Como definir o processo de leitura e o que ele causa nas pessoas? 

Lembro que quando eu era bem novinha, isto é, a partir do momento em que eu tenho alguma memória em relação a algumas coisas, eu já ganhava alguns livros de meus pais. E quando comecei a estudar no pré e a aprender a ler a partir daí eu era bastante dedicada e amava conhecer mais e mais palavras. 

Hoje não consigo ir dormir sem ler algumas páginas. Simplesmente o sono não vem. E alguns podem acreditar que seja um vício ou dependência e talvez até seja, mas quando eu converso com alguém o meu poder de argumentação, de complexo de palavras e de conhecimento de diversos assuntos é imenso e eu sei que ganhei isso lendo.


Quem acompanha o blog sabe que amo alguns autores e que meu início de vício na adolescência, já que não me recordo dos outros que lia durante a infância, foi Érico Veríssimo, um autor premiado. Hoje tenho diversos autores e autoras que gosto muito, mas vou citar aqui uma obra que foi marcante para mim.

O Cortiço é uma obra que trata sobre a sociedade de uma comunidade em meados do fim dos anos de 1800. Para algumas pessoas há capítulos muito chocantes e personagens que tem suas principais características e moldam um estilo de sociedade que muitos não estão acostumados. Eu amo a escrita de Aluísio Azevedo e recomendo a obra para quem gosta de diversidade.

 


Claro que tem vários outros livros que poderia citar neste post, mas como hoje é comemorado o dia mundial do livro, venho mostrar também como devemos comemorar a importância da leitura. O engajamento das escolas, instituições e demais pessoas que compartilham o amor pela leitura.

E também há o Sindicato Nacional de Editores de Livros, que mais do que nunca se importa com o que os leitores gostam de ler e se dedicam ao máximo para que a literatura esteja 100% presente ao nosso redor.


E para comemorar nada mais elegante do que ver pessoas comuns entrando em personagens famosos. O Leia.Seja é uma campanha para fazer você se inspirar e mostrar o quanto você gosta de ler.

Conheça mais esta campanha divulgando o Leia.Seja e conhecendo a página no Facebook 




Não há como negar: sou uma pessoa viciada em Netflix. 

Estava aqui me lembrando quando eu ia para a locadora ainda nos tempos em que era em fitas de VHS, ficava lá olhando uma por uma para escolher os melhores filmes e mais, eu também alugava fitas para o Super Nintendo e o Atari, acreditam? Pois é, e agora depois de anos eu estou em uma plataforma que posso assistir filmes diretamente só ligando a minha televisão ou o PC ou o celular!

E então começo a registrar as novidades que aguardo para assistir assim que chegarem. Lógico que tenho uma imensidade de filmes na minha lista de favoritos, mas estas três novidades já estou aguardando praticamente com o controle na mão.

OS 13 PORQUES - SERIADO
DATA DE ESTREIA: Não divulgada / 2018


Depois da primeira temporada bombástica (se você não assistiu não pode perder a oportunidade), estou aguardando para saber como vai ser da vida de cada personagem e como serão todas as consequências. Quem lembra de Hannah Baker? Como este seriado serve de exemplo para milhares de jovens que passam pelas mesmas dores de sofrer bullying em uma escola ou até mesmo de sofrer calada um estupro, precisar de ajuda e não ter com quem contar?

Para mim este seriado fala muito a verdade sobre o que milhares de pessoas sofrem em momentos da vida e como são burladas pela sociedade e as consequências são diversas. Tanto que o seriado fez tanto sucesso que chegou a uma segunda temporada que vai mostrar o que aconteceu com cada personagem que contribuiu para os acontecimentos com Hannah Baker.





CARGO - FILME
DATA DE ESTREIA: 18/05/2018



Achei esta novidade enquanto passeava pelos trailers no YouTube. Este filme conta a história de um pais que tenta salvar sua filha em meio a um apocalipse zumbi. O legal é que ele tem somente 48 horas para deixá-la em um lugar seguro no meio da Austrália depois de ser infectado. O cenário é lindo e a mensagem que o filme passa também. O que pode ser visto pelo trailer. O filme foi baseado em um curta metragem.


