junho 2011

4

Anticoncepcional X Espinhas!

Estava olhando meu rosto no espelho e percebi algumas espinhas. Já sei o motivo de cor: anticoncepcional!
Desde a época da minha adolescência eu brigava com a minha pele que era muito oleosa e agora é um misto de seca e oleosa. Mas sofri com muita espinha, daquelas de tomar conta do rosto inteiro.
E só passou quando comecei a fazer um tratamento a base de hormônios, ou seja, com anticoncepcional.

Mas anticoncepcional é para tratar espinhas?

O anticoncepcional foi criado exclusivamente para servir como um contraceptivo, uma revolução para a mulher. Mas com o tempo ele acabou se tornando uma arma estética, para tratar a pele, o cabelo e consequentemente também a saúde.

Quando iniciei o tratamento com anticoncepcional, PROCUREI UM ESPECIALISTA, o que é mais importante, e fiz uma série de exames. Tinha a questão da menstruação desregulada, e olha que tive a tal "menarca" (credo, que palavra) aos 14 anos. Mas ficava naqueles dias a cada seis meses.

Depos do tratamento tudo voltou ao normal. Mas além disto, melhorou muito minha pele que, depois de uns oito meses estava basicamente com somente as marcas que haviam ficado dos machucados que algumas espinhas causam. Claro que isto lá pelos meus 16 anos. Meu cabelo melhorou, minha pele e a diminuição de pelos foi gradual e constante.
Mas existiu aquela fase de retenção de líquidos e que sempre há, onde os seios incham, a barriga incha e o resto do corpo também, que passa depois de alguns meses. ( No meu caso ).

O anticoncepcional não é indicado para o tratamento de espinhas! As jovens vem adquirindo um hábito alimentar incoerente muito cedo que, mesmo não sendo este o único motivo das espinhas, vêm junto com a alteração hormonal da adolescêscia e consequentemente quem tem uma genética para isto, é mais fácil aparecer já nos primeiros anos da puberdade.
Pele oleosa também facilita a criação de cravos.
Mas sabe-se que diversos são os fatores e as necessidades de cuidado para uma pele mais saudável:



- Limpeza
Feita pelos passos de: lavar com um sabonete específico para cada tipo de pele duas vezes ao dia, pela manhã e à noite;
Esfoliar a pele uma vez por semana para renovação celular e remoção de cravos;
Passar tônico adstringente pois mesmo com a lavagem sempre ficam resquícios de sujeira;
Hidratar a pele - pessoas com pele oleosa devem preferir hidratantes em gel -.

- Utilização de filtro solar adequado ao tipo de pele, de preferência livre de óleo.

- Evitar o uso de maquiagem para que os poros não fiquem entupidos.

- Não fixar mexendo nas espinhas porque pode espalhar a infecção além de causar feridas e cicatrizes.

O stress pode agravar o quadro de espinhas, além de prejudicar outros fatores como causar queda de cabelo.

Tratamentos dados SOMENTE por especialistas:

- Antibióticos;
- Produtos para o controle da oleosidades;
- Hormônios.

É importante sempre seguir os passos recomendados pelos médicos e ainda saber que demora, gente, para obter resultados.
Mas quanto antes se procurar um especialista, melhor!

Beijos,

4 comentários:

  1. Eu tive acne no início da adolescência,nada grava,não tinha nada a ver com a minha mesntruação q era super regulada,e logo com o uso de cosméticos ela acabou. Comecei a tomar anticoncepcional aos 19 anos e parei aos 24 e a minha tortura começou! Com a parada do remédio,minha pele auentou muito a oleosidade,e tive acne novamente! Fui ao médico ginecologista e como não quero tomar anticoncepcional novamente,fui encaminhada ao dermato,q recomendou uma medicação manipulada,que resolveu meu probelma. Tive um efeito rebote com o anticoncepcional,onde fiquei com um ciclo irregular quando parei de tomar,mas agora 1 ano depois voltou tudo ao normal! adeus acne,adeus oleosidade!

    ResponderExcluir
  2. Tenho 16 anos, já passei tudo que se tem para passar em uma cara. De remédios caseiros a fórmulas manipuladas fortes (que é até proibido engravidar quando está passando ela) e nada adiantou, nadinha mesmo. As espinhas, pelo menos no meu caso, é algo que vem de dentro para fora, dependendo do meu organismo, nada relativo a limpar o rosto e tirar a oleosidade. Cada caso é um caso. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, tenho 27 anos e ainda sofro com as malditas espinhas...elas não me largam, me amam....jah fiz de tudo, passei por vários dermatologistas, fiz tratamento ateh com isotetrinoína durante 8 meses, mas não pude dar continuidade pq que o tratamento eh dada a dose conforme peso da pessoa...ajudou,mas não foi milagroso como dizem...o que era acne grau 3,5 passou para grau 1, fiz ainda piling quimico,mas sem mto resultado...enfim, jah passei e tomei de tdu...e ainda me encomodo com isso, sei que parte eh herreditario, meu pai com 57anos ainda tem acne, mas nao me conformo com isso, em breve estarei procurando outro dermatologista para tentar um outro tratamento,se der resultado eu aviso...grande bju.

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos