03 novembro 2010

7

Como Criar um Estilo Próprio?

No mundo da moda existe passarelas para todos os estilos. Eu geralmente fico olhando as revistas femininas e os looks que aparecem em cada página e escolhendo qual eu usaria ou não usaria.
Chega a ser engraçado como alguns ficam tão bem em algumas mulheres, mas eu percebo que em mim ficaria tão feio! Ou então eu olho e penso: " Como é que eu não pensei nisso antes?".

Mas o importante nisto tudo é ter um estilo próprio, uma combinação que valorize o seu corpo e o seu estilo. Mas como fazer isto?




Passo 1. Escolha as fotos de pessoas cujo estilo você gosta.

Acho que isso a gente meio que já faz todos os dias, né? Mas uma ideia é folhear revistas de moda e blogs de moda para encontrar fotos de mulheres cujo estilo parece interessante para você. Roupas, acessórios, e maquiagem.
Esse processo vai servir para um mini ajuste. Não significa que é um total acerto.
Até porque tem milhares de ocasiões e pessoas para quem a gente pode se vestir: namorado, amigos, festas de casamento, batizados, na praia, piscina e por aí vai. Aí fica mais fácil para escolher a finalidade das peças.

Passo 2. Examine-se.
Eu tenho diversos momentos de mim mesma. Tem dias em que acordo e me sinto uma adolescente. Então me visto com calça jeans, uma baby look e uma sapatilha. Sem contar a maquiagem e o penteado, bem típicos de menina.
Se eu me importo com o que os outros vão falar? Nem um pouco! Me importava na adolescência com isso. Agora, não mais!
Muitas vezes algumas pessoas falam:" Nossa, como hoje tu parece uma menina." Eu fico feliz, porque consegui passar através do meu estilo o que eu estava sentindo.

Somos nós mesmas que criamos o estilo que desejamos ter. Góticos são sempre góticos. Roupas pretas, maquiagem preta.
Analise-se e veja o que você passa através das roupas que usa e assim saberá o que vai procurar e se sentirá muito melhor. Não ficará perdida procurando o que seria ideal para você.
Não é porque a modelo da Vogue está linda com aquela roupa que você precisa ficar igual. Se não gostou, não adianta tentar.
SEMPRE AME O QUE VESTIR!

Passo 3. Vá às lojas e experimentar coisas.

Depois que se olha blogs de moda e revistas, tudo é muito legal e bonito. Mas e daí? Achar que fica legal na gente não significa que vai ficar legal. Então o certo é ir até as lojas e provar o modelos.
Entre em lojas caras e baratas, para provar de tudo. Não precisa comprar. Respire fundo e engula o consumo! (Eu que o diga como isso é difícil).
Mas é importante provar roupas diferentes, testar combinações diferentes que você vai achar estranho, mas depois pode ser que você pense que é igual ao estilo que procurava.

Se tiver uma câmera fotográfica e estiver numa loja que seja permitido, porque algumas proíbem, tire uma foto do look que você montou e analise para ver como você ficou!

Uma questão importante é você pegar uma peça e pensar nas combinações com peças que você tem em seu guarda-roupas. Até porque você não vai sair renovando tudo. Haja dinheiro!

Passo 4. Livre-se de roupas que não vai usar!

Eu costumava organizar meu guarda-roupas e sempre escolher aquilo que não gostava de usar. Fazia uma pilha mas tinha uma dó terrível de dar elas. Porque um dia poderia voltar a usar, porque poderia ser útil e blá, blá, blá. Acabava utilizando um espação por nada, porque eu nunca usava.
E ainda tenho blusas assim, não pensem que joguei tudo fora. Parece que nunca acabam.

Mas, sim, o ideal é depois que selecionar o que realmente quer vestir, fazer uma limpa no guarda-roupas e selecionar tudo o que não será mais útil e dar para alguém que vai adorar usar.
Não adianta achar que um dia ele pode ficar legal, porque assim você não vai se adaptar ao novo estilo.


Passo 5. Ir às compras.

Claro que este momento é sagrado. Depois de ter ido experimentar diversas peças, você já tem em mente o que gostaria de comprar.
Mas como não vai ser um reality show como o Esquadrão da Moda onde poderia comprar muita coisa à vontade, o legal é ir comprando aos poucos, mas sempre lembrando das peças e das combinações que podem ser feitas.

Não fiquei com a cabeça de 'só vou comprar o que está na moda', porque é muito relativo e moda vai e volta sempre. Nem sempre o que está na moda vai cair bem em você e você se sentirá confortável.
Escolha o que cai bem no seu corpo, o que você realmente admira.


Passo 6. Faça seu sonho se tornar realidade!

Sempre se olhe no espelho e pense no no papel em que você deseja desempenhar no dia: uma mulher de negócios, uma estudante, uma party girl. A partir daí você vai poder compor o modelo que você quiser.
Lembra o que eu disse sobre eu me vestir como uma colegial? É mais ou menos nesse sentido.

E depois disso?
Sorriso no rosto, peito erguido e arrasando no visual!

Espero que tenham gostado das dicas!

Beijos mil garotas!


7 comentários:

  1. Adooorei as dicas!
    Muuuito legaal!
    Beijos, Mari.

    dicasparatodas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Greice, adorei as dicas. Eu estou numa fase, "não sei o que vestir", engordei, perdi muita roupa que eu gostava, e quando olho no espelho percebo que estou a procura de um estilo, que ainda não encontrei.
    Pra quem está assim como eu, cada tópico do seu post, vale muito a pena.

    Bjão

    ResponderExcluir
  3. Adorei esse post, ótimas dicas.
    bjinhus

    ResponderExcluir
  4. Adorei as dicas, já cometi tanta gafe por estar vestindo o que não combinava comigo, que agora estou numa fazer mais light e aproveitando pra pegar opinões. MUito boa.

    ResponderExcluir
  5. Pois é meninas, eu sempre passo por estas questões de estilo e to sempre me reorganizando. senão eu fico indo e voltando no tempo.

    ResponderExcluir
  6. Oie eu adorei este post, perfeito era oq eu tava procuranso meus parabens

    ResponderExcluir
  7. vcs estao fazendo o mais importante sempre ressaltando o valor feminino seja ele qual estilo for e claro e mandando nossa auto estima pro topo adorei bjos

    ResponderExcluir

Olá!
Obrigada pela visita ao blog.
Tento sempre responder aos comentários aqui no blog e, se deixar o seu blog, retribuir as visitas o máximo possível.
Beijos