3% - SERIADO
DATA DE ESTREIA: 27/04/2018


Nem preciso dizer que sou fascinada por este seriado. A primeira temporada mostrou a seleção dos 3% que puderam ser levados para o Maralto. E agora a segunda temporada mostra um pouco do novo lugar e a volta dos personagens tentando erradicar esta seleção. Tudo novo, novo mistério. E parece que o circo vai pegar fogo.


THE RAIN - SERIADO
DATA DE ESTREIA: 04/05/2018



Esta série fala sobre o que mais gosto: um mundo apocalíptico. Depois de um vírus ter matado parte da população mundial e deixar somente poucos sobreviventes, dois irmãos partem para outro local para tentar sobreviver. O problema é que algo ainda existe e eles terão que enfrentar um grande perigo para continuar a viver. Essa série é escandinava, o que mostra que a Netflix vem apostando em diversos países.


Todos estes lançamentos já estão programados para eu me jogar no sofá e assistir. 
Depois venho aqui contar o que achei de cada um.
Você já programou algum deles ou gostou das novidades?

Tive que correr vir contar as novidades para vocês porque novidade boa merece ser compartilhada!

Quem acompanha o blog sabe que eu sou completamente apaixonada pela saga de Outlander. Comecei a ler os livros e imaginar os personagens de uma forma e quando assisti a primeira temporada criei outro sentido para tudo e aí a emoção ficou mais forte ainda, já que achei que a seleção dos personagens e a junção do casal foi perfeita.

Mas a novidade é que chegou o que eu tanto esperava. A editora Arqueiro divulgou a capa (e que capa), e a sinopse com a data de lançamento do sexto volume da série e adivinha só: vai ser um volume único!

Olha só o que vem por aí:


DATA DE LANÇAMENTO: 14/05/2018
PÁGINAS: 1.168

Uma história sobre escolhas difíceis.América, 1772. Poucos anos antes da guerra de independência, o caos reina na colônia. Cadáveres espalham-se pelas ruas, vizinhos lutam entre si e grupos de salteadores aterrorizam a população por toda parte. Na Carolina do Norte, o incêndio de uma cabana e o assassinato de uma família inteira anunciam mudanças perturbadoras no cotidiano dos habitantes da Cordilheira dos Frasers.Nesse cenário, Jamie Fraser recebe uma mensagem do governador Josiah Martin. Ele pede sua ajuda para conter os rebeldes e manter o domínio da Coroa britânica sobre as terras americanas. Mas Jamie já sabe o que está por vir. Sua esposa Claire, uma viajante no tempo nascida no século XX, conhece perfeitamente o destino reservado aos súditos leais do rei da Inglaterra: exílio ou morte.Além disso, Claire surge com uma nota de jornal de 1776 que relata a morte dos dois num incêndio. Pela primeira vez, Jamie espera que ela esteja errada sobre o futuro.Em meio às tensões, é chegado o momento de fazer uma escolha difícil, porém inadiável. À medida que se formam as linhas de combate e lealdades são testadas, Jamie e Claire sentirão na pele que absolutamente ninguém está seguro nesse novo país.
Agora me diz que capa é essa? 
Para quem está dentro de toda a história até este volume sabe que é super coerente a capa, mas mais do que isto eu adoro a editora porque ela sempre inova sem ficar copiando as capas internacionais.



Deu para ver a diferença?
Diana Gabaldon tem uma criatividade fora do comum para conseguir criar toda esta história, gente! É uma cultura imensa que vai passando de país em país e eu consegui aprender sobre política, biologia, culturas e muito mais.

Se quer saber mais da Diana vem conferir aqui o que falam sobre ela e os outros livros que a editora já lançou!

Vem "ni mim" volume 6!





Autora: Moïra Fowley-Doyle
Título Original: The Accidente Season
Páginas: 256
Ano: 2016
Editora: Intrínseca



Acontece todo ano, na mesma época. Todo mês de outubro, inexplicavelmente, Cara e sua família se tornam vulneráveis a acidentes. Algumas vezes, são apenas cortes e arranhões. Em outras, acontecem coisas horríveis, como quando o pai e o tio dela morreram. A temporada de acidentes é um medo e uma obsessão. Faz parte da vida de Cara desde que ela se entende por gente. E esta promete ser uma das piores.No meio de tudo, ainda há segredos de família e verdades dolorosas, que Cara está prestes a descobrir. Neste outubro, ela vai se apaixonar perdidamente e mergulhar fundo na origem sombria da temporada de acidentes. Por que, afinal, sua família foi amaldiçoada? E por que não conseguem se livrar desse mal?Uma narrativa sombria, melancólica e intensa sobre uma família que precisa lidar com seus segredos e medos antes que eles a destruam.

Todos os anos em outubro a temporada de acidentes acontece. Mas não é com qualquer pessoa, em qualquer cidade ou qualquer casa. É somente na família de Cara e isto já acontece há muitos anos. Sua mãe começou a perceber que suas filhas estavam sempre se machucando de alguma forma neste período e até mesmo ela, seu irmão e seus pais também sofriam com coisas estranhas que de repente do nada vinham e os machucavam.

Cara também tinha um irmão postiço, um meio irmão na verdade, já que sua mãe se casou com Christopher e do nada ele um dia resolveu sumir e deixar o filho para trás morando com a família. Ligava de vez em quando para saber como ele estava, mas nunca tinha nenhum tipo de contato.

"Então, brindemos à temporada de acidentes,
Ao rio que corre sob nossos pés, onde naufragamos nossas almas,
Aos hematomas e aos segredos, aos fantasmas no sótão,
Mais um brinde à estrada da água." Pág. 7

Alice era um pouco diferente da irmã. Um ano mais velha gostava de estar entre os mais populares da escola e ser mais descolada apesar de estudar bastante. Namora um Nick, um garoto roqueiro que muitas garotas caem aos pés o tempo todo mas que Alice não dá muita bola.

Também existe Bea, a melhor amiga de Cara e que é uma bruxa em potencial, já que está o tempo todo lendo cartas para saber do futuro e das coisas que acontecessem ao redor. Se já não bastasse tudo isto, Cara percebe que há uma amiga sua, ou melhor, ex-amiga, Elsie que aparece em todas as suas fotos desde quando era criança, mas quando vai procurá-la por ser a guardiã da caixa de segredos não a encontra mais.


"Acho que ela quer comemorar o fato de mais uma temporada de acidentes estar chegando ao fim, mas algo neste brinde me inquieta. É como se a temporada de acidentes não pudesse ser abordada de forma tão direta e descontraída." Pág. 33



Agora novamente na temporada estão todos cheios de roupas, casacos, meias, luvas e gorros. Evitar ao máximo qualquer envolvimento em brincadeiras perigosas ou até mesmo uma corrida que pode causar algo catastrófico.

Mas é quando perto do Halloween que Cara decide fazer uma festa em uma casa mal-assombrada que passa por cima de um rio é que as coisas mais estranhas vão acontecer. E não somente isto, há segredos muito guardados que podem vir à tona por causa de pessoas ou seriam fantasmas que tentam se comunicar?

Já fazia um certo tempo que queria ler este livro. Li algumas resenhas positivas e outras negativas e creio que depende muito de como você com a expectativa da leitura. Eu não esperava nada muito grande ou um segredo gigantesco que pudesse causar tudo de acidentes e acredito que foi isso que me fez gostar do livro.

"Agradeço à Sra. Byrne sem comentar que Elsie não tem amigos nem celular. Pelo menos eu nunca a vi com um, o que é bem incomum em uma escola onde alunos trocam mensagens de texto escondido debaixo da mesa durante a aula e escutam música praticamente no volume máximo durante o almoço." Pág. 65

É basicamente um livro para adolescentes. Claro que tem cenas que mostram a amizade, que é a base principal do livro e que tem outras que vão contando a história da família. O legal é que no fundo há um mistério que vai sendo revelado bem aos poucos e no final eu fiquei fascinada pela questão tratada, pois existem coisas que podem ficar escondidas de uma forma que nosso inconsciente não apaga, mas que não lembramos para evitar nos machucar.


Pode-se dizer que Cara é a personagem principal já que conta a base de todo enredo, mas nenhum outro personagem deixa de ser importante, pelo contrário, se algum deles não estivesse presente é como se faltasse a base da estrutura da história.

"- Porque ele não queria deixar você sair! E não interessa quem bateu em quem primeiro; está na cara que ele bateu em você com muito mais força. Alice - digo o nome dela num tom suplicante -, ele bateu em você. Isso é sério. É muito, muito sério." Pág. 147

E o final então? Talvez tenha sido aí que muita gente não gostou, esperando algo mais misterioso. Mas achei lindo demais. Achei tão importante esta questão da amizade e familiar e ao mesmo tempo a descoberta de momentos ocultos que o livro valeu a pena.

 


É uma leitura bem rápida e fluída e você vai aprender lições de vida onde talvez estivesse procurando um trhiller mais de terror.




A editora Arqueiro é uma diva da literatura. Juntando mais outras divas desta área conseguem cativas as leitoras que amam os romances de época e mais uma vez enchem os olhos e o coração da gente com uma nova saga da Lisa Kleypas, que já está com outras sagas lançadas e milhões de livros vendidos.

Até então eu não tinha me jogado na leitura desta autora mas não resisti a este novo lançamento da Arqueiro e precisei conhecer. Já terminei a leitura do primeiro livro e só fico esperando pelo próximo para saber mais sobre os Ravenels!

Mostro um pouco mais aqui para você saber da nova saga que já tem um livro publicado e os outros livros com capas divulgadas e datas de lançamento.

Data de Lançamento: 05/02/2018

Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas.A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon.Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar.Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu?

Data de Lançamento: 01/07/2018

Um magnata implacávelA selvagem ambição de Rhys Winterborne fez com que ele alcançasse riqueza e sucesso. Além dos negócios, Rhys sempre obteve tudo o que desejou. A partir do momento que conhece a tímida e aristocrática lady Helen Ravenel, ele promete a si mesmo que vai conquistá-la. Se ele deve corromper a virtude de Helen para garantir que ela se case com ele, pouco importa...Uma beleza protegidaHelen teve pouco contato com o mundo brilhante e cínico da sociedade londrina. Contudo, a sedução persistente de Rhys desperta uma intensa paixão mútua. A delicada Helen se convence de que só ela pode domesticar seu marido rebelde. Enquanto os inimigos de Rhys conspiram contra eles, Helen deve confiar a ele seu segredo mais sombrio. Os riscos são impensáveis... a recompensa, uma vida de felicidade incomparável. E tudo começa com...Uma noiva para Winterborne


Data de Lançamento: 01/01/2019

Um introvertido excêntrico...A maioria das debutantes sonha em encontrar um marido. Lady Pandora Ravenel tem planos diferentes. A ambiciosa e bela jovem preferiria ficar em casa e planejar seu novo negócio de tabuleiro do que participar da temporada social de Londres. Mas certa noite, em um baile da alta sociedade, ela se envolve em um escândalo com um irresistível estranho.Um sedutor cínico...Depois de anos evitando armadilhas conjugais, Gabriel, lorde St. Vincent, finalmente foi fisgado por uma menina rebelde que não podia ser menos adequada. Na verdade, ela não quer nada com ele. Mas Gabriel acha Pandora irresistível. Ele fará o que for preciso para conquistá-la, mesmo que tenha que pagar um alto preço por isso.Uma trama perigosa...Depois de ceder à investida habilidosa e sensual de Gabriel, Pandora concorda em se tornar sua noiva. Mas logo ela descobre que seus esforços a envolveram involuntariamente em uma conspiração perigosa - e apenas seu marido pode salvá-la. Quando Gabriel a protege de seus inimigos, os dois percebem que o alto preço a pagar é na verdade a melhor coisa que poderia ter acontecido.
Data de Lançamento: 01/07/2019

Uma mulher que desafia seu tempoDr. Garret Gibson, a única médica mulher na Inglaterra, é tão ousada e independente quanto qualquer homem – por que não lidar com os próprios desejos como se fosse um? No entanto, ela nunca ficou tentada a se envolver com alguém, até agora. Ethan Ransom, um ex-detetive da Scotland Yard, é tão galante quanto secreto, e sua lealdade é um verdadeiro mistério. Em uma noite emocionante, eles cedem a uma poderosa atração mútua antes de se tornarem estranhos novamente.                 Um homem que quebra todas as regrasEthan tem pouco interesse pela alta sociedade, mas é cativado pela preciosa e bela Garrett. Apesar da promessa de resistir um ao outro depois daquela noite sublime, ela logo será atraída para sua tarefa mais perigosa. Quando a missão dá errado, Garret usa toda a sua habilidade e coragem para se salvar. À medida que enfrentam a ameaça de uma traição do governo, Ethan fica disposto a assumir qualquer risco pelo amor da mulher mais extraordinária que já conheceu.
Eu só estou curiosa quanto ao último livro, já que até o momento os personagens não se encaixaram ao primeiro livro. Mas poxa, vou ter que esperar mais de um ano para conseguir ler toda a saga e já vi que vou ficar super curiosa para saber o que acontece com cada personagem. 

Claro que você pode saber mais sobre cada livro da Lisa Kleypas, inclusive sobre todos os outros já publicados diretamente no site da Arqueiro.

Logo venho contar mais sobre o primeiro livro!





Autor: Ken Follett
Título Original: Code to Zero
Páginas: 320
Ano: 2018
Editora: Arqueiro


Certa manhã, um homem acorda no chão de uma estação de trem, sem saber como foi parar ali. Não faz ideia de onde mora nem o que faz para viver. Não lembra sequer o próprio nome. Quando se convence de que é um morador de rua que sofre de alcoolismo, uma matéria no jornal sobre o lançamento de um satélite chama sua atenção e o faz desconfiar de que sua situação não é o que parece.
O ano é 1958 e os Estados Unidos estão prestes a lançar seu primeiro satélite, numa tentativa desesperada de se equiparar à União Soviética, com seu Sputnik, e recuperar a liderança na corrida espacial.
À medida que Luke remonta a história da própria vida e junta as peças do que está por trás de sua amnésia, percebe que seu destino está ligado ao foguete que será disparado dali a algumas horas em Cabo Canaveral.
Ao mesmo tempo, descobre segredos muito bem guardados sobre sua esposa, seu melhor amigo e a mulher que ele um dia amou mais que tudo. Em meio a mentiras, traição e a ameaça real de controle da mente, Luke precisa correr contra o tempo para conter a onda de destruição que se aproxima a cada segundo.

No ano de 1958 todos os olhos estão voltados para os Estados Unidos. A novidade é que os americanos esperam que o novo satélite espacial Júpiter está para ser lançado, uma vez que a União Soviética já saiu na frente e lançou o seu e isso de uma certa forma tira orgulho da América do Norte. E a contagem regressiva está começando. Todos estão preparados para tentar lançar no dia, mas a cada nova hora tudo pode mudar.

Luke é um homem sem memória. Ou melhor, alguém fez algo com a sua memória pois ele acorda em um banheiro público ao lado de outro cara bêbado. Não se lembra de absolutamente nada de sua vida anterior, nem de seu nome, sua vida, se tem família ou sequer se já algum dia foi alguém. Por acaso descobriu seu nome pois o bêbado junto a ele o chamou assim. Porém ele percebe que tem algumas habilidades estranhas, sabe lutar, reconhecer quando começa a ser seguido e pesquisar e descobrir sobre quem realmente é.

"Imaginou brevemente por que tinha falado em francês, depois afastou o pensamento. Tinha preocupações mais prementes. Não havia mais dúvidas: dois homens o estavam seguindo numa operação de alternância muito bem executada. Deviam ser profissionais." Pág. 37
Anthony agora trabalha para a CIA. Depois de ter trabalhado como espião na Segunda Guerra Mundial, conseguiu um ótimo cargo no departamento e conseguia missões importantes, que elevavam seu nome para as melhores posições em que nem sequer seu chefe era capaz de mandar nele. E agora mais do que nunca tinha uma missão importante. Precisava evitar que qualquer pessoa atrapalhasse o lançamento do foguete Júpiter ou o seu fracasso estaria certo.

Elspeth estava preocupada demais com Luke. Casara com ele quatro anos antes e trabalhava para o governo do país há muitos anos. Agora estava em Cabo Canaveral e saber que seu marido estava sumido lhe dava uma agonia, já que não tinha como sair de lá e ir ao seu encontro. Anthony era sua única esperança, mas parecia que nem ele era capaz de encontrar o grande amor de Elspeth.


Em meio aos nervos de uma população que espera ver o foguete ir para o espaço levar um satélite, um homem tenta buscar sua verdadeira identidade. Porém o que acontece é que ele está na mira de agentes que querem nada mais do que a sua morte. O que será que ele sabe que foi apagado da sua memória dias antes? Agora Luke precisa descobrir com a máxima urgência e com a ajuda de Billie e de Bern, amigos da juventude talvez ele encontre as respostas que busque antes que seja tarde demais.

Acredito que eu deva soar repetitiva nas resenhas que faça de Ken Follett. Sempre escrevo a mesma coisa: ele é o rei da escrita em histórias de aventura. Não há um livro sequer dele que eu tenha achado chato ou monótono e cada nova trama que me jogo conheço um novo mundo.

"O Júpiter C era a última esperança dos Estados Unidos. Não existia terceira opção. Se ele fracassasse, o país estaria fora da corrida espacial. A derrota de propaganda era a menor das consequências. O programa espacial americano estaria totalmente desordenado e a União Soviético controlaria o espaço sideral pelo futuro próximo." Pág. 81
Desta vez Contagem Regressiva veio para fazer o leitor correr. Isto mesmo. Correr como o nome do livro, como uma contagem regressiva onde tudo acontece em um ritmo alucinante e cheio de reviravoltas que é impossível tirar os olhos das páginas.

De início é feita a apresentação dos personagens já no clima de tensão, sem saber quem é o vilão e quem é a mocinha, mas afinal, quem realmente pode ser bom ou mau nos livros do Ken Follett? É tudo tão cheio de conflitos, armações, brigas e trapaças que em um momento eu achava que um personagem era de um caráter e no outro percebia que tinha interpretado de uma forma bastante inócua. 


"Aquela era a coisa mais difícil que já havia feito. Em comparação, matar Albin Moulier tinha sido fácil. Ao apontar a arma para Luke enquanto ele saltava por cima de uma cerca de arame, quase não tinha conseguido puxar o gatilho." Pág. 178
Contagem Regressiva é como estar em uma maratona esportiva. Em um momento você está caminhando, depois correndo, depois nadando e por assim vai. O coração nunca para de bater e a única saída é ler capítulo após capítulo. Ainda tem a parte histórica sobre a era espacial americana, o que agrega ainda mais para o livro.


"Na praia, mil rostos se inclinam para cima, olhando o foguete subir em linha reta, e um gigantesco grito coletivo de comemoração ressoa." Pág. 313




A torcida pelo personagem é imensa. Fiquei ansiosa para saber cada passo, sobre o passado de cada um e o que realmente envolvia tanta tensão. E quando cheguei ao fim respirei aliviada por mais uma obra de respeito.
3... 2... 1. Leitura terminada com sucesso. Ken Follett pode escrever sobre a Idade Média ou sobre foguetes e de qualquer forma vai me deixar fascinada. 





Autora: Nora Roberts
Título Original: Stars of Fortune
Páginas: 288
Ano: 2018
Editora: Arqueiro


Sasha Riggs é uma artista assombrada por sonhos que transforma em pinturas maravilhosas, cenas que preveem o futuro. Ela nunca conseguiu assumir seu dom, mas desta vez não consegue ignorar as visões que a atormentam e viaja para a ilha grega de Corfu.
É lá que encontra as pessoas com quem sonha: um mágico, um arqueólogo, um viajante, um lutador, um solitário. Elas também foram atraídas por uma força inexplicável. Dotadas de habilidades extraordinárias, cada uma terá um papel fundamental na aventura que as espera: encontrar as míticas Estrelas da Sorte, que caíram do céu, pondo em risco o destino de todos os mundos.
Sasha é quem os mantém unidos e vê no mágico, Bran Killian, um homem de imensa compaixão. Ela tem dificuldade para lidar com sua vidência, mas Bran está lá para apoiá-la. Porém, os dois não devem desviar sua atenção da missão, pois uma ameaça sombria procura corromper tudo que está no caminho para alcançar as estrelas.


Tenho gostado das trilogias e séries da Nora Roberts onde ela da poderes sobrenaturais para os personagens. Eu queria poder contar cada um dos poderes, mas e a magia de descobrirem por si mesmos, aonde fica?

Seis guardiões irão se reunir para encontrar as três estrelas e levá-las em segurança para o lugar a que pertencem, para que possam brilhar e iluminar todos os mundos. A não ser que Nerezza, a deusa das mentiras e da escuridão, as pegue e domine os mundos transformando-os em uma completa escuridão. 

Sasha é artista plástica e tem desenhado pessoas que não conhece. Ela sempre está ao lado deles em seus desenhos. Ela vive afastada das pessoas, pois o dom que tem tende a repelir. Afinal ninguém gosta de ser desvendado diante de alguém ou que seu futuro seja revelado.

Ela está decidida a ir a Corfu, a paisagem que desenhou e reconheceu. Pois tem o pressentimento que deve estar lá e assim encontrará  respostas para tudo que vem acontecendo. 


"Quando encontrarmos as três estrelas, devemos levá-las de volta ao lugar onde nasceram.
– Você está dizendo que as estrelas foram criadas na Ilha de Vidro.
– Riley apertou os olhos, intrigada.
– Sim. Por três deusas: Celene, Luna e Arianrhod, como presentes para a nova rainha, Aegle, a radiante."

Lá ela reconhece uma das pessoas de seus desenhos e sonhos. Acaba sendo inevitável ir até ela e dividir seus anseios. O que seria loucura, se ela não fosse Riley uma arqueóloga que está em busca das três estrelas escondidas, que devem ser recuperadas e protegidas pelos seis.


Logo elas se deparam com Bran, um homem de tirar o fôlego. E que as questiona descobrindo assim que é o terceiro integrante dos seis. 

"– Acho que ser único é algo a celebrar e respeitar."
Enquanto procuram um lugar para se hospedarem até que os outros surjam, já que o destino os vêm unindo, eles encontram à beira da estrada Sawyer, um homem misterioso que vive viajando pelo mundo e por acaso é o quarto integrante. 

 



"– Ela é importante para você, não só pelo que é ou pelo que estamos buscando."
Logo após surge Annika, vinda de lugar nenhum, mas com uma alegria contagiante, de uma inocência ímpar. Mas que na primeira batalha se mostra uma ótima lutadora.

E assim conhecem Doyle, um cara fechado e perspicaz. Que vai se revelando com o passar da convivência. Descobrimos muitos segredos e cada busca e batalha se torna mais excitante, fazendo com que voemos pelas páginas.


"E agora sabemos que Sasha usa uma besta como um verdadeiro Daryl Dixon.– Besta? – Sawyer parou com uma fatia de pizza a meio caminho do prato. – Como perdi isso? – Quem é Daryl Dixon? – perguntou Sasha.– The Walking Dead – respondeu Sawyer. ...– Se ela sabe? Ela... arrasou! – Riley imitou o lançamento. – Acertou bem na mosca. Eu ficaria no time dela em um apocalipse zumbi."
Fiquei tão emocionada com as referências e as situações cotidianas, como The Walking Dead, as comidas e outras coisas tão próximas a nossa realidade, que estou super ansiosa pelo próximo volume.  





Pode parecer estranho que uma pessoa que ama literatura e livros vá gostar de assistir um seriado no estilo de reality show que fale sobre moda, mas eu sou uma pessoa altamente eclética neste estilo de seriados e amo tudo o que envolva realitys em que possa ver a arte sendo envolvida e onde possa ver o comportamento humano sendo colocado em cheque, desde que não seja utilizado para o lado inútil da mente.

Para quem não conhece o America’s Next Top Model, ele iniciou em 2003 com a apresentação da super top model Tyra Banks e hoje está na sua 24ª temporada. Eu comecei a assistir a partir da 4ª e desde então não consigo largar. Claro que hoje já assisto os episódios quando quero, mas em outros tempos eu tinha que esperar toda semana para poder ver um episódio, o que me deixava altamente ansiosa.

Sinopse da 24ª temporada: Tyra Banks retorna como anfitriã do show depois de ser substituída no ciclo 23 pela cantora Rita Ora. O painel de julgamento é composto pela modelo Ashley Graham; o diretor criativo da revista Paper, Drew Elliott, e o estilista de celebridades Law Roach, permanecem como integrantes da competição.

Nesta temporada são um total de 15 meninas que disputam a vaga para o prêmio de 100 mil reais, uma capa de revista e outros prêmios. Na verdade de todas as temporadas realmente não vi muitas vencedoras fazerem sucesso, mas vi algumas outras participantes alavancarem carreira, o que mostra que o reality é um portal não somente para quem ganha.

Na temporada 21 e 22 eles inovaram e também colocaram homens o que deixou tudo um pouco  mais divertido, porém a preferência é muito mais com modelos femininas e até mesmo este nicho é bem mais procurado.


O legal é que esta temporada não tem exigência de idade e tem participante de até 42 anos que parece ter 18! Sim, muitas participantes não são as menininhas que costumamos ver em editoriais de moda e dão um show. Também extinguiram há algumas temporadas o fator de peso e tem modelos plus size. Yes!  O reality tem a questão de elevar o nível e sempre trabalhar com o estilo de alta moda, o que exige muito nas sessões de fotos e nos desfiles que as participantes tem como provas as quais disputam.

O que mais gosto além da interação das modelos, que ficam durante cerca de dois meses e meio em uma mansão, desta vez localizada na cidade de Los Angeles, é toda a produção feita para as fotos, que em cada episódio tem um tema diferente. O reality mostra como é feita cada produção, como são os bastidores, a sessão de fotos e dá para ver como é demorado desde a maquiagem até o término da edição.


Parece algo simples somente ter que “desfilar” e “tirar” fotos, mas neste programa nada é fácil. Os jurados são bastantes críticos em relação ao comportamento e principalmente a questões morais como educação, respeito, não ser uma pessoa louca por dietas ou magreza e sim saber cuidar do corpo de forma saudável. É um programa que também ensina como lidar em redes sociais e como melhorar a imagem pessoal de cada um.

Mas não posso negar que também adoro as brigas. As participantes estão em um momento de estresse e qualquer coisa se torna tão gigantesco que parece um ringue. É uma mistura de emoções e ações impensadas e tem participante que não aguenta a pressão e pede para sair, estilo Tropa de Elite.


Eu indico para quem gosta de ver realitys rápidos. Cada capítulo tem cerca de 45 minutos, mas passa voando. São 12 episódios e o final é o mais demorado, mas vale a pena. Em cada um, uma menina é desclassificada e sobram 3 na final. Quem quiser pode assistir temporadas anteriores e também tem algumas disponíveis na Netflix. Esta temporada está passando no canal VH1.

Já houve a versão brasileira deste reality, mas por aqui não deu muito certo. Então o jeito é ficar com o americano mesmo. Mas quem quiser tem em diversos países, viu! “Bora” pousar para fotos? Leitor sendo lindo com livros, hein!